Rio Paraibuna (médio Paraíba do Sul)

curso de água que banha os estados de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, Brasil
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Paraibuna, veja Paraibuna (desambiguação).
Rio Paraibuna
Rio Paraibuna em Juiz de Fora, Minas Gerais
Comprimento 170 km
Nascente Serra da Mantiqueira
Altitude da nascente 1 180 m
Caudal médio 179 m³/s
Foz Rio Paraíba do Sul
Altitude da foz 280 [1] m
Área da bacia 8 558 km²
Afluentes
principais
Rio Preto, Rio Cágado, Rio do Peixe

O rio Paraibuna é um curso de água que banha os estados de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, Brasil.

Nasce no município de Antônio Carlos, Minas Gerais, e recebe como principais afluentes o rio do Peixe, o rio Cágado e o rio Preto antes de desaguar no rio Paraíba do Sul no município de Três Rios, no Rio de Janeiro. Dentre os municípios banhados pelo rio Paraibuna, destaca-se Juiz de Fora, importante polo industrial de Minas Gerais. [2]

Ao longo do vale do Paraibuna foram abertas estradas que historicamente marcaram o povoamento e o desenvolvimento de Minas Gerais e da Zona da Mata Mineira, como o Caminho Novo das Minas em 1707, a Estrada União e Indústria em 1856 e também a Estrada de Ferro Central do Brasil.

O rio Paraibuna também está ligado ao pioneirismo da utilização dos rios brasileiros para a geração de energia. Nele foi construída em 1889, no município de Juiz de Fora, a Usina de Marmelos, primeira usina hidrelétrica da América do Sul.

A partir do ponto em que recebe as águas de seu afluente rio Preto, o rio Paraibuna serve de divisa entre os estados de Minas Gerais e do Rio de Janeiro até a sua foz no rio Paraíba do Sul. Neste trecho, a partir do município de Comendador Levy Gasparian, o rio Paraibuna apresenta corredeiras propícias à prática do Rafting.

Seu nome é provavelmente oriundo da junção das palavras indígenas pará y b'una, que da língua tupi, significa grande rio de águas escuras.

O nome também é dado a um importante curso fluvial para o Estado de São Paulo — o rio Paraibuna paulista — que nasce no município de Cunha (São Paulo) e, junto com o Paraitinga, forma a origem do Paraíba. Como ambos fluxos d'água alimentam a bacia hidrográfica do Paraíba, pode-se haver confusão quando não há as descrições necessárias para especificá-los.


Ver tambémEditar

Referências

  1. «Carta do Brasil SF-23-Z-B-I-2 Três Rios» (JPG). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 13 de janeiro de 2011 
  2. Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul
  Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.