Abrir menu principal

Reinaldo Carlos Montoro

Reinaldo Carlos Montoro
Nascimento 1831
Porto
Morte 1889 (58 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação escritor

Reinaldo Carlos Montoro (1831, Porto, Portugal - 1889, Rio de Janeiro, Brasil) foi um escritor e ensaísta português radicado no Brasil.[1]

Foi membro do Grêmio Literário Português no Rio de Janeiro[1] e participou na fundação da Caixa de Socorros D. Pedro V, também na capital do Império.[2][3]

Foi editor e colaborador da revista literária O Futuro, fundada em 1862 pelo também português Faustino Xavier de Novais [4] e também colaborou na Revista Contemporânea de Portugal e Brasil [5] (1859-1865).

ObrasEditar

  • O Centenário de Camões no Brasil. Portugal em 1580. O Brasil em 1880. (1880)
  • Elogio histórico do eminente estadista português Marquês de Pombal (1882)

Referências

  1. a b Reinaldo Carlos Montoro no sítio Literatura Digital
  2. Elisa Muller. A organização sociocomunitária portuguesa no Rio de Janeiro. in Os Lusíadas na aventura do Rio Moderno. Carlos Lessa, organizador. Editora Record, 2002, Rio de Janeiro. ISBN 85-01-06356-8
  3. Caixa de Socorros D. Pedro V Arquivado em 30 de dezembro de 2014, no Wayback Machine. no sítio das Associações Cariocas
  4. de Oliveira Cataneli, Aline Cristina. O Caráter Fronteiriço da Crônica Oitocentista: Jornalismo e Literatura nas Crônicas de Machado de Assis Publicadas n'O Futuro (1862-1863). RevLet – Revista Virtual de Letras, v. 05, no 01, jan./jul, 2013 ISSN: 2176-9125.
  5. Pedro Mesquita (06 de dezembro de 2013). «Ficha histórica:Revista Contemporânea de Portugal e Brasil (1859-1865)» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 13 de Abril de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)