Rio Carangola
Comprimento 130 km
Nascente Orizânia
Foz Rio Muriaé em Itaperuna
Área da bacia 1 992 km²

O rio Carangola é um curso de água que banha os estados de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, sendo assim um rio federal, tributário do rio Muriaé e, portanto, sub-afluente do rio Paraíba do Sul. Nasce no município de Orizânia, Minas Gerais, e sua foz está situada no município de Itaperuna, Rio de Janeiro, apresentando 130 km de extensão. Os três saltos que o rio Carangola apresenta no município de Tombos, Minas Gerais, foram um dos pontos definidos em 1843 na fixação do limite entre os territórios de Minas Gerais e do Rio de Janeiro.[1]

Municípios banhados pelo rio CarangolaEditar

 
Rio Carangola

Seguindo o curso do rio, da sua nascente à sua foz, os municípios banhados pelo rio Carangola são Orizânia, cidade no sopé das montanhas que dividem a bacia do rio Carangola da bacia do rio Doce, cidade esta onde nasce o rio Carangola, Divino, Carangola, Faria Lemos, Tombos, Porciúncula, Natividade e Itaperuna, sendo que em Itaperuna o rio Carangola tem a sua foz ao desaguar no rio Muriaé.

Municípios mineirosEditar

Municípios fluminensesEditar

Maiores municípiosEditar

 
Rio Carangola

Os maiores municípios da bacia do rio Carangola são Carangola, no Estado de Minas Gerais, e Itaperuna, no Estado do Rio de Janeiro.

Usinas hidrelétricasEditar

  • Pequena Central Hidrelétrica - Carangola (PCH - Carangola)
  • Central Geradora Hidrelétrica Divino (CGH em Carangola)
  • Usina Hidrelétrica de Tombos - UHE

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 13 de maio de 2008. Arquivado do original em 28 de setembro de 2007 

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.