Reforma Estrutural da Dinamarca

A Reforma Estrutural da Dinamarca (em dinamarquês Strukturreformen) modificou as subdivisões político-administrativas do país em 2007.
Os municípios (kommuner) passaram de 271 para 98, e os 13 antigos condados (amter) foram transformados em 5 regiões (regioner).
A reforma foi levada a cabo pelos partidos Venstre (liberal), Partido Popular Conservador (social-conservador) e Partido Popular Dinamarquês (nacionalista conservador), apesar da oposição do Partido Social-Liberal (social-liberal) e do Partido Social-Democrata (social-democrata).
Entrou em vigor no dia 1 de janeiro de 2007. [1]

As novas 5 regiões
As novas 98 comunas

Referências

  1. Michael Baggesen Klitgaard. «Strukturreformen» (em dinamarquês). Den Store Danske Encyklopædi (Grande Enciclopédia Dinamarquesa). Consultado em 30 de dezembro de 2021 

Ver tambémEditar