Rio Osun

rio na Nigéria

O rio Oṣun (ou Oshun idioma oficial do país), é um rio que flui para o sul pelo centro das terras Yoruba no sudoeste da Nigéria para o interior da Lagoa Lagos e do Atlântico no Golfo da Guiné. É um dos vários rios atribuídos na mitologia local a ter sido mulheres que se converteram em águas correntes depois de algum susto, evento traumático ou lhe causaram raiva.

O rio é nomeado após Oṣun, (em português) Oxum uma das mais populares e veneradas Orixás.[1] O culto tradicional anual no santuário Ọṣun-Oṣogbo perto do rio Ọṣun em Osogbo tornou-se uma popular peregrinação e importante atração turística, atraindo pessoas de toda a Nigéria e do exterior para o festival anual em agosto. Osun é uma das deusas do rio em Yorubaland, ela é conhecida por prover as necessidades das pessoas. Ela era supostamente uma das esposas de Ṣango, deus do trovão na mitologia Yoruba. A deusa do rio, foi capaz de dar bebês a mulheres estéreis e mudar a vida de muitas outras pessoas.[2] E também tem havido muitas histórias fictícias sobre a deusa oshun, por exemplo, Shegun Coker and the cursed temple by Kolawole Michael, 2008.[3]

Referências

  1. Murrell, Nathaniel Samuel (2009). Afro-Caribbean Religions: An Introduction to Their Historical, Cultural, and Sacred Traditions. [S.l.]: Temple University Press. ISBN 9781439901755 
  2. Katen Tate (2005). Sacred Places of Goddess: 108 Destinations. [S.l.]: CCC Publishing. p. 132. ISBN 9781888729177 
  3. Joseph M. Murphy, Mei-Mei Sanford (2001). Osun across the Waters: A Yoruba Goddess in Africa and the Americas. [S.l.]: Indiana University Press. p. 10. ISBN 9780253108630 
  Este artigo sobre a Nigéria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre hidrografia em geral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.