Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rio Carreiro
uma ilustração licenciada gratuita seria bem-vinda
Localização
País
Coordenadas
Hidrografia
Tipo
Bacia hidrográfica
Nascente
Altitude da nascente
800 m
Foz

O rio Carreiro é um curso de água do estado do Rio Grande do Sul, Brasil.

Tem a nascente na divisa dos municípios de Ibiraiaras e Lagoa Vermelha. É um afluente da margem direita do rio das Antas, formador do rio Taquari. A foz (29° 5' 26" S 51° 42' 46" O) está situada entre os municípios de Cotiporã e São Valentim do Sul, junto à localidade de Santa Bárbara, neste município.

O rio serve de divisa entre municípios desde 1809, quando o estado o Rio Grande do Sul foi dividido em quatro municípios. Inicialmente serviu de limite entre os municípios de Santo Antônio da Patrulha na margem leste, e Rio Pardo a oeste.

Potencial hidrelétricoEditar

O rio Carreiro possui bom potencial para geração de energia elétrica, em função das inúmeras corredeiras e quedas d'água ao longo do seu curso. Apresenta também como característica favorável, em especial, na parte final do seu curso (a partir de Serafina Corrêa), o fato de correr em um vale com encostas íngremes, com bastante curvas e leito de rocha basáltica.

Estas características favorecem a construção de usinas hidrelétricas, visto que:

  • Alaga áreas pouco extensas, visto que o lago formado fica confinado pelas encostas do vale;
  • Permite o otimizar do desnível aproveitável, mediante à construção das usinas em curvas em "U" do rio, e a montagem dos geradores no final de túneis que atravessam por baixo do morro em um ponto a poucas centenas de metros da represa, porém, vários quilômetros rio abaixo pelo seu leito;
  • Facilita a construção da barragem, por permitir apoiá-la na rocha do fundo do rio, bem como da encosta do vale.

Pequenas centrais hidrelétricas ao longo do rio CarreiroEditar

Nome Município na margem oeste Município na margem leste Município na casa de máquinas Potência
(MW)
Coordenada

PCH Caçador[1] Serafina Corrêa Nova Bassano Serafina Corrêa 25 28° 43' S 51° 51' O
PCH Boa Fé[2] Serafina Corrêa Nova Bassano Nova Bassano 15,15 28° 45' 15" S 51° 50' 35" O
PCH São Paulo[3] Guaporé Nova Bassano Guaporé 11 28° 46' 29" S 51° 50' 35" O
PCH Autódromo[4] Guaporé Vista Alegre do Prata Vista Alegre do Prata 24 28° 49' 33" S 51° 50' 29" O
PCH Linha Emília[5] Dois Lajeados Cotiporã 19,5 28° 56' 30" S 51° 46' 30" O
PCH Cotiporã[6] Dois Lajeados Cotiporã Cotiporã 19,5 [7] 28° 58' S 51° 45' 30" O

Referências

  1. http://www.aneel.gov.br/cedoc/rea2005068.pdf Resolução autorizativa Nº 68/2005 da ANEEL
  2. http://www.aneel.gov.br/cedoc/rea2006714.pdf Resolução autorizativa Nº 714/2006 da ANEEL
  3. http://www.aneel.gov.br/cedoc/rea2004060.pdf Resoloção autorizativa Nº 60/2004 da ANEEL
  4. http://www.aneel.gov.br/cedoc/rea2004064.pdf Resolução autorizativa Nº 64/2004 da ANEEL
  5. http://www.aneel.gov.br/cedoc/res2001666.pdf Resolução autorizativa Nº 666/2001 da ANEEL
  6. http://www.aneel.gov.br/cedoc/res2000452.pdf Resolução autorizativa Nº 452/2000 da ANEEL
  7. http://www.aneel.gov.br/cedoc/res2003380.pdf Resolução Nº 380/2003 da ANEEL, autorizando a alteração da capacidade instalada
  Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.