Abrir menu principal
Question book.svg
Texto corrigido por Luís Câmara não cita fontes confiáveis e independentes (desde julho de 2017). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ricardo Câmara
Nome completo Ricardo Augusto Câmara
Nascimento 01 de junho de 1963
Rio de Janeiro, RJ
Morte 28 de abril de 2002 (38 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação Ator, escritor e modelo

Ricardo Augusto Câmara, conhecido como Ricardo Câmara (Rio de Janeiro, 01 de junho de 1963 - Rio de Janeiro,28 de abril de 2002) foi um ator, escritor e modelo brasileiro.

BiografiaEditar

O ator e modelo Ricardo Câmara começou a carreira em 1984 quando ganhou o 1º Concurso Garoto de Ipanema. Bonito e com porte atlético, Ricardo Câmara desfilou durante 3 anos nas passarelas de Nova York, onde trabalhou com Pierre Cardin e Paco Rabanne.

Durante a sua adolescência foi nadador federado chegando a ganhar medalha de bronze no campeonato carioca de natação na década de 70. Praticou patinação, fez apresentações profissionais e jogou rollerball.

No início da década de 80 cursou o 1º ano de engenharia mecânica na Universidade Católica de Petrópolis, mas acabou não dando continuidade pois resolveu seguir a carreira de modelo e ator.

No final da década de 80, dedicou-se a carreira de ator e estudou na Escola de Teatro Dirceu de Matos, lugar de onde também saiu seu grande amigo, o ator Nelson Freitas.

Fez diversas peças de teatro, anúncios para televisão e revistas, além de diversos desfiles de moda. A grande chance de Ricardo Câmara surgiu em 1990, quando interpretou o dom juan Serginho na novela Barriga de Aluguel, de Glória Perez.

Montou um curso de modelo e manequim onde ministrava aulas em várias cidades do Brasil. Durante um curso que deu no Sul do Brasil, descobriu a modelo Gisele Bündchen e a incentivou a seguir carreira.

Em 1997 escreveu e publicou o livro de poesias "Poesia x Realidade".

Ricardo Câmara sempre foi muito carismático e tinha um grande círculo de amizades. Em todas as reuniões de amigos, sempre era o centro das atenções, pois todos gostavam de ouvi-lo.

O antagonismo desse carisma era a depressão, mal que o afligia desde a infância. Muitas vezes, sem nenhum motivo, se trancava dias em seu mundo, sem querer falar com ninguém. Desde o início, quando essa doença foi diagnosticada, passou a ter acompanhamento médico, mas nem sempre seguia as recomendações. Durante sua infância e adolescência chegou a cometer algumas tentativas de suicídio, porém acabava interrompendo-as antes do fim.

Em 2002, teve mais uma grande crise de depressão, pois estava sem fazer o acompanhamento médico de que precisava. Estava morando em Brasília naquele ano, trabalhando em artes gráficas para revistas e jornais. Resolveu ir ao Rio de janeiro, encontrou-se com a sua família e amigos e, num ato de despedida velada, acabou suicidando-se com um tiro na boca.