Ricardo Alexandre Martins Soares Pereira

futebolista português

Ricardo Alexandre Martins Soares Pereira OIH, conhecido simplesmente como Ricardo (Montijo, 11 de fevereiro de 1976), é um ex-futebolista português que atuava como guarda-redes. Representou a Seleção Portuguesa por 79 vezes.

Ricardo
Informações pessoais
Nome completo Ricardo Alexandre Martins Soares Pereira
Data de nascimento 11 de fevereiro de 1976 (48 anos)
Local de nascimento Montijo, Montijo, Portugal Portugal
Altura 1,85 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Número 1
Posição Guarda-Redes
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1994–1995
1995–2003
2003–2007
2007–2011
2011
2011–2012
2012–2014
Portugal Montijo
Portugal Boavista
Portugal Sporting
Espanha Betis
Inglaterra Leicester
Portugal Vitória de Setúbal
Portugal Olhanense
0018 0000(0)
0154 0000(1)
0118 0000(0)
0048 0000(0)
0007 0000(0)
0003 0000(0)
00013 0000(1)
Seleção nacional3
1998
2001–2008
Portugal Portugal sub-21
Portugal Portugal
0001 0000(0)
0079 0000(1)


1 Partidas e gols pelos clubes profissionais
contam apenas partidas das ligas nacionais.
Atualizadas até 6 de março de 2012.


3 Partidas e gols pela seleção nacional estão atualizadas
até 20 de junho de 2008.

Carreira editar

Em 94/95 começou a sua carreira no clube da sua cidade, o Clube Desportivo Montijo, que se encontrava na II divisão B. Ricardo começou a sua carreira como centroavante, tendo mais tarde, nesse mesmo clube, ocupado a posição de guarda-redes. Fez 18 jogos a contar para o campeonato enquanto lá estava mas depois foi transferido para a I divisão onde jogou no Boavista.

A sua estreia no clube, e consequentemente na I divisão, foi no jogo Boavista - Belenenses (1-1) que se realizou no dia 2 de fevereiro de 1997. É também importante salientar que o guarda-redes jogou todo o jogo não tendo qualquer espécie de lesão.

No mesmo ano Ricardo ganhava o seu primeiro título como jogador: o Boavista tinha conquistado a Taça de Portugal e um ano depois, em 1997/1998, é conquistada a Supertaça de Portugal.

Sempre muito acarinhado pelos adeptos, foi determinante na conquista do primeiro campeonato boavisteiro (em 2000/01) e depois também na caminhada europeia que em 2003 levou o Boavista às meias finais da Taça UEFA.

Na temporada 2003/2004 Ricardo transferiu-se para o Sporting. No clube de Alvalade, Ricardo,chegou como um grande guarda-redes e titular da seleção nacional, apesar das boas épocas faltou mais titulos pelo Sporting. Na época 2004/2005 chegou a final da taça UEFA e disputou o campeonato até a última jornada, perdendo de forma controversa. Na época 2005/06, devido as suas grandes exibições, Ricardo foi considerado o 7°melhor guarda redes do mundo, mas novamente os títulos fugiam apesar de estarem tão perto de os conquistar. Finalmente, em 2006/07, venceu um título pelo Sporting, a taça de Portugal, ficando a um ponto de vencer o campeonato. Foi capitão entre 2005 e 2007.

Depois de se transferir do Sporting Clube de Portugal para o Betis de Sevilha, Ricardo passou a ser pouco utilizado.

Como consequência, Ricardo transferiu-se em 2010-2011 no mercado de Inverno para o Leicester da segunda divisão inglesa.

Em agosto de 2011, Ricardo regressou ao campeonato português ao assinar contrato com o Vitória de Setúbal. No início da época de 2012, Ricardo deixou o clube de Setúbal e vai jogar para o clube de Olhão (Olhanense).

Seleção editar

Ricardo estreou-se pela seleção em 2001. Era o favorito para ser o titular no Mundial de 2002 na Coreia/Japão, visto ter sido ele o guarda redes que fez a maioria dos jogos de apuramento. No entanto foi substituído por Vitor Baía que tinha estado lesionado nessa época e nem era titular no seu clube. Em 2003 com a chegada de Luiz Filipe Scolari Ricardo passou a ser o titular indiscutível da seleção portuguesa. Ficou célebre por ter defendido, sem luvas, um pênalti no desempate das quartas de final da Euro 2004 realizada em Portugal, onde a sua equipa jogou com a Inglaterra, tendo posteriormente sido o marcador da última grande penalidade, que qualificou a seleção portuguesa para as meias-finais da prova.[1]

No dia 5 de julho de 2004, foi feito Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.[2]

No Copa do Mundo de 2006, defendeu três pênaltis contra a Inglaterra, colocando a Seleção Portuguesa entre as 4 melhores equipas do Mundo. Ricardo foi o segundo guarda redes com mais defesas durante a Copa, e foi considerado o 3° melhor guarda redes desse Mundial somente ultrapassado pelo campeão Gianluigi Buffon.

Com a saída de Luiz Felipe Scolari, e Carlos Queiroz escolhido para ser o novo técnico da Seleção Portuguesa, Ricardo perdeu a titularidade e até o fim da sua carreira não voltou a ser convocado.

Títulos editar

Outros

3° melhor guarda-redes do Mundial 2006

7°melhor guarda-redes época 2005/2006

Referências

  1. «O guarda-redes português continua na esperança de um dia voltar a representar a seleção nacional». Sapo Desporto. Consultado em 4 de maio de 2012. Arquivado do original em 22 de fevereiro de 2012 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Ricardo Alexandre Martins Soares Pereira". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 7 de julho de 2014 

Ligações externas editar

Blog Desportugal - Currículo de Ricardo e fotos