Abrir menu principal



Kongeriget Norge
Reino da Noruega

Estado auto-proclamado

Flag of Denmark.svg
1814 Union Jack of Sweden and Norway (1844-1905).svg
Flag Brasão
Bandeira Brasão de Armas
Lema nacional
"Enig og tro til Dovre faller"
"Unidos e leais até Dovre ruir"
Hino nacional
"Norges Skaal"
"Brinde da Noruega"


Localização de Noruega
Continente Europa
Região Europa Setentrional
País  Noruega
Capital Cristiânia
Língua oficial Norueguês
Religião Luteranismo
Governo Monarquia constitucional
Rei
 • 1814 Cristiano Frederico
Primeiro-ministro
 • 1814 Frederik Gottschalk von Haxthausen
Legislatura Storting
 - Superior Lagting
 - Inferior Odelsting
Período histórico Guerras Napoleônicas
 • 14 de janeiro de 1814 Tratado de Kiel
 • 16 de fevereiro de 1814 Encontro dos Notáveis
 • 17 de maio de 1814 Aprovação da Constituição
 • 26 de julho de 1814 Invasão sueca
 • 14 de agosto de 1814 Convenção de Moss
 • 4 de novembro de 1814 União com a Suécia
Área
 • 1814 324 220 km2
População
 • 1814 est. 902 100 
     Dens. pop. 2,8 hab./km²
Moeda Rigsdaler

O Reino da Noruega (em norueguês: Kongeriget Norge) foi um Estado autodeclarado que existiu brevemente entre fevereiro e novembro de 1814. A Noruega estava em união com a Dinamarca desde o século XIV até ser cedida em janeiro de 1814 pelo rei Frederico VI a Suécia através do Tratado de Kiel, assinado logo após o fim da Sexta Coligação. Entretanto, o povo norueguês ficou insatisfeito e reuniu-se em apoio ao vice-rei, o príncipe Cristiano Frederico da Dinamarca, que reivindicou o trono como seu legítimo herdeiro. Uma assembleia constituinte rapidamente foi formada e aprovou em 17 de maio a Constituição da Noruega.[1][2]

Carlos João, Príncipe Herdeiro da Suécia, recusou-se a aceitar a independência norueguesa, porém não havia presença sueca no país para fazer cumprir sua reivindicação. A Noruega afirmou que, já que o rei dinamarquês tinha abdicado, o povo norueguês tinha liberdade para escolher seu destino. Carlos João acabou por invadir a Noruega em julho e rapidamente conquistou o país. Um novo tratado foi assinado na Convenção de Moss em agosto, em que Cristiano Frederico abriu mão de suas reivindicações e a Noruega entrou em união pessoal com a Suécia, que por sua vez aceitou a constituição aprovada em maio.[1][2]

Referências

  1. a b «The Peace Treaty of Kiel». Corte Real da Noruega. 13 de fevereiro de 2007. Consultado em 9 de julho de 2018 
  2. a b «The constituent assembly at Eidsvoll». Corte Real da Noruega. 13 de fevereiro de 2007. Consultado em 9 de julho de 2018 
  Este artigo sobre a Noruega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.