Abrir menu principal

Rodrigo Souto

futebolista brasileiro
(Redirecionado de Rodrigo Ribeiro Souto)

{{Info/Futebolista | nome = Rodrigo Souto | imagem = RodrigoSouto2008.jpg | imagem_tamanho = 250px | nomecompleto = Rodrigo Ribeiro Souto | apelido = | datadenascimento = 9 de setembro de 1983 (35 anos) | cidadenatal = Rio de Janeiro (RJ) | paisnatal = Brasil | pé = Destro | altura = 1,83 m | peso = 79 kg | actualclube = [[Aposentado|Aposentado | clubenumero = | posição = Volante | jovemanos =
2001 | jovemclubes = São Cristóvão
Vasco da Gama | ano = 19992000
20012004
2005
20052006
20072010
20102011
20112013
2013
2013
2014
2015
2016
2017– | clubes = São Cristóvão
Vasco da Gama
Atlético-PR
Figueirense
Santos
São Paulo
Jubilo Iwata
Náutico
Figueirense
Botafogo
Corinthians (futebol de areia)
Penapolense
Resende Olaria | jogos(golos) = 0090 000(12)
0144 0000(6)
0006 0000(1)
0051 0000(1)
0165 000(11)
0073 0000(3)
0040 0000(3)
0021 0000(0)
0009 0000(0)
0022 0000(0)

0014 0000(2)
0003 0000(0) | anoselecao = 2002 | selecaonacional = Brasil Sub-20 | partidasselecao = | tupdate = 17 de fevereiro de 2018 | ntupdate = }}

Rodrigo Ribeiro Souto, mais conhecido apenas como Rodrigo Souto (Rio de Janeiro, 9 de setembro de 1983) é um exfutebolista brasileiro que atuava como volante.

Índice

CarreiraEditar

Revelado pelo São Cristóvão, Rodrigo Souto chamou atenção do Vasco da Gama após um amistoso contra seu clube revelado e foi contratado em 2001. Passou pelo Atlético-PR em 2005 e se destacou pelo Figueirense em 2006. É irmão do futebolista Sidney, que pratica futebol de areia.

SantosEditar

Chegou ao Santos em 2007, onde formou uma sólida dupla com Maldonado e foi campeão paulista, além de ajudar na classificação da equipe à Copa Libertadores de 2008 com o vice-campeonato brasileiro.

Ganhou um título estadual em cada clube que atuou: carioca de 2003 pelo Vasco, paranaense de 2005 pelo Atlético-PR, catarinense de 2006 pelo Figueirense e paulista de 2007 pelo Santos. Com a Seleção Brasileira Sub-20, venceu o Torneio de Toulon em 2002.

Foi flagrado no exame anti-doping por uso de cocaína, na partida em que o Santos foi derrotado por 2 x 1 para o San José na Bolívia, jogo este válido pela Copa Libertadores da América 2008. Esteve suspenso pela FIFA por um período de 2 anos, mas a pena foi reduzida.

Com grandes qualidades dentro de campo, o jogador chegou a ser cotado para defender a Seleção Brasileira em 2008 e caiu nas graças da torcida santista por suas belas atuações em campo.

São PauloEditar

Em 19 de janeiro de 2010, devido a política de teto salarial da nova presidência do Santos, acabou sendo negociado com São Paulo. Para que isso acontecesse, ele rescindiu o vínculo que tinha com o Peixe até o final de dezembro de 2010. Em troca do meio-campista Arouca, que foi para o alvinegro praiano por empréstimo até 31 de dezembro do mesmo ano.

Quando ainda jogava pelo Tricolor, ele era visto pela diretoria do clube paulistano como um jogador experiente, com personalidade e espírito de liderança, perfil amplamente procurado pelo clube do Morumbi na época. Outra característica sua buscada foi o jogo aéreo, muito importante na Copa Libertadores.

NáuticoEditar

No dia 19 de fevereiro de 2013, após 2 anos no Japão, acertou com o Náutico.

FigueirenseEditar

Rodrigo assinou com Figueirense onde passou uma das suas melhores fases no futebol.[onde?]

BotafogoEditar

Em janeiro de 2014, após boa passagem pelo Figueirense, acertou com o Botafogo,[1] onde disputou o Brasileiro. Ao final do campeonato com o rebaixamento do clube, foi dispensado.

Corinthians (beach soccer)Editar

Em 2015, disputou o Mundialito de Clubes de Futebol de Areia pela equipe do Corinthians.

Retorno aos gramadosEditar

Em janeiro de 2016, após 1 ano sem jogar, Rodrigo Souto acertou com o Penapolense para a disputa do Campeonato Paulista - Série A2.[2]

Fim de carreiraEditar

Em setembro de 2018 após quase 20 anos de carreira, a trajetória de Rodrigo Souto no futebol chegou ao fim.[3]

TítulosEditar

Referências

Ligações externasEditar