Rogerio Haesbaert

geógrafo brasileiro
(Redirecionado de Rogerio Haesbaert da Costa)

Rogerio Haesbaert é um geógrafo humano Brasileiro focado nos conceitos de território e região. Nascido no interior do Rio Grande do Sul, realizou seu curso secundário e sua formação universitária em Geografia (licenciatura e bacharelado) em Santa Maria. Mudou-se para o Rio de Janeiro nos anos 1980 para cursar o mestrado em Geografia na UFRJ, orientado por Bertha Becker e onde foi aluno e realizou pesquisas com o geógrafo Milton Santos. Seu doutorado foi no programa de Geografia Humana da USP, sob orientação de Heinz Dieter Heidemann, com "bolsa sanduíche" de um ano no Instituto de Ciências Políticas de Paris, com o geógrafo francês Jacques Lévy. Seu pós-doutorado foi realizado na Open University, na Inglaterra, sob supervisão da geógrafa inglesa Doreen Massey, de quem traduziu para o português o livro For Space/Pelo Espaço.

Rogerio Haesbaert (da Costa)
Conhecido(a) por multiterritorialidade, desterritorialização, identidade territorial, rede regional
Residência Brasil
Nacionalidade Brasil Brasileira
Alma mater Universidade Federal de Santa Maria, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Orientador(es) Heinz Dieter Heidemann (Doutorado), Bertha Koifmann Becker (Mestrado)
Orientado(s) Pós-doutorado: Jones Goettert, Renato Léda, Maria Lúcia de Oliveira; Gundo Rial y Costas; Josoaldo Rego; Renato Pequeno; Sonia Aguiar. Doutorado:Tadeu Pereira Alencar Arrais, Amelia Cristina Alves Bezerra, Maria de Jesus Morais, Aguinaldo Cesar Fratucci, Guilherme da Silva Ribeiro, Valter do Carmo Cruz, Hugo Freitas, Marcos Mondardo, Mateus Servilha, Emerson Guerra, Timo Bartholl
Instituições Departamento de Geografia, Instituto de Geociências da Universidade Federal Fluminense
Campo(s) Geografia Humana
Tese 1995: Gaúchos e Baianos: Modernidade e Desterritorialização.
Notas Currículo do Sistema de Currículos Lattes de Rogerio Haesbaert da Costa

Desde 1986 é professor no Instituto de Geociências da Universidade Federal Fluminense onde é diretor do Núcleo de Estudos sobre Regionalização e Globalização (NUREG).[1] Faz parte do corpo docente do curso de pós-graduação em Políticas Territoriales y Ambientales da Universidade de Buenos Aires. Foi professor visitante na Open University (2003), na Universidade de Toulouse-Le-Mirail (2009), na Universidade de Buenos Aires (2010), na Universidade de Paris VIII (2011), na Universidade de Tucumán (2013) e no Centro Regional de Investigaciones Multidisciplinarias da UNAM em Cuernavaca, México (2013).

Nos seus estudos, Haesbaert analisa o entrelaçamento entre territorialização e desterritorialização, territorialidade e identidade, operando com autores modernos como Gramsci e pós-estruturalistas como Foucault e Gilles Deleuze.[2] As questões que Haesbaert coloca têm implicações para a geopolítica tradicional.[3] Haesbaert, inspirado em Gramsci e Bourdieu, amplia a concepção de poder (também simbólico) e, consequentemente, de território (que inclui os microterritórios, numa abordagem foucaultiana). Trabalha com as lógicas zonal e reticular de organização do espaço, definidoras de territórios-zona e territórios-rede. Insere na construção do espaço também a "i-lógica" do que denomina "aglomerados", situação marcada sobretudo pelos processos de desterritorialização - que, num sentido social, envolve não só a genérica destruição de territórios (para sua reconstrução em outras bases), mas, antes, a precarização territorial dos grupos subalternos.

Haesbaert foi cofundador da revista GEOgraphia.[1][4], disponível on-line em www.uff.br/geographia. Uma contribuição relevante da revista, em sua sessão Nossos Clássicos, tem sido a de traduções de geógrafos até aqui inéditas no Brasil. Em certas traduções Haesbaert teve participação mais direta, como em alguns artigos de Paul Vidal de la Blache que depois deram origem ao livro "Vidal, Vidais", organizado juntamente com Sergio Nunes e Guilherme Ribeiro.

PublicaçõesEditar

  • RS: Latifúndio e Identidade Regional. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1988.
  • Blocos Internacionais de Poder. São Paulo: Contexto. 1990.
  • China: entre o Oriente e o Ocidente. São Paulo: Ática. 1994.
  • Des-territorialização e Identidade: a rede "gaúcha" no Nordeste. Niterói: EdUFF. 1997.
  • Globalização e Fragmentação no mundo contemporâneo (organizador e autor de 2 artigos). Niterói: EdUFF. 1998 (reedição amplamente reformulada: Editora da UFF, 2013).
  • Territórios Alternativos. São Paulo e Niterói: Editora Contexto e EdUFF, 2002.[5] ISBN 978-85-7244-202-2
  • Identidades territoriais. In: Zeny Rosendahl, Roberto Lobato Corrêa. Manifestações da cultura no espaço. Rio de Janeiro: Editora UERJ, 1999.
  • O mito da desterritorialização: do “fim dos territórios” à multiterritorialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004. ISBN 8528610616
  • El mito de la desterritorialización: del "fin de los territorios" a la multiterritorialidad. México: Siglo Veintiuno Editores. 2011.
  • Regional-Global: dilemas da região e da regionalização na Geografia contemporânea. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. 2010. ISBN 978-85-286-1445-9
  • Viver no limite: território e multi/transterritorialidade em tempos de in-segurança e contenção. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. 2014. ISBN 978-85-286-1577-7
  • Com Ester Limonad e Ruy Moreira (orgs.): Brasil - Século XXI: por uma nova regionalização? Agentes, processos e escalas. São Paulo: Max Limonad.
  • Com Carlos Walter Porto-Gonçalves. A nova desordem mundial. São Paulo: Editora UNESP, 2006.
  • Com Frederico de Araújo (org.): Identidades Territoriais: questões e olhares contemporâneos. Rio de Janeiro: Access, 2007.
  • Com Perla Zusman et al. (org.): Geografías Culturales: aproximaciones, intersecciones y desafíos. Buenos Aires: Editorial de la Facultad de Filosofía y Letras-UBA. 2011.
  • Com Sergio Nunes Pereira e Guilherme Ribeiro (org.): Vidal, Vidais: textos de Geografia Humana, Regional e Política. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. 2012.
  • Com Fania Fridman (org.): Escritos sobre Espaço e História. Rio de Janeiro: Garamond, 2014.

Referências

  1. a b Rogerio Haesbaert da Costa na Editora Record.
  2. Entrevista com o Professor Rogério Haesbaert, Universidade Federal Fluminense In: Expressões Geográficas: Revista Eletrônica dos estudantes de Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina, ed. 5, 2009.
  3. Rodrigo Cardoso. O desafio da geografia: o nascimento do Sudão do Sul mostra que o mundo muda a cada dia e isso exige que professores e alunos vão além das fronteiras e entendam o significado das transformações territoriais. Reportagem. In: Istoé n. 2153, 11. fev. 2011.
  4. GEOgraphia - Publicação eletrônica do Programa de Pós Graduação em Geografia da UFF ISSN 1517-7793
  5. Editora Contexto Arquivado em 22 de novembro de 2010, no Wayback Machine. na Editora Contexto.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.