Rikitea é uma vilarejo na ilha de Mangareva e é, também, capital do arquipélago de Gambier, pertencente à Polinésia Francesa. Localiza-se no sopé do Monte Duff e, toda ela, é edificada ao longo de uma única rua que percorre a lagoa ao longo da baía. É servida pelo Aeródromo de Totegegie.

A cidade possui a catedral de São Miguel (Saint-Michel), capaz de acomodar 1.200 pessoas, sendo esta totalmente construída a partir de blocos de coral entre 1839 e 1858, sob a autoridade de Honoré Laval, tem uma dimensão de 48 m de comprimento por 18 de largura, seu altar é de madeira que está incrustada com nácar.

Outras vestígios e ruínas do passado do berço do catolicismo polinésio podem ser vistos e visitados. Incluindo o convento de Rouru, várias torres, como a torre do Rei, o poço real de alimentos, as ruínas de antigas construções da realeza polinésia, poder-se-á, de igual forma, encontrar um arco do triunfo e uma antiga tecelagem ao lado da catedral.

Esta pequena cidade é ocupada por uma centena de casas habitadas pelos locais, seguido por alguns edifícios oficiais, incluindo uma delegacia. Há ainda seis lojas, uma enfermaria, uma estação meteorológica e a Catedral de São Miguel. Também, possui, uma escola de gravura sobre nácar (CED), que tornou famosas as ilhas Gambier. Em 2002, Rikitea detinha 511 dos 872 habitantes da ilha.

GaleriaEditar

Ligações externasEditar