Abrir menu principal

Renato Dirnei Florêncio

futebolista italiano

Renato Dirnei Florêncio (Santa Mercedes, 15 de maio de 1979) é um ex-futebolista brasileiro que atuava como volante. Atualmente é executivo de futebol do Santos, clube no qual teve maior sucesso na sua carreira.

Renato
Renato
Renato no Santos em 2017
Informações pessoais
Nome completo Renato Dirnei Florêncio
Data de nasc. 15 de maio de 1979 (40 anos)
Local de nasc. Santa Mercedes, (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Italiano[1]
Altura 1,77 m
Ambidestro
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Volante
Clubes de juventude
1994–1995 Guarani
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1996–2000
2000–2004
2004–2011
2011–2014
2014–2018
Guarani
Santos
Sevilla
Botafogo
Santos
0074 0000(8)
0225 000(26)
0286 000(39)
0125 0000(7)
0200 0000(8)
Seleção nacional3
2003–2005 Brasil 0029 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 24 de novembro de 2018.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 22 de agosto de 2010.

CarreiraEditar

Revelado pelo Guarani, ganhou projeção mundial jogando pelo Santos, chegando à Seleção Brasileira. Segundo volante de extrema classe, foi um dos destaques da equipe campeã brasileira em 2002, terminando o campeonato sem ser punido nem com cartão amarelo.Foi o único jogador santista que jogou todas as 31 partidas do sétimo titulo nacional do peixe. Saiu do Santos em 2004 como ídolo para tentar o sucesso na Espanha.

SevillaEditar

Suas boas atuações o levaram ao Sevilla, onde conquistou títulos importantes e se tornou mais um ídolo da torcida. O sucesso em solo espanhol porém foi diminuindo com a idade, já não sendo mais uma unanimidade no Sevilla optou por voltar a solo brasileiro. Renato é o estrangeiro com mais partidas com a camisa do Sevilla.

BotafogoEditar

Em 26 de maio de 2011 assinou com o Botafogo.[2]

Retorno ao SantosEditar

No dia 13 de maio de 2014, acertou sua volta ao Santos, clube do qual é torcedor e conquistou os campeonatos brasileiros de 2002 e 2004.[3]Nessa primeira passagem, se tornou um grande ídolo para a torcida santista.

No dia 1 de março de 2015, marcou seu vigésimo sétimo gol com a camisa santista, o primeiro na sua segunda passagem. No dia 15 de março de 2016, no jogo contra o XV de Piracicaba, Renato completou 300 jogos com a camisa santista, o jogo terminou com a vitória do Santos por 1 a 0.[4]

Em grande forma aos 37 anos, Renato afirmou, em novembro de 2016, que um dos responsáveis por seu sucesso dentro de campo é a alimentação: o volante não consome batata frita e hambúrguer há 14 anos, e deixou de tomar refrigerantes desde 2012. Renato também disse que, quando deixar o futebol, não gostaria de ser treinador, mas de "trabalhar nos bastidores."[5]

Aposentadoria como jogadorEditar

Aos 39 anos, Renato se aposenta dos gramados no dia 24 de Novembro de 2018, na vitória do Santos sobre o Atlético-MG na Vila Belmiro pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2018. Nesse jogo, os jogadores do Santos entraram no gramado com uma camisa no estilo "terno" em homenagem ao companheiro que foi reconhecido nacionalmente como um dos volantes mais técnicos de sua geração. Com 425 jogos pelo Santos ele encerra a carreira como o 13º jogador a mais vestir a camisa do Alvinegro praiano.

TítulosEditar

PrêmiosEditar

Referências

Ligações externasEditar