Abrir menu principal
Royal Society of Arts
Tipo Científica
Cultural
Artística
Fundação 1754
Sede Londres,  Reino Unido
Línguas oficiais Inglês
Presidente Ana, Princesa Real
Sítio oficial thersa.org (em Inglês)

A Royal Society for the Encouragement of Arts, Manufactures and Commerce (em tradução livre para o Português: Sociedade Real para o Encorajamento das Artes, Manufaturas e Comércio), também identificada pela sigla RSA, é uma organização britânica, com sede em Londres, empenhada em encontrar soluções práticas para os desafios sociais .[1] Fundada em 1754 como Society for the Encouragement of Arts, Manufacture and Commerce, teve concedida a Carta Régia em 1847,[2] e o direito de usar o termo Royal em seu nome em 1908, pelo rei Eduardo VII. A versão curta, The Royal Society of Arts, e seu acrônimo, são usados mais frequentemente do que o nome completo.

Charles Dickens, Adam Smith, Benjamin Franklin, Karl Marx, William Hogarth, John Diefenbaker, Stephen Hawking, Benson Taylor e Tim Berners-Lee são alguns dos nomes notáveis que pertenceram ou pertencem à RSA, que hoje possui membros eleitos de 80 países diferentes. Os membros da RSA são inovadores do conhecimento humano, como mostrado pelo Oxford English Dictionary, que registra o primeiro uso do termo "sustentabilidade", no sentido ambiental da palavra, como tendo sido feito em uma edição do jornal da entidade em 1980.

A RSA concede três medalhas, a Medalha Albert, a Medalha Bicentenário e a Medalha Benjamin Franklin (na sequência de uma decisão de 2013, a Medalha Benjamin Franklin agora é supervisionada pela RSA USA, embora a nomeação final seja ratificada pelo Conselho da entidade britânica). A lista de vencedores incluem Nelson Mandela, Sir Frank Whittle e Stephen Hawking, entre outros.

Nome e missãoEditar

A missão da RSA, expressa na carta constitutiva, é "encorajar a iniciativa, ampliar a ciência, aperfeiçoar a arte, melhorar nossos fabricantes e ampliar nosso comércio", mas também a necessidade de aliviar a pobreza e garantir o pleno emprego. Em seu site, a RSA se caracteriza como "uma organização iluminista comprometida em encontrar soluções práticas inovadoras para os desafios sociais atuais".

No friso do prédio da RSA está gravado "The Royal Society of Arts", embora seu nome completo seja Royal Society for the encouragement of Arts, Manufactures and Commerce. O nome curto e a abreviatura R (oyal) S (ociety) of A (rts) é usada com mais frequência do que o nome completo.

LiderançaEditar

O patrono da RSA atualmente é a Rainha Elizabeth II, a presidente da entidade é a Princesa Anne (que substituiu a seu pai, Príncipe Philip, Duque de Edimburgo, em 2011), seu Chairman é Vikki Heywood,[3] e seu Diretor Executivo é Matthew Taylor.

Lista de presidentes da RSAEditar

Ligações ExternasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Royal Society of Arts

Referências

  1. «Sobre a RSA (em Inglês 
  2. «História da RSA (em Inglês. Consultado em 3 de novembro de 2016. Arquivado do original em 1 de dezembro de 2008 
  3. Vikki Heywood CBE. RSA. Retrieved on 2013-10-09.
  4. AIM25 text-only browsing: Royal Society of Arts: ROYAL SOCIETY OF ARTS. Aim25.ac.uk. Retrieved on 2013-07-17.