Abrir menu principal

Rosa Filipa Duchesne

BiografiaEditar

Filha de Pierre-François Duchesne, um eminente jurista, sua mãe foi uma Perier, ancestral de Jean Casimir-Perier, Presidente da República Francesa em 1894. Ela foi educada pelas irmãs da visitação e em seguida entrou para essa ordem. Vendo a dispersão desta por ocasião do Terror durante a Revolução Francesa, ela tenta fervorosamente restabelecer o convento de Sainte-Marie-d'en-Haut, perto de Grenoble, e finalmente, em 1804, ela aceita a oferta da Madre Barat de acolher sua comunidade junto a Sociedade do Sagrado Coração de Jesus.

Desde sua infância seu sonho foi o apostolado de almas: de pagãos de regiões distantes a negligenciados e pobres que a cercavam. Natureza e graça divina se conjugaram para forjar sua vocação; a educação, mas, acima de tudo, o exemplo da Madre Barat a levaram a se tornar uma pioneira de sua ordem no Novo Mundo. Em 1818, a Madre Duchesne parte com quatro companheiros para as missões da América. O Bispo Dubourg a acolhe em Nova Orleans, antes que ela embarque no Rio Mississippi em direção a Saint-Louis, onde ela finalmente instalará sua pequena colônia em Saint-Charles.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rosa Filipa Duchesne
  Este artigo sobre a biografia de um santo, um beato ou um religioso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.