Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde fevereiro de 2017). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Rio Três Forquilhas
uma ilustração licenciada gratuita seria bem-vinda
Localização
País
Localização
Coordenadas
Hidrografia
Tipo
Nascente
Altitude da nascente
1060 m
Afluente
principal

Os afluentes do rio Três Forquilhas, a partir da foz são: Arroio Laranjeiras
Arroio Três Pinheiros
Arroio Colônia
Arroio da Marcola
Arroio do Padre
Arroio Pedra Branca e Barreiro
Arroio Bananeiras
Arroio Barata
Arroio Carvalho

e Arroio do Pinto
Foz
O rio desagua na lagoa Itapeva

O rio Três Forquilhas também chamado popularmente por rio Depósito, é um curso de água do estado do Rio Grande do Sul. A origem do nome se dá pelo desenho do rio que logo a partir da foz recebe três afluentes formando três forquilhas, ou sejam, o arroio Laranjeiras, arroio Três Pinheiros e o arroio da Colônia.

O arroio da Colônia foi o referencial ou marco colocado pelo coronel Francisco de Paula Soares, administrador da Colonização de Torres, quando decidiu estabelecer os colonos alemães protestantes neste vale. Falava-se que a Colônia de Três Forquilhas tinha início na terceira forquilha, ou então, a partir do arroio da Colônia.

O rio Três Forquilhas só é navegavel até a primeira forquilha, junto ao arroio Laranjeiras. Por este motivo, no início da colonização, a partir de 1826 as embarcações que vinham de Torres não entravam pela foz do rio Três Forquilhas porém, iam até o Ancoradouro dos Alemães, nas barrancas da lagoa Itapeva, local onde hoje é a cidade de Terra de Areia. Daquele ancoradouro, os produtos iam ou vinham através do transporte por meio de carretas de bois.

O motivo é que do arroio Laranjeiras até a sede da Colônia o rio Três Forquilhas tem um percurso de aproximadamente dez quilômetros, repleto de corredeiras, sem possibilidades para a navegação.

Portanto, o primeiro ancoradouro para carregar ou descarregar os produtos, destinados à Colônia de Três Forquilhas, não foi estabelecido junto ao rio Três Forquilhas, porém no Depósito dos Alemães, na lagoa Itapeva, onde hoje temos o município de Terra de Areia.

As encomendas eram transportadas com carretas de boi, através de uma estrada com um percurso de 12 quilômetros, até a sde da Colônia de Três Forquilhas que se situava na localidade onde hoje temos a sede de Itati.

Mais tarde, logo após o término da Guerra dos Farrapos, embarcações começaram a entrar pela foz do rio Três Forquilhas. O pastor Karl Leopold Voges estabeleceu um porto interno, às margens do rio Três Forquilhas e, então, dali os produtos eram conduzidos com carretas até as propriedades de comerciantes e colonos alemães.

A área da atual sede do município de Três Forquilhas era mato fechado e não existiam moradias. Os colonos alemães não tiveram acesso a essa área para a compra de propriedades pois a área pertencia a fazendeiros luso-brasileiros. A área onde hoje se situa a sede do município de Três Forquilhas não foi colonizada em 1826. Somente 50 anos depois da entrada dos primeiros colonos, ali foram sendo adquiridos lotes para a instalação de pequenas propriedades agrícolas. Já bem mais tarde, Jacob Voges – filho caçula do pastor Voges - em sociedade com Cristóvão Justin e Philipp Mittmann estabeleceram o ancoradouro junto ao arroio Laranjeiras, afluente do rio Três Forquilhas, ali fazendo construções e edificações, para o porto e depósitos.

Essas edificações, quando da morte de Jacob Voges, em 1884, foram adquiridas pela Empresa de Navegação Diehl e Dreher, vindos de São Leopoldo.

Finalmente surgiu o nome de Porto Alágio que somente foi dado bem mais tarde, após 1900, quando o italiano Carlos Alágio já vivia há alguns anos naquela localidade e passou a assumir o ramo de comércio, navegação e administração portuária local.

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar

  • MÜLLER, Elio Eugenio. De Pés e a Ferros:os primórdios da colonização no vale do rio Três Forquilhas, 1826 e 1827. São Paulo, AVBL:2009.
  • MÜLLER, Elio Eugenio. Face Morena. Paulo, AVBL:2011.
  Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.