Abrir menu principal

Wikipédia β

Reportagem circular

Duas formas básicas pelas quais reportagem circular pode ocorrer. As linhas tracejadas indicam relações de fontes que não são visíveis para o revisor final. Em ambos os casos, uma fonte original (topo), parece, ao revisor final (inferior), como duas fontes independentes entre si - mas não são duas.

Na crítica de fontes, reportagem circular, ou falsa confirmação, é uma situação onde uma dada informação parece vir de várias fontes independentes entre si, mas na verdade é proveniente de uma única fonte.[1][2] Na maioria dos casos, o problema acontece por engano, por meio de práticas desleixadas de coleta de inteligência, mas em alguns poucos casos, acredita-se que a situação tenha sido intencionalmente causada pela fonte original.[3]

Esse problema ocorre em uma variedade de campos, incluindo a coleta de inteligência,[2] o jornalismo, e a pesquisa acadêmica. É de particular preocupação na inteligência militar, pois a fonte original tem uma maior probabilidade de querer passar desinformação, e porque a cadeia de comunicação é mais propensa a ser obscurecida. O caso das falsificações de urânio na Nigéria em 2002 foi um clássico caso de reportagem circular por agências de inteligência.[4]

Exemplos envolvendo a WikipédiaEditar

 
Um artigo qualquer é copiado da Wikipédia, e depois a cópia é usada como referência para a Wikipédia.

A Wikipédia é por vezes criticada por ser usada como uma fonte de reportagem circular.[5] A Wikipédia aconselha a todos os pesquisadores e jornalistas para terem cautela a respeito de usá-la como fonte direta, e em vez disso, se concentrarem em informações verificáveis encontradas nas referências citadas referências citadas em um dado artigo.

Nos exemplos a seguir, as declarações falsas foram propagadas na Wikipédia e em fontes de notícias por causa de reportagem circular:

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. Marcus Sterzer, CD; Patrick McDuff B.A. & Jacek Flasz (verão de 2008). «The Challenge of Centralized Control Faced by the Intelligence Function in Afghanistan» (PDF). Canadian Army Journal. Arquivado do original (PDF) em 5 de março de 2012 
  2. a b «The Cocktail Napkin Plan for Regime Change in Iran». Mother Jones. Junho de 2008 
  3. Micheal T. Hurley; Kenton V. Smith. «8». I Solemnly Swear. [S.l.: s.n.] p. 128. ISBN 0-595-29947-4. Circular reporting occurs when what is reported is fed back to the originator in revised fashion which makes it difficult to objectively view the end product until you can trace back the sources to determine where the original information actually came from. Pan Am would eventually try to play that game by trying to introduce into court news reports that they themselves had a hand in producing.  Google Book search, retrieved on 23 July 2009.
  4. Drogin, Bob; Hamburger, Tom (17 de fevereiro de 2006). «2006-02-17». Los Angeles Times. This became a classic case of circular reporting," said a U.S. intelligence official who spoke on condition of anonymity because he is not authorized to talk to reporters. "It seemed like we were hearing it from lots of places. People didn't realize it was the same bad information coming in different doors. 
  5. Timmer, John (maio de 2009). «Wikipedia hoax points to the limits of journalists' research». Ars Technica 
  6. «Wie ich Freiherr von Guttenberg zu Wilhelm machte» (em German). BildBlog.de. 10 de fevereiro de 2009 
    «False Fact On Wikipedia Proves Itself». Slashdot. 11 de fevereiro de 2009 
  7. «Wikipedia Article creates Circular references». Tech Debug blog. 14 de janeiro de 2009 
  8. «How a Raccoon Became an Aardvark». New Yorker. 19 de maio de 2014