Abrir menu principal
Ria de Vigo
uma ilustração licenciada gratuita seria bem-vinda
Localização
País
Localização
Coordenadas
Hidrografia
Tipo
Foz

A ria de Vigo fica no sul na província de Pontevedra, Galiza e estende-se pelos concelhos de Vigo, Cangas do Morrazo, Vilaboa, Pontevedra, Soutomaior, Redondela e Moaña, com uma pequena reentrância que por vezes não é considerada como fazendo parte da mesma, Baiona. Fica a sul da península do Morrazo.

É a mais meridional das Rias Baixas, e apresenta uma forma de cunha orientada em direção a nordeste sudoeste. Sua superfície total é de 176 km², com umas dimensões de 33 km de comprimento e largura variável de 10 km na boca, entre cabo Home e monte Ferro, e 600 m no estreito de Rande, voltando a se alongar no fundo da ria, na enseada de San Simón. O volume total de água, 3.117 Hm3, tornam-na na segunda ria, depois da de Arousa, em volume de água.

A ria de Vigo é uma das rias com mais produção marinha e de maior qualidade no mundo. Isto é devido a que os ventos nórdicos arrastam no Verão as águas superficiais quentes permitindo o afloramento das frias, ricas em nutrientes. Devido à sua temperatura baixa não formam nuvens, o que provoca a pouca chuva no Verão.

Apesar da contaminação da ria, destacam-se os avistamentos de mamíferos marinhos entre os quais os golfinhos-comuns e as toninhas-comuns são os mais abundosos.[1]

RiosEditar

Os principais rios que deságuam na ria são o Oitavén-Verdugo, com um caudal meio de 16 m3 por segundo, o Redondela, com 2 m3 por segundo e o Lagares, com 2,5 m3 por segundo e que, porém, não exerce, devido à sua situação, uma grande influência no esquema geral de circulação da ria.

Zonas protegidasEditar

A ria de Vigo apresenta zonas legalmente protegidas, como são as ilhas Cíes, como Parque Nacional das ilhas Atlânticas, a enseada de San Simón, a Costa da Vela e A Ramallosa como integrantes da Rede Natura 2000.

Ver tambémEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Ria de Vigo

Referências

  1. «O porto de Vigo tem os níveis mais altos de contaminação acústica do norte peninsular». Consultado em 13 de fevereiro de 2009. Arquivado do original em 27 de agosto de 2008 

BibliografiaEditar

  • Guía ciudadana de Vigo y su área metropolitana, Faro de Vigo (2002). Depósito legal: V-5016-2002.