Rede de Cidades Criativas

projeto da UNESCO para a promoção da cooperação entre cidades em que a criatividade tenha sido fator importante para o desenvolvimento urbano delas

A Rede de Cidades Criativas da UNESCO é um projeto que a UNESCO lançou, em 2004, para promover a cooperação entre as cidades que reconhecem a criatividade como um fator importante no seu desenvolvimento urbano nos aspectos económicos, sociais, culturais e ambientais[1][2][3]. Em 2017 existiam 180 cidades de 72 países na rede[4].

A rede tem como objetivo favorecer a mútua cooperação internacional com e entre as cidades-membros comprometidas em investir na criatividade como motor de desenvolvimento urbano sustentável, inclusão social e cultural vibrante[5]. A Rede reconhece os seguintes campos criativos:

A situação geral e as atividades da Rede são relatadas nos Relatórios de Acompanhamento da Associação, a cada período de 4 anos para uma cidade em particular[6].

A Rede reconhece o conceito de turismo criativo, definido como a associação entre uma viagem e experiências criativas e participação[7].

Relatórios e monitoramentoEditar

A Rede serve para "funcionar como um laboratório de ideias e experiências inovadoras destinadas a capitalizar todo o potencial da cultura e da criatividade para o desenvolvimento urbano sustentável"[6].

A cada quatro anos, cidades criativas são obrigadas a produzir um Relatório de Monitoramento de Sócios. Esses relatórios têm como objetivo:

  • demonstrar compromisso com a implementação da Declaração de Missão a nível local e internacional;
  • renovar o engajamento por meio da apresentação de um plano de ação para os próximos quatro anos;
  • obter insights sobre o impacto das designações;
  • incentivar o desenvolvimento de pesquisas e estudos de caso sobre os conceitos e experiências das cidades membros .

Conferências anuaisEditar

A cada ano, a Rede realiza uma conferência numa cidade membro[8]. Os principais objetivos dos eventos são:

  • trocar informações atualizadas sobre as atividades realizadas pelas cidades destinadas a implementar os objetivos da Rede, tanto a nível local como internacional, e formular novas iniciativas de parceria intermunicipal;
  • determinar a estratégia e as operações da Rede e chegar a acordo sobre questões importantes relacionadas a desenvolvimentos futuros, incluindo as prioridades da Rede para o próximo ano;
  • oferecer uma plataforma chave de diálogo entre as Cidades Criativas e a UNESCO, sobre as prioridades da Organização em cultura e desenvolvimento e outras questões de interesse mútuo.

Cidades anfitriãs, incluem:

Cidades do Artesanato e das Artes PopularesEditar

A UNESCO reconhece 37 cidades de artesanato e artes populares.

Algumas das cidades empossadas hospedam eventos relacionados com o Artesanato e Arte Popular, entre eles: o Festival de Cerâmica Icheon[9] e o Mercado Internacional de Arte Popular de Santa Fé[10].

Além disso, alguns têm museus relacionados a Artesanato e Arte Popular, incluindo: Museu do Papel e Marca d'água de Fabriano[11], Museu Nacional de Edredons de Paducah[12] e o Museu Pekalongan Batik[13].

Carrara é conhecida por suas pedreiras de mármore. O mármore foi esculpido por Michelangelo, Canova e Bernini[14], enquanto Limoges é conhecido por suas cerâmicas e esmalte[15][16].








Referências

  1. "What is the Creative Cities Network ?", a UNESCO webpage
  2. Creative Cities Network homepage
  3. Inequalities in Creative Cities: Issues, Approaches, Comparisons, 2016,
  4. «UNESCO declares Seattle a City of Literature» 
  5. «UCCN today: 116 Cities in 54 countries | Creative Cities Network». en.unesco.org (em inglês) 
  6. a b "Reporting & monitoring", a UCCN webpage
  7. OECD Studies on Tourism Tourism and the Creative Economy, 2014,
  8. https://en.unesco.org/creative-cities/content/annual-conferences
  9. https://en.unesco.org/creative-cities/icheon
  10. https://en.unesco.org/creative-cities/santa-fe
  11. https://en.unesco.org/creative-cities/fabriano
  12. https://en.unesco.org/creative-cities/paducah
  13. https://en.unesco.org/creative-cities/pekalongan
  14. https://en.unesco.org/creative-cities/carrara
  15. https://en.unesco.org/creative-cities/limoges
  16. https://en.unesco.org/creative-cities/sites/creative-cities/files/final_liste_des_villes_creatives_de_lunesco_feb2018-_eng.pdf
  17. https://en.unesco.org/creative-cities/al-ahsa
  18. https://en.unesco.org/creative-cities/aswan
  19. https://en.unesco.org/creative-cities/baguio-city
  20. https://en.unesco.org/creative-cities/bamiyan
  21. https://en.unesco.org/creative-cities/barcelos
  22. https://en.unesco.org/creative-cities/cairo
  23. https://en.unesco.org/creative-cities/carrara
  24. https://en.unesco.org/creative-cities/chiang-mai
  25. https://en.unesco.org/creative-cities/chordeleg
  26. https://en.unesco.org/creative-cities/duran
  27. https://en.unesco.org/creative-cities/fabriano
  28. https://en.unesco.org/creative-cities/gabrovo
  29. https://en.unesco.org/creative-cities/hangzhou
  30. https://en.unesco.org/creative-cities/icheon
  31. https://en.unesco.org/creative-cities/isfahan
  32. https://en.unesco.org/creative-cities/jacmel
  33. https://en.unesco.org/creative-cities/jaipur
  34. https://en.unesco.org/creative-cities/jingdezhen
  35. https://en.unesco.org/creative-cities/joao-pessoa
  36. https://en.unesco.org/creative-cities/kanazawa
  37. https://en.unesco.org/creative-cities/kutahya
  38. https://en.unesco.org/creative-cities/limoges
  39. https://en.unesco.org/creative-cities/lubumbashi
  40. https://en.unesco.org/creative-cities/madaba
  41. https://en.unesco.org/creative-cities/nassau
  42. https://en.unesco.org/creative-cities/ouagadougou
  43. https://en.unesco.org/creative-cities/paducah
  44. https://en.unesco.org/creative-cities/pekalongan
  45. https://en.unesco.org/creative-cities/porto-novo
  46. https://en.unesco.org/creative-cities/san-cristobal-de-las-casas
  47. https://en.unesco.org/creative-cities/santa-fe
  48. https://en.unesco.org/creative-cities/sheki
  49. https://en.unesco.org/creative-cities/sokode
  50. https://en.unesco.org/creative-cities/suzhou
  51. https://en.unesco.org/creative-cities/tambasasayama
  52. https://en.unesco.org/creative-cities/tetouan
  53. https://en.unesco.org/creative-cities/tunis