Rossana Ghessa

actriz brasileira
Rossana Ghessa
Ghessa em 1978
Nascimento 24 de janeiro de 1943 (77 anos)
Carbonia, Itália
Nacionalidade italiana-brasileira
Ocupação atriz
Outros prêmios
Festival de Brasília (1967)

Rossana Ghessa (Carbonia, 24 de janeiro de 1943[1]) é uma atriz ítalo-brasileira. Ao longo de sua carreira, atuou em mais de 40 filmes.[2]

BiografiaEditar

Nascida na Itália, Rossana fez sua carreira no cinema brasileiro. Chegou ao Brasil com apenas sete anos e no país construiu uma extensa carreira no cinema, inicialmente como atriz e a partir da década de 1980 também como produtora.[2]

Rossana começou sua carreira como garota-propaganda, fez várias fotonovelas e durante um ano foi modelo profissional da agência McCan Ericsson logo após ter ganho o concurso de Miss Objetiva. Estreou no cinema em 1966 com o filme Paraíba, Vida e Morte de um Bandido.[2] Com uma carreira que inclui mais de quarenta filmes, foi uma das musas das pornochanchadas nacionais na década de 1970.[3][4]

Nas década de 1970, Rossana fez um filme atrás do outro em produções nacionais e em coproduções e também participou de peças de teatro como A Úlcera de Ouro e Cinderela do Petróleo, além de ter estrelado shows produzidos por Carlos Machado.

Trabalhou com os mais importantes diretores de cinema e seus maiores sucessos foram Bebel, Garota Propaganda, Ana Terra, Lua de Mel e Amendoim, Lucíola, o Anjo Pecador e Memórias de um Gigolô.

Atualmente, é produtora de cinema e dona da Verona Filmes, em sociedade com seu marido, o cineasta Durval Gomes Garcia, que a dirigiu em Ana Terra.

FilmografiaEditar

Ano Nome Personagem Ref
1966 Paraíba, Vida e Morte de um Bandido Angelina [5]
007 e Meia no Carnaval [6]
1967 Carnaval Barra Limpa [7]
1968 Bebel, Garota Propaganda Bebel [8]
Enfim Sós... com o Outro Anabela [9]
Jogo Perigoso [10]
1969 Quelé do Pajeú Maria do Carmo [11]
1970 Verão de Fogo Anna [12]
O Palácio dos Anjos Mariazinha [13]
Memórias de um Gigolô Guadalupe [14]
1971 Lua de Mel e Amendoim Márcia [15]
Ed, o Agente Positivo Tentação [16]
1972 Ana Terra Ana [17]
Um Marido sem... é Como um Jardim sem Flores Adriana Cerlini [18]
1973 Obsessão [19]
1974 Pureza Proibida Irmã Lúcia [20]
A Noiva da Noite Lúcia [21]
O Filho do Chefão Natália [22]
1975 As Secretárias que Fazem de Tudo
Quando as Mulheres Querem Provas Marta [23]
Lucíola, o Anjo Pecador Lucíola [24]
1976 Amantes, Amanhã se houver Sol Sabrina [25]
O Vampiro de Copacabana Carmem [26]
Tem Alguém na Minha Cama Irene [27]
1977 Snuff, Vítimas do Prazer Lia de Souza [28]
O Pequeno Polegar Contra o Dragão Vermelho [29]
1978 Como Matar uma Sogra
1979 A Pantera Nua Norma [30]
As Borboletas Também Amam Virgínia [31]
Violência e Sedução [32]
1980 Bordel - Noites Proibidas Margot [33]
Convite ao Prazer [34]
A Virgem e o Bem Dotado Malu [35]
1981 O Inseto do Amor [36]
Me Deixa de Quatro Sofia [37]
As Intimidades de Duas Mulheres [38]
1982 Fantasias Sexuais Mulher Abelha [39]
Mulheres Liberadas Elisa [40]
1983 Momentos de Prazer e Agonia Marília [41]
Estranhas Relações Bette [42]
1985 Fêmeas em Fuga Denise [43]
1987 Cio dos Amantes [44]
1998 Adágio ao Sol Angélica [45]
2008 Aporias Conjuminadas

Referências

  1. «Rossana Ghessa». Mulheres do Cinema Brasileiro. S/data. Consultado em 10 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 23 de fevereiro de 2014 
  2. a b c Adilson Marcelino (2020). «ROSSANA GHESSA». Mulheres do Cinema Brasileiro. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  3. Paulo Henrique Silva (15 de maio de 2017). «Musa da pornochanchada, Rossana Ghessa vem a BH para sessão comentada de 'Pureza Proibida'». Hoje em Dia. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  4. «Curta Circuito traz musa do cinema nacional, Rossana Ghessa, para bate-papo em sessão que homenageia Alfredo Sternheim». BH Eventos. 5 de setembro de 2017. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  5. «PARAÍBA, VIDA E MORTE DE UM BANDIDO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  6. «007 1/2 NO CARNAVAL». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  7. «CARNAVAL BARRA LIMPA». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  8. «BEBEL, GAROTA PROPAGANDA». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  9. «ENFIM SÓS... COM O OUTRO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  10. «JUEGO PELIGROSO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  11. «QUELÉ DO PAJEÚ». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  12. «VERÃO DE FOGO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  13. «O PALÁCIO DOS ANJOS». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  14. «MEMORIAS DE UM GIGOLO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  15. «LUA DE MEL E AMENDOIM». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  16. «O AGENTE POSITIVO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  17. «ANA TERRA». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  18. «UM MARIDO SEM... É COMO UM JARDIM SEM FLORES...». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  19. «OBSESSÃO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  20. «PUREZA PROIBIDA». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  21. «NOIVA DA NOITE - O DESEJO DE 7 HOMENS». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  22. «O FILHO DO CHEFÃO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  23. «QUANDO AS MULHERES QUEREM PROVAS». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  24. [hhttp://bases.cinemateca.gov.br/cgi-bin/wxis.exe/iah/?IsisScript=iah/iah.xis&base=FILMOGRAFIA&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=ID=024810&format=detailed.pft «LUCÍOLA, O ANJO PECADOR»]. Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  25. «AMANTES AMANHÃ SE HOUVER SOL». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  26. «O VAMPIRO DE COPACABANA». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  27. «TEM ALGUÉM NA MINHA CAMA». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  28. «VÍTIMAS DO PRAZER - SNUFF». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  29. «O PEQUENO POLEGAR CONTRA O DRAGÃO VERMELHO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  30. «A PANTERA NUA». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  31. «AS BORBOLETAS TAMBÉM AMAM». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  32. «VIOLÊNCIA E SEDUÇÃO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  33. «BORDEL : NOITES PROIBIDAS». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  34. «O CONVITE AO PRAZER». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  35. «A VIRGEM E O BEM DOTADO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  36. «O INSETO DO AMOR : ANOPHELIS SEXUALIS». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  37. «ME DEIXA DE QUATRO». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  38. «AS INTIMIDADES DE DUAS MULHERES». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  39. «FANTASIAS SEXUAIS». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  40. «MULHERES LIBERADAS». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  41. «MOMENTOS DE PRAZER E AGONIA». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  42. «ESTRANHAS RELAÇÕES». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  43. «FÊMEAS EM FUGA». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  44. «CIO DOS AMANTES». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  45. «ADÁGIO AO SOL». Cinemateca Brasileira. 2020. Consultado em 10 de agosto de 2020