Abrir menu principal
Renan Barão
Informações
Nome
completo
Renan do Nascimento Mota Pegado
Nascimento 31 de janeiro de 1987 (32 anos)
Rio Grande do Norte Natal, RN
Nacionalidade brasileiro
Outros nomes Barão
Residência Natal, Rio Grande do Norte
Brasil Brasil
Parentes notáveis Netinho Pegado (Pai) - Pugilista Peso-pena
Altura 1,68 m
Peso 66 kg
Divisão Peso-galo
Peso-pena
Envergadura 178 cm[1]
Modalidade Jiu-jitsu brasileiro
Muay Thai
Posição Ortodoxo
Luta por Rio de Janeiro Rio de Janeiro, RJ
 Brasil
Equipe Nova União
Pretorian Fighters
Treinador Dedé Pederneiras
Jair Lourenço
Graduação      Faixa Preta em BJJ
Período em
atividade
2005 – presente
Cartel nas artes marciais mistas
Total 40
Vitórias 34
Por nocaute 8
Por finalização 15
Por decisão 11
Derrotas 7
Por nocaute 2
Por decisão 5
Sem resultado 1
Ligações externas
Página oficial:
Cartel no MMA pelo Sherdog

Renan do Nascimento Mota Pegado, mais conhecido como Renan Barão (Natal, 31 de janeiro de 1987), é um lutador de MMA brasileiro e ex-Campeão Peso Galo do UFC.

Barão, que ficou 2 anos com o título de campeão interino da categoria, iria unificar o cinturão com o campeão linear até então, o americano Dominick Cruz no UFC 169, porém Cruz teve mais uma de suas seguidas lesões no dia 6 de janeiro de 2014 e ele se tornou o campeão linear da categoria, fazendo a sua primeira defesa no mesmo evento [2]. No dia 25 de maio de 2014 perdeu o cinturão para o americano T.J. Dillashaw.

Esteve na lista dos "10 brasileiros para assistir" de 2012.[3]

BiografiaEditar

CarreiraEditar

Renan começou sua carreira em Natal, na equipe Kimura Nova União, uma filial da academia Nova União no Rio Grande do Norte. Foi para o Rio de Janeiro, ao lado dos amigos e também lutadores Ronny Markes e Ronys Torres, teve de morar num sobrado na antiga academia/sede da Nova União, onde não tinham janelas, nem portas e, logo na primeira noite, ficou sem lugar para dormir por causa de uma chuva que alagou o local. Barão lembra que dormiam cedo para não gastarem dinheiro com lanche e tentavam acordar o mais tarde possível para não gastarem com o café e só almoçar. Segundo Barão, foram essas dificuldades que o fortaleceram para chegar onde está hoje. Barão treina com grandes lutadores, como José Aldo entre outros. Se tornou lutador profissional de MMA em 2005, com 18 anos de idade.

Barão tem um filho de 1 ano.

Ultimate Fighting ChampionshipEditar

Lutava no WEC, evento que foi comprado pelo UFC. Barão então como lutava no WEC passou a lutar no UFC, fez sua estreia no novo evento em 28 de maio de 2011, com 24 anos em Las Vegas, Nevada. Lutou contra o americano Cole Escovedo, no UFC 130: Rampage vs. Hamill, onde venceu por Decisão (Unânime).

Em novembro do mesmo ano, após 5 meses da primeira luta no UFC, Barão enfrentou o inglês Brad Pickett, em Birmingham na Inglaterra, no UFC 138: Leben vs. Muñoz. Em uma luta eletrizante, Barão venceu Pickett aos 4:09 do 1º round por Finalização (Mata-Leão), o combate entre o brasileiro e o inglês foi escolhido como "Luta da Noite" do evento número 138.

No dia 4 de fevereiro de 2012 conseguiu sua 3ª vitória no UFC e sua 28ª no MMA derrotando o americano Scott Jorgensen, no UFC 143: Diaz vs. Condit, em Las Vegas, Nevada por Decisão (Uninâme).

E após 3 meses de sua última vitória no UFC, no dia 21 de julho de 2012 Barão venceu o americano Urijah Faber por decisão unânime, e se tornou campeão interino dos Pesos Galos do UFC o evento foi em Calgary, Canadá no UFC 149: Faber vs. Barão.

Em 16 de fevereiro de 2013 defendeu seu cinturão interino dos galos contra Michael McDonald no UFC on Fuel TV: Barão vs. McDonald numa luta que se seguia extremamente equilibrada até o 4º round, quando Barão conseguiu uma finalização katagatame aos 3 minutos e 57 segundos, mantendo, assim o título de Campeão Interino dos Galos.[4]

Barão era esperado para enfrentar Eddie Wineland, no dia 15 de Junho de 2013 no UFC 161 em defesa do Cinturão Interino do Peso Galo do UFC, mas uma lesão o tirou do evento. Porém a luta foi remarcada para 21 de Setembro de 2013 no UFC 165: Jones vs. Gustafsson e Barão venceu por nocaute técnico no segundo round com um belo chute rodado que foi sucedido por socos, após um primeiro round extremamente equilibrado. [5]

Após mais de 2 anos de espera e 2 defesas de cinturão interino, finalmente a luta entre o potiguar e o norte-americano, Campeão Peso Galo do UFC, Dominick Cruz foi marcada para dia 1 de fevereiro de 2014 no UFC 169, que iria acontecer no Prudential Center em Newark, New Jersey.[6] Porém, em 6 de janeiro de 2014, Cruz se retirou da luta com uma lesão, e foi substituído por Urijah Faber, assim Barão ficou com o título linear, pelo menos até o UFC 169.[7] [8]

Renan foi muito confiante para o UFC 169: Barão vs. Faber II, após seu colega de Nova União e amigo José Aldo ter vencido Ricardo Lamas no mesmo evento, foi a vez de Barão vencer. Numa luta curta e bem empolgante, Faber veio bastante explosivo, mas depois de o americano receber o segundo knockdown com um soco mata-cobra de Barão, ficou vendido no chão e o árbitro Herb Dean encerrou a luta mesmo com Urijah fazendo sinal de positivo, sendo declarado o Nocaute Técnico a favor do brasileiro aos 3 minutos e 42 segundos do 1º round. Dana White Não gostou da decisão de Herb Dean. "Alguém mais sente que ele poderia ter continuado? Alguém discorda? Ele provavelmente podia ter continuado. Foi uma daquelas lutas duras. Este garoto (Barão) entra de forma incrível, e ele (Faber) se recupera, faz sinal de positivo, e os dois meio que foram ferrados, Barão e Faber" - Disse o chefão do UFC. [9]

Com a vitória, Barão alcançou o apogeu na categoria dos galos e em sua carreira no MMA e no UFC. [10]

Perda do cinturãoEditar

O potiguar foi do céu ao inferno muito rápido. O título de "campeão incontestável dos galos" durou apenas 4 meses. Na sua primeira defesa de cinturão, Barão enfrentou T.J. Dillashaw no dia 24 de maio do mesmo ano no UFC 173. Barão entrou como amplo favorito nas casas de apostas, mas foi completamente dominado pelo americano, que venceu os 5 rounds e terminou com um nocaute técnico aos 2m36s do último assalto. T.J. Dillashaw lutou o tempo todo com a guarda baixa, e conseguiu um knockdown em Barão logo no primeiro round. Os rounds seguintes seguiram com o americano sendo amplamente superior, até conseguir o nocaute técnico no último assalto.[11]

Segundo o site FightMetric, a superioridade de T.J. Dillashaw foi traduzida em números. Enquanto o americano acertou 140 golpes significativos, Barão encaixou menos da metade – apenas 60. [12]

Problemas em bater peso e corte do UFC 177Editar

Uma revanche imediata com T.J. Dillashaw foi marcada em 30 de Agosto de 2014 no UFC 177 em Sacramento, California. No entanto apenas 1 hora antes da pesagem, o brasileiro passou mal durante o processo de perda de peso e foi substituído por Joe Soto, ex-campeão dos penas do Bellator.

Barão fez seu retorno ao octógono contra o 14º colocado do ranking dos pesos galos Mitch Gagnon[13] em 20 de Dezembro de 2014 no UFC Fight Night: Machida vs. Dollaway. Ele venceu a luta por finalização com um triângulo de braço no terceiro round, em uma luta muito disputada.

Nova derrota para Dillashaw e subida para o peso-penaEditar

T.J. Dillashaw e Renan Barão fariam a revanche no UFC 186, no dia 25 de abril, em Montreal, após o ex-campeão Dominick Cruz se contundir novamente. Dessa vez Dillashaw entrou como favorito nas casas de apostas. [14] No entanto, devido a uma fratura do americano, o combate foi adiado e depois remarcado para 25 de Julho de 2015 no UFC on Fox: Dillashaw vs. Barão II.

T.J. Dillashaw confirmou seu favoritismo, nocauteando mais uma vez o brasileiro. Dessa vez aos 35 segundos do quarto round, com uma sequência avassaladora. [15]

Depois da derrota Renan Barão voltou ao peso-pena (até 65,8kg) para enfrentar o americano Jeremy Stephens no dia 29 de maio. Barão perdeu por decisão unânime.

Barão enfrentou Phillip Nover no co-main event do UFC Fight Night 95 e venceu por decisão unânime.

ApelidoEditar

Renan recebeu o apelido de Barão de sua avó, que na época em que ele nasceu, era fã da novela Sinhá Moça, da Rede Globo, e um personagem era o Barão de Araruna (Coronel Ferreira), e sua avó, Dona Inácia gostava muito do tal Barão da novela e apelidou o neto com o mesmo nome.[16]

Cartel no MMAEditar

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Derrota 34-9 (1)   Douglas Silva de Andrade Decisão (unânime) UFC Fight Night: Blachowicz vs. Jacaré 16/11/2019 3 5:00   São Paulo Retorno aos Penas
Derrota 34-8 (1)   Luke Sanders Nocaute (socos) UFC on ESPN: Ngannou vs. Velasquez 17/02/2019 2 1:01   Phoenix, Arizona Luta no Peso Casado (62,5kg); Barão não bateu o peso.
Derrota 34-7 (1)   Andre Ewell Decisão (dividida) UFC Fight Night: Santos vs. Anders 22/09/2018 3 5:00   São Paulo Luta no Peso Casado (64kg); Barão não bateu o peso.
Derrota 34-6 (1)   Brian Kelleher Decisão (unânime) UFC on Fox: Emmett vs. Stephens 24/02/2018 3 5:00   Orlando, Flórida Retorno aos Galos.
Derrota 34-5 (1)   Aljamain Sterling Decisão (unânime) UFC 214: Cormier vs Jones 2 29/07/2017 3 5:00   Anaheim, California Luta no Peso Casado (63kg/ 140 lbs.).
Vitória 34-4 (1)   Phillipe Nover Decisão (unânime) UFC Fight Night: Cyborg vs Lansberg 24/09/2016 3 5:00   Brasília
Derrota 33-4 (1)   Jeremy Stephens Decisão (unânime) UFC Fight Night: Almeida vs. Garbrandt 29/05/2016 3 5:00   Las Vegas, Nevada Retornou para os Penas. Luta da Noite
Derrota 33-3 (1)   TJ Dillashaw Nocaute Técnico (socos) UFC Fight Night: Dillashaw vs Barão II 25/07/2015 4 0:35   Chicago, Illinois Pelo Cinturão Peso Galo do UFC.
Vitória 33-2 (1)   Mitch Gagnon Finalização (katagatame) UFC Fight Night: Machida vs. Dollaway 20/12/2014 3 3:53   Barueri Performance da Noite.
Derrota 32-2 (1)   TJ Dillashaw Nocaute Técnico (chute na cabeça e socos) UFC 173: Barão vs. Dillashaw 25/05/2014 5 2:36   Las Vegas, Nevada Perdeu o Cinturão Peso Galo do UFC;
Luta da Noite.
Vitória 32-1 (1)   Urijah Faber Nocaute Técnico (socos) UFC 169: Barão vs. Faber II 01/02/2014 1 3:42   Newark, New Jersey Defendeu o Cinturão Peso Galo do UFC. Foi promovido a campeão linear após diversas lesões de Dominick Cruz.
Vitória 31-1 (1)   Eddie Wineland Nocaute Técnico (chute rodado e socos) UFC 165: Jones vs. Gustafsson 21/09/2013 2 0:35   Toronto, Ontario Defendeu o Cinturão Interino Peso Galo do UFC;
Nocaute da Noite. Bateu o recorde de mais defesas de cinturão interino do UFC (2).
Vitória 30-1 (1)   Michael McDonald Finalização (katagatame) UFC on Fuel TV: Barão vs. McDonald 16/02/2013 4 3:57   Londres Defendeu o Cinturão Interino Peso Galo do UFC;
Finalização da Noite.
Vitória 29-1 (1)   Urijah Faber Decisão (unânime) UFC 149: Faber vs. Barão 21/07/2012 5 5:00   Calgary, Alberta Ganhou o Cinturão Interino Peso Galo do UFC.
Vitória 28-1 (1)   Scott Jorgensen Decisão (unânime) UFC 143: Diaz vs. Condit 04/02/2012 3 5:00   Las Vegas, Nevada
Vitória 27-1 (1)   Brad Pickett Finalização (mata leão) UFC 138: Leben vs. Munoz 05/11/2011 1 4:09   Birmingham Luta da Noite.
Vitória 26-1 (1)   Cole Escovedo Decisão (unânime) UFC 130: Rampage vs. Hamill 28/05/2011 3 5:00   Las Vegas, Nevada Estréia no UFC.
Vitória 25-1 (1)   Chris Cariaso Finalização (mata leão) WEC 53: Henderson vs. Pettis 16/12/2010 1 3:47   Glendale, Arizona
Vitória 24-1 (1)   Anthony Leone Finalização (chave de braço) WEC 49: Varner vs. Shalorus 20/06/2010 3 2:29   Edmonton, Alberta Estréia no WEC; Peso Casado (142 lbs).
Vitória 23-1 (1)   Sérgio Silva Rodrigues Decisão (unânime) Jungle Fight 17 27/02/2010 3 5:00   Vila Velha
Vitória 22-1 (1)   Jorge Enciso Finalização (mata leão) Platinum Fight Brazil 2 05/12/2009 1 3:42   Rio de Janeiro
Vitória 21-1 (1)   Márcio Nunes Finalização (kimura) EFC - Eagle Fighting Championship 26/09/2009 1 2:45   São Paulo
Vitória 20-1 (1)   Paulo Dantas Decisão (unânime) Shooto - Brazil 13 27/08/2009 3 5:00   Fortaleza
Vitória 19-1 (1)   Jurandir Sardinha Nocaute Técnico (joelhada e socos) PFB - Platinum Fight Brazil 13/08/2009 2 0:21   Natal
Vitória 18-1 (1)   André Luis de Oliveira Finalização (triângulo) WOCS - Watch Out Combat Show 3 19/03/2009 3 1:38   Rio de Janeiro
Vitória 17-1 (1)   Alexandre Pinheiro Nocaute Técnico (lesão no braço) Shooto - Brazil 9 29/11/2008 3 0:58   Fortaleza
Vitória 16-1 (1)   Rogério Souza Finalização (mata leão) WOCS - Watch Out Combat Show 2 25/09/2008 2 3:21   Rio de Janeiro
Vitória 15-1 (1)   William Porfirio Nocaute (joelhada) WOCS - Watch Out Combat Show 2 25/09/2008 1 2:25   Rio de Janeiro
Vitória 14-1 (1)   José Fabiano de Melo Decisão (unânime) Shooto - Brazil 8 30/08/2008 3 5:00   Rio de Janeiro
Vitória 13-1 (1)   Jetron Amaral Finalização (chave de braço) Leal Combat - Premium 05/06/2008 1 4:56   Natal
Vitória 12-1 (1)   Ronaldo Figueiredo Decisão (unânime) NCVT Natal Cage Vale Tudo 23/05/2008 3 5:00   Natal
Vitória 11-1 (1)   William Vianna Decisão (unânime) Shooto - Brazil 6 19/04/2008 3 5:00   Rio de Janeiro
NC 10-1 (1)   Claudemir Souza Sem resultado (tiro de meta ilegal) BBVT - Black Bull Vale Tudo 12/12/2007 1 5:00   Recife
Vitória 10-1   Danilo Noronha Finalização (mata leão) Shooto - Brazil 4 27/10/2007 1 0:33   Rio de Janeiro
Vitória 9-1   Erinaldo Rodrigues Finalização (chave de tornozelo) Shooto Brazil 3 - The Evolution 07/07/2007 1 1:33   Rio de Janeiro
Vitória 8-1   Carlos Heide Finalização (triângulo) CM - Garra Fight 25/04/2007 1 5:00   Natal
Vitória 7-1   Janailson Lima Decisão (dividida) CM - Garra Fight 25/04/2007 3 5:00   Natal
Vitória 6-1   Rony Jason Decisão (dividida) CFN - Cage Fight Nordeste 09/11/2006 3 5:00   Natal
Vitória 5-1   Kaio Werbson Nocaute Técnico (socos) NCC - Nordest Combat Championship 06/09/2006 1 2:45   Natal
Vitória 4-1   Gleison Menezes Finalização (chave de joelho) RFC - Rino's FC 2 08/06/2006 1 N/A   Recife
Vitória 3-1   Dande Nocaute (soco) FSLB - Fight Ship Looking Boy 2 22/11/2005 1 N/A   Natal
Vitória 2-1   Anistávio Gasparzinho Finalização (mata leão) MF - Mossoro Fight 26/08/2005 2 3:41   Mossoró
Vitória 1-1   Melk Freitas Nocaute Técnico (socos) TF - Tremons Fight 13/05/2005 3 1:41   João Câmara
Derrota 0-1   João Paulo Souza Decisão (dividida) Heat FC 3 - Metamorphis 14/04/2005 3 5:00   Natal

Referências

  1. http://www.ufc.com.br/fighter/Renan-Barao
  2. Combate - Cruz sofre lesão na virilha, e UFC anuncia Barão x Faber por título
  3. «10 Brazilians to watch in 2010». Sherdog.com. 25 de janeiro de 2010 
  4. http://mmajunkie.com/2013/02/ufc-on-fuel-tv-7-results-renan-barao-vs-michael-mcdonald
  5. http://bleacherreport.com/articles/1782775-what-we-learned-from-renan-barao-vs-eddie-wineland-at-ufc-165
  6. Combate - Barão e o UFC 169: 'Vou para provar que sou o verdadeiro campeão'.
  7. «Dominick Cruz injured, vacates title; Urijah Faber in against Renan Barao at UFC 169» (em inglês). mmafighting.com. 6 de Janeiro de 2014 
  8. «Cruz sofre lesão na virilha, e UFC anuncia Barão x Faber por título». combate.globo.com. 6 de Janeiro de 2014 
  9. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2014/02/vice-de-novo-faber-nao-desiste-de-titulo-nao-foi-minha-ultima-chance.html
  10. Combate - Barão nocauteia Faber e se garante como melhor do mundo nos galos. Página visitada em 2 de fevereiro de 2014.
  11. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2014/05/tj-dillashaw-tem-atuacao-impecavel-e-nocauteia-um-irreconhecivel-barao.html
  12. http://www.fightmetric.com/event-details/9ca265dfe8323db3
  13. http://www.ufc.com.br/rankings
  14. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2015/02/curtinhas-dillashaw-e-o-favorito-contra-renan-barao-em-sites-de-apostas.html
  15. http://www.mmamania.com/2015/7/21/9009345/ufc-on-fox-16-live-stream-results-dillashaw-vs-barao-2-play-by-play-updates-chicago-mma
  16. «Renan Barão credita avó por apelido». Globo.com. Sportv.globo.com. 17 de julho de 2012 
Novo título campeão interino do peso-galo do UFC
21 de julho de 2012 — 6 de janeiro de 2014
Tornou-se campeão linear, pois Cruz ficou muito tempo sem lutar
Precedido por:
  Dominick Cruz
campeão do peso-galo do UFC
6 de janeiro de 2014 — 25 de maio de 2014
Sucedido por:
  T.J. Dillashaw