Abrir menu principal

O rio Itacambiruçu é um curso de água brasileiro, afluente da margem esquerda do rio Jequitinhonha, localizado no estado de Minas Gerais.[3][1][4] É um dos principais tributários do reservatório da usina hidrelétrica de Irapé.[2]

O rio forma-se pela junção do ribeirão Sujo com o ribeirão da Areia, no limite entre os municípios de Itacambira e Botumirim.[1] O ribeirão da Areia nasce no município de Bocaiúva, nos paredões rochosos da parte meridional da serra do Ribeirão, também conhecida como serra do Curral, localizada nos limites entre os municípios de Bocaiúva, Itacambira e Botumirim. O ribeirão sujo nasce nos paredões rochosos da serra do Macuco, ou serra Olhos D'Água, que é uma porção da serra do Espinhaço.[4]

O rio deságua no reservatório da usina hidrelétrica de Irapé, formada pelo represamento do rio Jequitinhonha, a uma cota altimétrica média de 510 metros[2] em relação ao nível do mar. O lugar onde se localiza a foz do rio denomina-se Barra do Itacambiruçu e, atualmente, encontra-se parcialmente inundado.[3][2]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (1977). Botumirim (SE-23-X-B-IV) (Mapa) 1ª ed. [1:100 000]. Carta do Brasil. IBGE. Cópia arquivada em 1 de julho de 2007 
  2. a b c d «Usina Hidrelétrica de Irapé - Boletim Informativo» (PDF). CEMIG. Novembro de 2000. Consultado em 12 de setembro de 2019 
  3. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; Instituto de Geociências Aplicadas de Minas Gerais (1980). Grão Mogol (SE-23-X-B-V) (Mapa) 1ª ed. [1:100 000]. Carta do Brasil. IBGE. Cópia arquivada em 1 de julho de 2007 
  4. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; Instituto de Geociências Aplicadas de Minas Gerais (1977). Itacambira (SE-23-X-D-I) (Mapa) 1ª ed. [1:100 000]. Carta do Brasil. IBGE. Cópia arquivada em 1 de julho de 2007 
  Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.