Abrir menu principal

Referendo sobre a independência da Croácia em 1991

Referendo sobre a independência da Croácia em 1991
Eleitorado 3,652,225
Afluência (83.56%) 3,051,881
Apoiando a soberania e
independência da Croácia
Opções de voto Votos %
Sim 2,845,521 93.24
Não 126,630 4.15
Apoiando a Croácia permanecendo
na Iugoslávia federal
Opções de voto Votos %
Sim 164,267 5.38
Não 2,813,085 92.18
Fonte: State Election Committee

A Croácia realizou um referendo de independência em 19 de maio de 1991, na sequência das eleições parlamentares na Croácia de 1990 e da ascensão de tensões étnicas que conduziriam à dissolução da Iugoslávia. Com 83 por cento de afluência às urnas, os eleitores aprovaram o referendo, com 93 por cento a favor da independência. Posteriormente, a Croácia declarou independência e a dissolução da sua associação com a Iugoslávia em 25 de junho de 1991, mas introduziu uma moratória de três meses sobre a decisão quando instada a fazê-lo pela Comunidade Europeia e pela Conferência sobre Segurança e Cooperação na Europa por meio do Acordo de Brioni. A guerra na Croácia escalou durante a moratória, e em 8 de outubro de 1991, o parlamento croata cortou todos os laços restantes com a Iugoslávia. Em 1992, tanto a Comunidade Econômica Europeia como as Nações Unidas concederam reconhecimento diplomático a Croácia.

ConsequênciasEditar

Embora não seja um feriado, 15 de janeiro é marcado como o dia que a Croácia ganhou reconhecimento internacional pela imprensa e políticos croatas. [1] No 10º aniversário do dia em 2002, o Banco Nacional Croata cunhou a moeda comemorativa 25 kuna. [2] No período seguinte à declaração de independência, a guerra se intensificou, com os cercos de Vukovar [3] e Dubrovnik, [4] e combates em outros lugares, até que um cessar-fogo de 3 de janeiro de 1992 conduziu à estabilização e uma redução significativa da violência. [5] A guerra terminou efetivamente em agosto de 1995 com uma vitória decisiva para a Croácia como resultado da Operação Tempestade. [6] As fronteiras atuais da Croácia foram estabelecidas quando as áreas restantes controladas pelos sérvios da Eslavônia Oriental foram restauradas para a Croácia nos termos do Acordo de Erdut de novembro de 1995, com o processo concluído em janeiro de 1998. [7]

Referências

  • Frucht, Richard C. (2005). Eastern Europe: An Introduction to the People, Lands, and Culture. 1. [S.l.]: ABC-CLIO. ISBN 1-57607-800-0