Abrir menu principal

Ribadouro

localidade e antiga freguesia de Baião, Portugal
Portugal Ribadouro 
  Freguesia portuguesa extinta  
Ribadouro está localizado em: Portugal Continental
Ribadouro
Localização de Ribadouro em Portugal Continental
Coordenadas 41° 05' 54" N 8° 04' 37" O
Concelho primitivo Baião
Concelho (s) atual (is) Baião
Freguesia (s) atual (is) Ancede e Ribadouro
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
- Total 3,07 km²
População (2011)
 - Total 309
    • Densidade 100,7 hab./km²
Gentílico Ribadourense
Orago Santo António
289.995x289.995px

Ribadouro foi uma freguesia portuguesa do concelho de Baião, com 2,9 km² de área e 309 habitantes (2011). Densidade: 106,6 hab/km². É conhecida como "A Sala de Visitas" do concelho de Baião, devido à sua magnífica beleza natural.

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Ancede, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Ancede e Ribadouro com sede em Ancede.[1]

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Ribadouro [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 039 987 853 775 598 568 410 309
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 56 49 208 97 13,7% 12,0% 50,7% 23,7%
2011 24 29 163 93 7,8% 9,4% 52,8% 30,1%

Criada pelo decreto-lei n.º 26.462, de 25 de Fevereiro de 1939, com lugares desanexados das freguesias de Ancede e Baião

História e GeografiaEditar

Ribadouro é conhecido pela sua paisagem e pelo diversificado ecossistema, pois para além da fauna e flora aquatica (Rio Douro) tem também montes onde se avista uma flora bela e fauna!

Tem algumas aldeias pequenas espalhadas pela freguesia as mais conhecidas Pala, Porto Manso e Mosteirô, todas elas conhecidas por algo Pala pela Laranja, Porto Manso tem um caminho Romano que em tempos remotos (supostamente) ligavam Emérita Augusta (agora Mérida) na altura capital da Lusitânia a algures em Espanha, parte do caminho foi utilizado por pessoas que tinham os seus afazeres diários como nós, mais recentemente, as pessoas levavam até a freguesia de Campelo (Baião) às costas quilos de comida ou outros utensílios diários. Mosteirô é conhecido pela estação da CP da linha do Douro.

Esta localidade do interior de Portugal tem um enorme nível de desertificação social, por este motivo pode-se dizer que aqui o tempo estagnou e a tecnologia é muito escassa, no entanto tem as suas vantagens pois é um óptimo local de descanso.

No entanto nem assim largam a tradição, sendo esta uma povoação muito tradicional.

Nos anos 70 muita gente migrou para o litoral para ter uma melhor vida ou mais recentemente emigrou para outros países da Europa. Neste momento existe apenas dois locais de comércio, um café e uma mercearia. Quando existia mais um café neste povoado a vida social era mais animada, mas assim que ele fechou grande parte da população da localidade mudou-se para a freguesia de Ancede, a 2 km de distância, onde no entanto existe mais serviços.

Aqui também chegou a inovação pois do outro lado do rio Douro, apesar de já não ser Ribadouro, mas sim Oliveira do Douro, pertencente a Cinfães do Douro, existe uma estalagem muito moderna onde durante o verão existe "Noites Temáticas", que são chamadas como "Noite…", como bom exemplo temos a "Noite Africana, onde a comida e exclusivamente Africana, e com bandas Africanas a animar o jantar, existem depois muitas outras que podem ser consultadas no site oficial da Estalagem [1], durante período de Verão, durante o inverno recebe atletas para fazerem aqui estágios, (os atletas russos são um bom exemplo).

Estas aldeias foram parcialmente destruídas durante a construção da Barragem de Carrapatelo, mas mesmo assim vale a pena visitá-las, especialmente nos últimos dias do mês de Março para o festival dos enchidos e da cozido à Portuguesa e nos últimos dias de Julho para o festival do anho assado e do arroz do forno.Estes festivais são feitos num pavilhão em Baião, capital de Concelho, a cerca de 14 km de distância de Ribadouro.

Se considerarmos a população da localidade perto de 80% desta é população idosa, sendo 19% população em idade activa e 1% de jovens. A actividade económica mais praticada pela população desta pequena povoação é a Agricultura, seguindo-se a Indústria e uma escassa percentagem trabalha no sector dos serviços

Senhores de RibadouroEditar

Foram Senhores desta localidade:

  1. Ermigio Viegas
  2. D. Monio Ermiges, nascido em 1050. Casou com D. Ouroana, de quem teve: D. Egas Moniz, o aio casado com D. Dórdia Pais Azevedo, em primeiras núpcias e em segundas núpcias com D. Teresa Afonso. e D. Mem Moniz de Riba Douro casado com D. Gontinha Mendes, em primeiras núpcias e em segundo núpcias com D. Cristina Gonçalves das Asturias.
  3. Egas Moniz de Ribadouro

entre outros.

Referências

  1. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes