Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o município capixaba. Para outros significados, veja Rio Bananal (desambiguação).

Rio Bananal é um município brasileiro do estado do Espírito Santo, Região Sudeste do país. Sua população estimada em 2013 era de 18 892 habitantes.[3]

Município de Rio Bananal
Bandeira de Rio Bananal
Brasão de Rio Bananal
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 14 de setembro de 1979 (40 anos)
Gentílico ribanense
Prefeito(a) Felismino Ardizzon (PSB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Rio Bananal
Localização de Rio Bananal no Espírito Santo
Rio Bananal está localizado em: Brasil
Rio Bananal
Localização de Rio Bananal no Brasil
19° 15' 54" S 40° 19' 58" O19° 15' 54" S 40° 19' 58" O
Unidade federativa Espírito Santo
Mesorregião Litoral Norte Espírito-santense IBGE/2008[1]
Microrregião Linhares IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Linhares, Governador Lindenberg, Sooretama, Vila Valério e São Domingos do Norte
Distância até a capital 180 km
Características geográficas
Área 645,483 km² [2]
População 18 892 hab. estatísticas IBGE/2013[3]
Densidade 29,27 hab./km²
Altitude 95 m
Clima tropical semi-úmido Af
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,681 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 195 920,780 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 11 407,99 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.riobananal.es.gov.br
Câmara www.camarariobananal.es.gov.br

HistóriaEditar

Rio Bananal foi descoberta em 1929, quando o senhor Pedro Ceolin, Pedro Rizzo, Abramo Caliman e Alcides Siqueira Campos foram abrindo picadas na mata para ligar Linhares e Colatina, descobriram um rio de águas limpas e cristalinas, esse rio tinha às suas margens muitos pés de banana, o que deu nome ao rio, Rio Bananal.

Mais tarde o município de Rio Bananal, ganhou esse nome devido ao rio. Em 1948 o município foi oficialmente incorporado a Linhares, passando a ser distrito da então cidade. Em 14 de setembro de 1979, o município de Rio Bananal se emancipou de Linhares, com muitas dificuldades Rio Bananal passou a ser o que é hoje, o 5° maior produtor de café do estado.

GeografiaEditar

O habitante natural de Rio Bananal é ribanense. Segundo a última contagem do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2010, o município possui 17.538 habitantes, representando aumento de 7,44% em relação a 2000: sendo 9.076 homens (51,8%) e 8.462 mulheres (48,2). Como foi colonizada por descendentes de italianos a maioria da população é branca (72%), seguida de pardos (23%) e negros (5%). A maioria (69,2%) vive na área rural: são 10.742 hab. Já a zona urbana possui 6.796 hab. (38,8%).

Rio Bananal possui uma área total de 645,4 km², equivalente a 0,98% do território do estado do Espírito Santo. A principal atividade econômica do município é a produção cafeeira, com destaque para o tipo conilon. Outras culturas também se desenvolvem como o coco, maracujá, mamão, pimenta do reino, milho, feijão, mandioca e banana.

A pecuária ganha espaço na região, com produção de gado leiteiro e de corte.

Na área industrial o movimento econômico está nas fábricas de cachaça, esquadrias de madeiras, produção de farinha de mandioca, móveis e sorvetes.

TurismoEditar

O turismo de Rio Bananal é voltado para as belezas naturais. São dezenas de cachoeiras e represas próprias para banho, ambientes indicados para divertimento familiar. A lagoa Jesuína é parte ribanense da lagoa Juparanã, que pertence a Linhares em sua maioria, o município possui também outras lagoas.

Além disso, festas tradicionais, incrementam o movimento turístico de Rio Bananal.

Outro ponto turístico de Rio Bananal é a Igreja Católica de Santo Antônio, na comunidade de Santo Antônio, com uma arquitetura exterior simples, guarda em seu interior um verdadeiro acervo de obras de arte do Pintor italiano Alberto Bogani. São representações de passagens bíblicas pintadas de uma forma muito fiel e rica em detalhes.

Construído em meio às duas maiores comunidades do Município o Seminário Católico - Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima - destacando-se como ponto histórico e turístico, é administrado sob a atual Congregação Orionita, que trabalha na formação de jovens que buscam como opção, a vida religiosa.

CulturaEditar

A cultura de Rio Bananal é muito rica, existindo muitas bandas e artistas locais, folia de reis, tradição religiosa, festas e bailes.

Um dos grandes pontos da cultura ribanense, é a famosa Banda Marcial Municipal "Edgar Ronchette Maurício" Rio Bananal, a banda foi fundada em 1984, com o intuito de realizar o desfile na novo município de Rio Bananal, depois de muito tempo, muitas pessoas do município já participaram da banda.

Hoje a banda conta com cerca de 50 integrantes, a banda já se apresentou, além de sempre abrilhantar o desfile de Rio Bananal, em Governador Lindemberg(ES), Pinheiros(ES), Linhares(ES), São Mateus(ES), São Domingos do Norte(ES), São Roque do Canaã(ES), Água Doce do Norte(ES), Barra de São Francisco(ES), Águia Branca(ES) e Nova Belém(MG). O município conta com uma ampla crença religiosa, sendo grande parte da população com a crença do catolicismo. No município existe várias Igrejas Católicas, tanto as da zona rural que são diversas, quanto as do município da zona urbana, sendo as principais a Igreja Matriz de Santo Antônio e a Igreja Matriz de São Sebastião. Há também muitas manifestações culturais, como a famosa encenação da Nascimento, Vida Pública, Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo", manifestação que cerca de 450 pessoas participam, e que reúne cerca 13 mil pessoas para assistir. Outras manifestações acontecem no município como as Cavalgadas, Folia de Reis, Motocross, e etc.

EsporteEditar

No futebol profissional, a cidade contou com o Rio Bananal Futebol Clube, atualmente licenciado. Em 2007, em seu primeiro ano de fundação, o clube foi vice-campeão capixaba da Segunda Divisão, garantindo acesso à elite estadual. Em 2008, foi novamente vice-campeão, agora da Primeira Divisão.[6]

No futebol amador há a disputa do Campeonato Ribanense de Futebol Amador, com destaque para os times do Esporte Clube Santo Antônio e Grêmio Esporte Clube, times que deram origem ao Rio Bananal Futebol Clube. O Esporte Clube Santo Antônio disputou a Copa Norte de Futebol Amador e foi campeão invicto em 2009.

Estádio Virgílio GrassiEditar

O Estádio Municipal Virgílio Grassi com capacidade para 2.200 pessoas é a principal praça esportiva da cidade. O nome do estádio é em homenagem ao doador do terreno e fundador do time amador Grêmio Esporte Clube. O estádio foi utilizado em competições estaduais do futebol profissional.[6][7]

PrefeitosEditar

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1º de julho de 2013). «Estimativas da população residente nos municípios brasileiros com data em 1º de julho de 2013» (PDF). Consultado em 9 de setembro de 2013. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2013 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 26 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  6. a b «Rio Bananal Futebol Clube». memoriafutebolcapixaba.com. 13 de janeiro de 2017. Consultado em 30 de agosto de 2019 
  7. «Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 30 de agosto de 2019 

Ligações externasEditar