Abrir menu principal

Região Geográfica Intermediária de Governador Valadares

Região Geográfica Intermediária de Governador Valadares
Divisão regional do Brasil
Localização
Características geográficas
Unidade federativa  Minas Gerais
Regiões geográficas
imediatas
Aimorés-Resplendor
Governador Valadares
Guanhães
Mantena
Regiões limítrofes Belo Horizonte
Colatina
Ipatinga
Juiz de Fora
Teófilo Otoni
Vitória
Área 26 025,679 km² 2017
População 771 775 hab. est. 2018
Densidade 29,65 hab./km²
Cidade mais
populosa
Governador Valadares

A Região Geográfica Intermediária de Governador Valadares é uma das treze regiões intermediárias do estado brasileiro de Minas Gerais e uma das 134 regiões intermediárias do Brasil, criadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2017.[1] É composta por 58 municípios, distribuídos em quatro regiões geográficas imediatas.

Sua população total estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 1º de julho de 2018 é de 771 775 de habitantes, distribuídos em uma área total de 26 025,679 km².[2]

Governador Valadares é o município mais populoso da região intermediária, com 278 685 habitantes, de acordo com estimativas de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).[3]

HistóriaEditar

Os primeiros habitantes da região onde se localiza os municípios da região intermediária eram índios botocudos, guanahães e aimorés, em sua grande maioria. Na região de Aimorés, o contato com os homens brancos foi pacífico.[4] O desbravamento da região de Governador Valadares teve início no século XVI, em expedições como a de Sebastião Fernandes Tourinho que seguiam pelo curso do rio Doce à procura de metais preciosos em suas margens.[5] Fernandes Tourinho acompanhou o caminho inverso do rio Doce até atingir o Rio Santo Antônio, no entanto o povoamento da região foi proibido no começo do século XVII, a fim de evitar contrabando do ouro extraído na região de Diamantina.[6]

No século XVII, vários conquistadores à procura de ouro e pedras preciosas, atingiram o Rio das Velhas, na região de Guanhães, onde se estabeleceram com fazendas de gado.[7]

Regiões geográficas imediatasEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Divisão Regional do Brasil». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2017. Consultado em 9 de fevereiro de 2019. Cópia arquivada em 1 de setembro de 2017 
  2. «Áreas dos municípios brasileiros em 1º de julho de 2017». Área dos Municípios 2017. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2017. Consultado em 9 de fevereiro de 2019 
  3. «Estimativas populacionais para os municípios brasileiros em 1º de julho de 2018 - Governador Valadares». Estimativa populacional 2018. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2018. Consultado em 9 de fevereiro de 2019 
  4. In360 (17 de junho de 2011). «Conheça Aimorés: cidade cheia de histórias, filhos ilustres e situações pra lá de curiosas!». Consultado em 18 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2013 
  5. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2007). «Histórico - Governador Valadares». Consultado em 27 de junho de 2016. Cópia arquivada em 27 de junho de 2016 
  6. Circuito Turístico Mata Atlântica de Minas Gerais. «Coronel Fabriciano». Consultado em 21 de julho de 2016. Cópia arquivada em 8 de julho de 2014 
  7. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Guanhães - Histórico e Fotos» 

Ligações externasEditar