Abrir menu principal

Rubens Pereira Júnior

político brasileiro
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Antônio José Pereira Júnior.
Rubens Pereira Júnior
Deputado federal pelo  Maranhão
Período 1 de fevereiro de 2015
até atualidade
Deputado estadual pelo  Maranhão
Período 1 de fevereiro de 2007
31 de janeiro de 2015
Dados pessoais
Nascimento 16 de março de 1984 (35 anos)
São Luís, MA
Progenitores Mãe: Suely Torres Pereira
Pai: Rubens Pereira
Partido PDT (1996-2005)
PRTB (2005-2007)
PTdoB (2007-2009)
PCdoB (2009-atualmente)
Profissão advogado
Ocupação político

Rubens Pereira e Silva Júnior (São Luís, 16 de março de 1984) é um advogado, mestre em Direito Constitucional e político brasileiro. Ele é filho do ex-deputado Rubens Pereira e da ex-prefeita de Matões Suely Torres Pereira (PSB). Por via paterna é descendente da tradicional Família Pereira da cidade de Matões-MA. Neto de Alcino Pereira, o Lula Pereira (prefeito de Matões em 1983). Por via materna é descendente da tradicional Família Torres da cidade de Miguel Alves-PI. Neto materno de Osmir Torres Filho (Vereador em Vitorino Freire-MA) e da Juíza Dra. Maria da Conceição Mendonça. Sobrinho-neto do médico Dr. Ivan Torres (prefeito de Miguel Alves entre 1989 a 1993). Bisneto-materno do Dr. Osmir Torres que foi promotor público na capital e no interior do Estado do Piauí. Sobrinho-bisneto do Coronel Torquato Torres (prefeito de Miguel Alves-PI entre 1912 a 1926). Trineto do Coronel Enéas Francisco Torres (prefeito de Miguel Alves-PI entre 1928 a 1930). Foi deputado estadual (2007–2015). Foi deputado Federal (2015 e 2019). [1]

Carreira políticaEditar

Começou a carreira política ao ser eleito deputado estadual pelo PRTB em 2006, sendo reeleito em 2010 pelo PCdoB.

Foi eleito deputado federal pelo PCdoB em 2014 com um total de 118.115 votos, sendo o terceiro mais votado. Entre as cidades mais votadas estão Caixas, São Luís, Matões e outros municípios do Leste Maranhense. Durante quarto anos em Brasília, permaneceu como membro titular da Comissão de Constituição e Justiça (CCJC).

Em 17 de abril de 2016, votou contra o processo de impeachment de Dilma Rousseff.[2] Posteriormente, votou contra a PEC do Teto dos Gastos Públicos.[2] Em abril de 2017 votou contra a Reforma Trabalhista.[2][3] Em agosto de 2017 votou a favor do processo em que se pedia abertura de investigação do então Presidente Michel Temer.[2][4]

Em seu primeiro mandato, ocupou postos relevantes, participando das decisões mais importantes do Brasil nos últimos anos.

Rubens Júnior votou contra a aprovação do texto-base da proposta da Reforma Trabalhista. Durante todo o processo, o parlamentar defendeu que a medida representa um desmonte dos direitos dos trabalhadores e não trará vantagem para o país.

Ao se posicionar contra a Reforma da Previdência, foi um dos parlamentares que contribuiu para que a base governista não alcançasse os votos necessários para a votação.

Em 2017 foi eleito coordenador da Bancada do Maranhão no Congresso Nacional.

O deputado Rubens Júnior é sub-relator da comissão especial que analisou a criação do novo Código do Processo Penal (CPP) - conjunto de regras e princípios que define procedimentos para a aplicação das punições, de acordo com o Direito Processual Penal ou Processo Penal.

Em 2018 foi reeleito deputado federal pelo PCdoB com 111.584 votos. Foi o candidato mais bem votado entre os reeleitos, e o 5º com maior votação em todo o estado do Maranhão.

Em Fevereiro de 2019, decidiu deixar a Câmara dos Deputados para, a convite do Governador Flávio Dino, assumir a Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano no estado do Maranhão.[5]


Referências

  1. Biografia de Rubens Pereira Júnior (PCdoB)
  2. a b c d G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  3. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  4. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  5. «Rubens Pereira Jr deixa a Câmara para assumir secretaria no Maranhão». PCdoB. Consultado em 20 de outubro de 2019