Abrir menu principal
Renato Velho
Informação geral
Nome completo Renato Zingano Velho
Nascimento 14 de dezembro de 1971 (47 anos)
Origem Taquara (Rio Grande do Sul)
País Brasil Brasil
Gênero(s) bluegrass, jazz, música nativista, folk
Instrumento(s) banjo, dobro, bandolim, guitarra, lap steel, viola caipira, serrote
Período em atividade 1985–atualmente
Gravadora(s) independente
Página oficial [1]

Renato Zingano Velho (Taquara, 14 de dezembro de 1971) é um multi-instrumentista e produtor cultural brasileiro. Entre os instrumentos que toca estão o banjo americano, bandolim, lap steel, serrote, guitarra, dobro e viola caipira.

Fez parte da banda Trem 27[1] e participou tocando diversos instrumentos com o Projeto Tradisons. Atualmente integra o grupo Bando Celta.[2]

Ganhou o Prêmio Açorianos de Música quatro vezes. Acompanhou cantoras como Elba Ramalho e Zezé Motta.[3] Em julho/2009 participou do 6º Concerto Série Oficial OSPA, regido pelo maestro Isaac Karabtchevsky, tocando banjo na obra de George Gershwin Porgy and Bess: Quadros Sinfônicos.[4]

Na gestão 2009/2012, Renato Velho foi o diretor de cultura da cidade de Taquara,[5] onde incentivou produções teatrais.

Índice

DiscografiaEditar

Música InfantilEditar

  • 2001 - O Corvo e o Espantalho - Produção Independente

Trem 27Editar

  • 2002 - Way Down South - Independente
  • 2003 - Bluegrass 4 Breakfast - Produção Independente

SoloEditar

  • 2005 - Estratosférico - Produção Independente
  • 2012 - Astenosférico[6]

ParceriasEditar

  • 2013 - 50 Tons De Blues - com Manéco Rocha

ColetâneasEditar

  • 2007 - Participou da Coletânea do Good Music Festival

Prêmios e indicaçõesEditar

Prêmio AçorianosEditar

Ano Categoria Indicação Resultado
2005[7] Instrumentista de Pop Renato Velho Venceu
Espetáculo[8] Estratosférico Indicado
2013[9][10] Intérprete de Música Instrumental Renato Velho Venceu
  • 2002 - Menção Especial (Disco Infantil) - O Corvo e o Espantalho
  • 2003 - Melhor grupo POP/Rock - Trem 27;

LivrosEditar

  • Cassol, Léia; Velho, Renato (2013). Gritolândia. Porto Alegre: Cassol. 32 páginas. ISBN 978-85-89508-80-3 

Referências

  1. Ruffato, Demirse Marilva (2012). Bob Dylan: Versões Brasileiras de 1968 a 2008 (PDF). dissertação, mestrado em Letras. Porto alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. p. 94 
  2. «3ª Odisseia de Literatura Fantástica começa nesta sexta em Porto Alegre». Consultado em 6 de maio de 2014 
  3. «www.bahdigital.com.br». Arquivado do original em 30 de abril de 2014 
  4. «Zero Hora» 
  5. «XX edição do Raízes contou com representante de Taquara». Consultado em 10 de maio de 2013 [ligação inativa]
  6. «Nesta sexta, o compositor Renato Velho lança o seu segundo trabalho autoral, em Caxias». Consultado em 10 de maio de 2013 
  7. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. «Vencedores do Prêmio Açorianos de Música - 2005». Consultado em 2 de maio de 2018 
  8. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. «Indicados ao Prêmio Açorianos de Música - 2005». Consultado em 2 de maio de 2018 
  9. «Açorianos de Música escolhe destaques e faz tributo a Lupicínio». SMC - Prefeitura Municipal de Porto Alegre. 25 de abril de 2014. Consultado em 25 de abril de 2014 
  10. «Vitor Ramil é o grande vencedor do Prêmio Açorianos de Música». Zero Hora. 24 de abril de 2014. Consultado em 25 de abril de 2014 

Ligações externasEditar