Abrir menu principal

Robert Koldewey

arqueólogoe arquiteto
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Robert Koldewey
Retrato de Robert Koldewey anterior a 1917
Nome completo Robert Johann Koldewey
Nascimento 10 de setembro de 1855
Ducado de Brunswick, Blankenburg
Morte 4 de fevereiro de 1925 (69 anos)
Berlim
Nacionalidade Alemanha Alemão
Ocupação arqueólogo e arquiteto
Principais trabalhos escavações em Babilónia

Robert Johann Koldewey (Blankenburg, 10 de setembro de 1855Berlim, 4 de fevereiro de 1925) foi um arqueólogo e arquiteto alemão famoso pelas suas escavações intensivas na antiga cidade de Babilónia, situada no que é hoje o Iraque.

Aquela cidade foi identificada quase um século antes dos trabalhos de Koldewey por Claudius James Rich,[1] mas Koldewey liderou trabalhos de escavação no sítio em larga escala durante quase 20 anos (entre 1899 e 1917) com resultados espetaculares. Durante os seus trabalhos foram descobertas, entre outras, as fundações do zigurate (Etemenanki) e a Porta de Ishtar. A ele se devem várias técnicas modernas de arqueologia, nomeadamente um método para identificar e escavar arquitetura de adobe. Esta técnica foi particularmente útil nas escavações que levou a cabo no que possivelmente foram os Jardins Suspensos da Babilónia, construídos c.580 a.C. praticamente só com tijolos não cozidos.

BiografiaEditar

Depois de frequentar uma escola secundária em Brunsvique, Koldewey mudou-se com a sua família para Altona (atualmente um subúrbio de Hamburgo) em 1869, onde frequentou o Christianeum e fez o abitur (exame final do ensino secundário) em 1875.

Apesar de ter estudado arquitetura e história de arte em Berlim e Viena, abandonou essas universidades sem ter chegado a obter qualquer grau académico, pelo que foi um historiador e arqueólogo da área clássica autodidata. Em 1882 foi contratado para participar numa escavação em Assos, na Turquia, onde aprendeu vários métodos de escavação. Foi um arqueólogo praticante durante a maior parte da sua vida, tendo participado e liderado muitas escavações, nomeadamente na Ásia Menor, Grécia e Itália, além do Iraque. Depois da sua morte foi fundada a Sociedade Koldewey, com o objetivo de registar, classificar e preservar os seus trabalhos de arquitetura.

Notas e referênciasEditar

  1. Ceram, C.W., Gods, Graves and Scholars
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Robert Koldewey
  Este artigo sobre arqueologia ou arqueólogos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.