Rede Amazônica Cruzeiro do Sul

emissora de televisão brasileira

Rede Amazônica Cruzeiro do Sul é uma emissora de televisão brasileira sediada em Cruzeiro do Sul, cidade do estado do Acre. Opera nos canais 5 VHF analógico e 22 UHF digital, e é afiliada à TV Globo. Pertence ao Grupo Rede Amazônica.

Rede Amazônica Cruzeiro do Sul
Rádio TV do Amazonas Ltda.
Cruzeiro do Sul, Acre
 Brasil
Tipo Comercial
Canais
5 VHF analógico
22 UHF digital
Sede Bandeira de Cruzeiro do Sul (Acre).svg Cruzeiro do Sul, AC
Slogan Sempre com você
Rede TV Globo
Fundador(es) Phelippe Daou
Pertence a Grupo Rede Amazônica
Proprietário(s) Phelippe Daou Jr.
Cláudia Maria Daou[1]
Antigo(s) proprietário(s) Phelippe Daou (1985-2016)
Acionista(s) Aluísio José Daou
Nivelle Daou Júnior[1]
Fundação 1985 (37 anos)
Nome(s) anterior(es) TV Cruzeiro do Sul (1985-2015)
Coord. do transmissor 7° 38' 17.4" S 72° 40' 16.6" O
Potência 0.3 kW (analógico e digital)
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial redeglobo.globo.com/redeamazonica

HistóriaEditar

A emissora entrou no ar em 1980, em caráter experimental, exibindo programas da Rede Bandeirantes (rede com a qual todas as emissoras da Rede Amazônica eram afiliadas)[2] por meio de fitas, sempre em atraso. Em 1985, a emissora foi oficialmente inaugurada pelo jornalista Phelippe Daou como TV Cruzeiro do Sul, sendo afiliada à Rede Globo.[3]

No início dos anos 2000, a TV Cruzeiro do Sul deixou de produzir a edição local do Jornal do Acre, sua única produção local.[4]

Em 14 de junho de 2006, a TV Cruzeiro do Sul sofre uma pane e sai do ar. Segundo Adriana Negreiros, então gerente administrativa da emissora, medidas emergenciais foram tomadas para evitar uma pane geral, e um técnico foi enviado pela Rede Amazônica para tentar solucionar o problema, que não foi resolvido, devido a falta de peças necessárias.[5] Em 29 de junho, a emissora passou a utilizar um transmissor reserva, que operava apenas com 10% da capacidade, tendo sua programação exibida provisoriamente pelo canal 19 UHF, onde originalmente operava uma retransmissora da Amazon Sat.[5] O problema só foi resolvido no mês de julho. A pane da emissora teve grande repercussão na cidade, já que muitos cruzeirenses ficaram impossibilitados de assistir os jogos da Copa do Mundo, transmitidos pela Rede Globo.[5]

A partir de 3 de janeiro de 2015, a emissora deixou de se identificar como TV Cruzeiro do Sul, passando a utilizar a nomenclatura Rede Amazônica Cruzeiro do Sul.[6]

Em setembro de 2016, a emissora produziu blocos locais do Acre TV, por ocasião de entrevistas com os candidatos à prefeitura de Cruzeiro do Sul nas eleições municipais daquele ano. As entrevistas foram realizadas pelo jornalista Jefson Dourado, da Rede Amazônica Rio Branco.[7]

Em 23 de julho de 2018, após reestruturações, a Rede Amazônica Cruzeiro do Sul voltou a produzir regularmente um telejornal local após quase quinze anos da suspensão das produções locais da emissora: O bloco local do Jornal do Acre 2ª Edição.[8] O telejornal continuou sendo exibido até 2019.

Sinal digitalEditar

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
5.1 22 UHF 1080i Programação principal da Rede Amazônica Cruzeiro do Sul / Globo

A Rede Amazônica Cruzeiro do Sul iniciou suas transmissões digitais pelo canal 22 UHF em agosto de 2018.[9]

ProgramasEditar

Atualmente, além de transmitir a programação nacional da TV Globo e estadual da Rede Amazônica Rio Branco, a Rede Amazônica Cruzeiro do Sul insere publicidade local.

Programas locais compuseram a grade da emissora, e foram descontinuados:

  • Acre TV (bloco local)[7]
  • Boletim 24 Horas[10]
  • Jornal Cruzeiro do Sul[11]
  • Jornal do Acre 2ª Edição (bloco local)[12]

EquipeEditar

Membros atuaisEditar

Membros antigosEditar

  • Francisco Costa[3]
  • Gledisson Albano[14]
  • Mona Moura[8]

Referências

  1. a b «Radio Tv do Amazonas LTDA | Rede Amazonica-Cruzeiro do Sul». cnpj.info. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  2. Conde, Evelyn; Silva, Janete (dezembro de 2012). «Histórico e organização estrutural do Jornal de Rondônia: produção televisiva em rede na Amazônia Brasileira» (PDF). Revista Brasileira de História da Mídia. 1: 54. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  3. a b «Velhos Tempos da TV CZS». Otacílio Pacheco. 14 de maio de 2013. Consultado em 4 de dezembro de 2021 – via YouTube 
  4. «Cruzeiro do sul no Jornal do Acre + Brasileia Acre+ Doc. Belém/2002.». dudulipe vhs. 13 de maio de 2020. Consultado em 4 de dezembro de 2021 – via YouTube 
  5. a b c «Queda de potência prejudica transmissão da TV Cruzeiro do Sul e jogos da Copa». Página 20. 2 de julho de 2006. Consultado em 4 de dezembro de 2021. Arquivado do original em 31 de dezembro de 2012 
  6. «Momento Nossa História: Rede Amazônica». Jaru Notícia. 24 de junho de 2020. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  7. a b «Acre TV local | Cruzeiro do Sul - Trecho inicial e Encerramento (19/09/2016)». tvraridades. 20 de setembro de 2016. Consultado em 4 de dezembro de 2021 – via YouTube 
  8. a b «Cruzeiro do Sul ganha mais espaço no Jornal do Acre 2ª edição». Globoplay. Bom Dia Amazônia. 23 de julho de 2018. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  9. «Cruzeiro do Sul - AC». Portal BSD. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  10. «Boletim 24 horas - TV Cruzeiro do Sul (27/10/2009)». tvraridades. 25 de abril de 2016. Consultado em 4 de dezembro de 2021 – via YouTube 
  11. Boccato, Paulo. «ACRE, AMAPÁ, AMAZONAS, RONDÔNIA E RORAIMA». Tela Viva. Consultado em 4 de dezembro de 2021. Arquivado do original em 1 de maio de 2001 
  12. «JAC 2ª Edição | Cruzeiro do Sul - Íntegra do bloco local (23/07/2018)». tvraridades. 28 de julho de 2018. Consultado em 4 de dezembro de 2021 – via YouTube 
  13. «Polícia Militar deflagra Operação Papai Noel em Cruzeiro do Sul». Globoplay. Jornal do Acre 2ª Edição. 3 de dezembro de 2021. Consultado em 4 de dezembro de 2021 
  14. «"Ele só reuniu o pessoal, conversou e foi embora": Jefson Dourado é demitido da TV Acre após 26 anos». Contilnet. 24 de novembro de 2021. Consultado em 4 de dezembro de 2021 

Ligações externasEditar