Rogério Mortimer, 1.º Conde de March

Rogério Mortimer, também conhecido como o Barão de Chirk (25 de abril de 1287 - 29 de novembro de 1330), foi o filho e herdeiro de Edmundo Mortimer, 2.º barão Mortimer de Wigmore, e de Margarida de Fiennes. Neto de Rogério Mortimer, 1.º barão Mortimer de Wigmore,[1] foi Lugar-tenente do rei Eduardo II e Juiz-Mor do País de Gales (1307-1321).

Rogério Mortimer, 1.º Conde de March
Nascimento 25 de abril de 1287
Castelo de Wigmore
Morte 29 de novembro de 1330
Londres
Sepultamento Herefordshire
Cidadania Reino da Inglaterra
Progenitores
Cônjuge Joan de Geneville, 2.ª Baronesa Geneville
Filho(s) Edmundo Mortimer, Margaret Mortimer, Catarina Mortimer, Agnes Mortimer, Beatrice de Mortimer, Joan Mortimer, Sir Roger Mortimer, Geoffrey Mortimer, Lord of Towyth, John Mortimer, Blanche Mortimer, Maud de Mortimer
Ocupação político
Título conde
Armorial Bearings of the MORTIMER family (Earls of March) of Wigmore, Herefordshire.png
Causa da morte forca
Brasão da família Mortimer.

Governou a Inglaterra como regente de Eduardo III junto com a rainha e amante Isabel de França, apelidada de "a Loba de França" após a revolta dos barões ingleses que levou à deposição do rei Eduardo II.

Preso em Shrewsbury (1322), foi enforcado nos Commons Gallows de Londres.

FilhosEditar

Os casamentos dos filhos de Mortimer (três filhos e oito filhas) consolidaram os pontos fortes de Mortimer no Ocidente.

  • Sir Edmund Mortimer knt (1302–1331), casado com Isabel de Badlesmere; eles produziram Rogério Mortimer, 2º conde de March que foi restaurado ao título de seu avô.
  • Margaret Mortimer (1304 - 5 de maio de 1337), casou-se com Thomas de Berkeley, 3º Barão de Berkeley
  • Maud Mortimer (1307 - depois de 1345), casou-se com John de Charlton, Senhor de Powys
  • Geoffrey Mortimer (1309–1372 / 6), que herdou a seigneurie francesa de Couhé como herdeira designada de sua avó Joana de Lusignan, e fundou um ramo da família com base na França.
  • John Mortimer (1310–1328).
  • Joana Mortimer (c. 1312 - 1337/51), casou-se com James Audley, 2º Barão Audley.
  • Isabella Mortimer (c. 1313 - após 1327).
  • Catarina Mortimer (c. 1314 - 1369), casou-se com Tomás de Beauchamp, 11.º Conde de Warwick.
  • Agnes Mortimer (c. 1317 - 1368), casou-se com Laurence Hastings, 1º conde de Pembroke.
  • Beatrice Mortimer (falecida em 16 de outubro de 1383), que se casou primeiro com Eduardo de Norfolk (morreu antes de 9 de agosto de 1334), filho e herdeiro aparente de Thomas de Brotherton, de quem ela não teve filhos, e em segundo lugar, antes de 13 de setembro de 1337, Thomas de Brewes (morreu em 9 ou 16 de junho de 1361), com quem teve três filhos e três filhas.
  • Blanche Mortimer (c. 1321 - 1347), casou-se com Peter de Grandison, 2º Barão Grandison.

DescendentesEditar

Através de seu filho, Sir Edmund Mortimer, ele é um ancestral dos últimos monarcas Plantagenetas da Inglaterra, do rei Eduardo IV a Ricardo III. Pela filha de Eduardo IV, Elizabeth de York, o conde de March é um ancestral do rei Henrique VIII da Inglaterra e do rei Jaime V da Escócia e, portanto, de todos os monarcas escoceses, ingleses e britânicos subsequentes.

Referências

  1. R. R. Davies, "Mortimer, Roger (V), first earl of March (1287–1330)", Oxford Dictionary of National Biography, Oxford University Press, setembro de 2004.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.