Abrir menu principal
Robertlandy Simón
Simón
Voleibol
Nome completo Robertlandy Simón Aties
Apelido Simón
Modalidade Voleibol indoor
Nascimento 11 de junho de 1987 (32 anos)
Guantánamo, Cuba
Nacionalidade cubano
Compleição Peso: 114 kg Altura: 2,08 m
Clube Itália Volley Lube
Medalhas
Competidor de Bandeira de Cuba Cuba
Campeonatos Mundiais
Prata Itália 2010 Equipe
Liga Mundial de Voleibol
Bronze Belgrado 2005 Equipe
Copa dos Campeões
Prata Osaka & Nagoya 2009 Equipe
Jogos Pan-Americanos
Bronze Rio de Janeiro 2007 Equipe
Jogos Centro-Americanos e do Caribe
Prata Cartagena 2006 Equipe
Copa América
Ouro Cuiabá 2008 Equipe
Bronze Manaus 2007 Equipe
Bronze São Leopoldo 2005 Equipe
Campeonato NORCECA
Ouro Bayamón 2009 Equipe
Bronze Anaheim 2007 Equipe
Campeonato Mundial Juvenil
Bronze Visakhapatnam 2005 Equipe
Competidor do Sada Cruzeiro Vôlei
Campeonatos Mundiais
Ouro Betim e Belo Horizonte 2016 Equipe
Bronze Polônia 2017 Equipe
Campeonato Sul-Americano de Clubes
Ouro Montes Claros 2018 Equipe
Ouro Montes Claros 2017 Equipe
Ouro Taubaté 2016 Equipe
Competidor do Al-Rayyan Sports Club
Campeonatos Mundiais
Prata Belo Horizonte 2014 Equipe
Competidor de Copra Elior Piacenza
Challenge Cup (CEV)
Ouro Ufa-Piacenza 2012-13 Equipe

Robertlandy Simón Aties (Havana, 11 de Junho de 1987) é um voleibolista indoor cubano, atuante na posição de central, com marca de alcance 350 cmno ataque e 326 cm no bloqueio. Simón integrou da Seleção Cubana de Voleibol Masculino em 2005-2010.

CarreiraEditar

Foi contratado pelo Sada Cruzeiro Vôlei para a temporada 2016-17 e conquistou o título do Campeonato Mineiro de 2016[1] e o título da Supercopa Brasileira de 2016;[2] nesta jornada disputou a Superliga Brasileira[3] alcançando seu primeiro titulo nesta competição.[4][5]

Em 2017 disputou a Copa Brasil realizada em Campinas, ocasião que avançou as semifinais e nesta fase ocorreu a eliminação,[6] também sagrou-se tetracampeão da edição do Campeonato Sul-Americano de Clubes de 2017, sediado em Montes Claros.[7][8]

Renovou com o Sada Cruzeiro para as competições do período 2017-18, na pré-temporada disputou aa edição do Desafio Sul-Americano de Vôlei na San Juan (Argentina) conquistando o título[9], também alcançando o bicampeonato do Campeonato Mineiro de 2017[10] e o bicampeonato também na edição da Supercopa de 2017[11] e conquistou nesta mesma temporada o título da Copa Brasil de 2018 em São Paulo[12] e neste mesmo ano conquistou a medalha de ouro na edição do Campeonato Sul-Americano de Clubes novamente sediada em Montes Claros e foi premiado como o melhor jogador da competição[13],foi premiado como Jogador Mais Valioso (MVP) do campeonato[14][15].

Títulos e resultadosEditar

Premiações individuaisEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. a b Sada Cruzeiro Vôlei. «SADA CRUZEIRO VENCE O MINAS E CONQUISTA O HEPTACAMPEONATO MINEIRO». 7 de outubro de 2016. Consultado em 4 de março de 2018. Arquivado do original em 15 de agosto de 2017 
  2. a b Daniel Ottoni. «SÓ DÁ ELES!-Sada Cruzeiro vence Brasil Kirin e leva mais uma Supercopa». Jornal Otempo. 29 de outubro de 2016. Consultado em 4 de março de 2018 
  3. Zero Hora Esportes (23 de abril de 2017). «Sada Cruzeiro é o primeiro finalista da Superliga masculina». Consultado em 4 de março de 2018 
  4. CBV (19 de janeiro de 2017). «Superliga 2016/2017-CLASSIFICAÇÃO SUPERLIGA MASCULINA-CLASSIFICAÇÃO FINAL». Consultado em 4 de março de 2018. Arquivado do original em 10 de maio de 2017 
  5. a b Sada Cruzeiro Vôlei (10 de abril de 2016). «SADA CRUZEIRO BATE VÔLEI BRASIL KIRIN E É TETRACAMPEÃO DA SUPERLIGA». Consultado em 4 de março de 2018. Arquivado do original em 15 de agosto de 2017 
  6. Daniel Ottoni. «PELO CAMINHO-Em jogo eletrizante, Sada Cruzeiro cai para o Sesi na Copa Brasil». Jornal Otempo. 19 de janeiro de 2017. Consultado em 4 de março de 2018 
  7. Daniel Ottoni. «Soberano-Sada Cruzeiro fatura o tetra sul-americano sem perder um único set». O Tempo. 25 de fevereiro de 2017. Consultado em 14 de agosto de 2017 
  8. CSV. «SADA CRUZEIRO ES TETRACAMPEÓN DEL SUDAMERICANO DE CLUBES DE MONTES CLAROS» (em espanhol). 25 de fevereiro de 2017. Consultado em 4 de março de 2018 
  9. AmaVoleibol.com (25 de setembro de 2017). «Sada Cruzeiro campeão na Argentina» (em portugues). Consultado em 4 de março de 2018. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  10. a b Daniel Ottoni. «Sada Cruzeiro supera o Minas na decisão e conquista mais um título». O Tempo. 7 de outubro de 2017. Consultado em 4 de março de 2018. Cópia arquivada em 4 de março de 2018 
  11. a b Daniel Ottoni. «ÚNICO CAMPEÃO DA SUPERCOPA, SADA CRUZEIRO REITERA HEGEMONIA NACIONAL COM O TERCEIRO TÍTULO». Sada Cruzeiro Vôlei. 12 de outubro de 2017. Consultado em 4 de março de 2018. Cópia arquivada em 4 de março de 2018 
  12. a b Marcos Guerra. «Cruzeiro supera o Sesi-SP no tie-break e fatura o tri da Copa Brasil de vôlei». GloboEsporte.com. 27 de janeiro de 2018. Consultado em 4 de março de 2018. Cópia arquivada em 4 de março de 2018 
  13. «VOLEY-Plata histórica para Lomas». Olé.com.ar. 3 de março de 2018. Consultado em 3 de março de 2018. Cópia arquivada em 3 de março de 2018 
  14. Andréia Santos. Ediminas, ed. «Sada Cruzeiro vence a Libertadores do Vôlei e garante o penta Sul-Americano». Cruzeiro Esporte Clube. 3 de março de 2018. Consultado em 3 de março de 2018. Cópia arquivada em 3 de março de 2018 
  15. a b Luiz Ribeiro. «Cruzeiro vence fácil equipe argentina e é pentacampeão do Sul-Americano de Clubes». Superesportes.com.br. 3 de março de 2018. Consultado em 3 de março de 2018. Cópia arquivada em 3 de março de 2018