Reino de Ubani

Reino de Ubani ou Ibani (em inglês: Bonny)[a] foi o Estado tradicional ijó da Nigéria, que do século XV ao XIX, foi independente e se centrava em Ubani. Atingiu seu auge sob a dinastia Peple nos séculos XVIII e XIX com a venda de escravos aos europeus, sobretudo ibos, que eram levados para as Américas. Em 1790 foram traficados cerca de 20 000 escravos. Os chefes, cujo título era amanianabo, irritaram-se com a proibição britânica do tráfico na década de 1830, mas o poderio militar e intrigas europeias os sobrepujaram. Nos anos 1850, era o maior exportador de óleo de palma e amêndoa de dendê na região.[3]

Reino de Ubani
século XV — XIX 
Flag of the Niger Coast Protectorate (1893–1899).svg
IjawHistory.jpeg
Região Sudão
Capital Ubani
Países atuais Nigéria

Línguas oficiais Ijó
Religiões Animismo

Forma de governo Monarquia
Amanianabo[2]
• século XV  Asimini (primeiro)[1]

Período histórico
• século XV  Fundação
• XIX  Dominação britânica

NotasEditar

[a] ^ Bonny é uma corrupção europeia de Ibani ou Ubani.[4]

Referências

BibliografiaEditar

  • Editores (1998). «Bonny». Britânica Online 
  • Ijeaku, Nmandi J. O. (2009). The Igbo and Their Niger Delta Neighbors: We Are No Second Fools. Bloomington, Indiana: Xlibris Corporation 
  • Rodney, Walter (1975). «The Guinea Coast». In: Gray, Richard. The Cambridge History of Africa Vol. 4 from c. 1600 to c. 1790. Cambrígia: Imprensa da Universidade de Cambrígia 
  • Silva, Alberto da Costa (2009). «25. 1500». A Enxada e a Lança - A África Antes dos Portugueses. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira Participações S.A. ISBN 978-85-209-3947-5