Abrir menu principal

Brás de Sebaste

santo, bispo e mártir cristão
(Redirecionado de São Brás)
Disambig grey.svg Nota: "São Brás" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja São Brás (desambiguação).
São Brás
São Brás, por Hans Memling.
Hieromártir; Santo auxiliar; Bispo de Sebaste
Nascimento 264 em Roma
Morte 316 em Sebaste, Império Romano (atual Sivas, Turquia)
Veneração por Igreja Católica; Igreja Ortodoxa
Festa litúrgica 3 de fevereiro na Igreja Católica; 11 de fevereiro na Igreja Ortodoxa
Atribuições Pente para tosquia; velas; cuidando de um garoto ou animal engasgado
Padroeiro Animais; operários de construção; veterinários; aflições da garganta; garotos; pedreiros; escultores; tosquiadores
Maratea, Itália; Campanário (Ribeira Brava); Sicília; Ciudad del Este, no Paraguai; Corno Giovine, Itália; Codogno, Itália; Dalmácia; Dubrovnik; Rubiera, Itália
Gloriole.svg Portal dos Santos

São Brás (c. 264 — c. 316) foi um mártir, bispo e santo católico que viveu entre o séculos III e IV na Armênia.[1]

Ficou conhecido porque retirou, após uma breve oração, um espinho da garganta de uma criança. Por esse motivo, é padroeiro das doenças da garganta e, no dia de sua celebração a 3 de fevereiro, nas cidades da Espanha, Campanário (Ribeira Brava), Arco da Calheta, Calheta (Madeira) e algumas da América Latina, as mães levam os filhos para benzerem a garganta.[1]

Foi capturado pelos romanos e decapitado no ano 316, sendo enterrado na cidade de Sebaste.[1]

De acordo com entrada no Dicionário dos Santos, de Donald Attwater (Dicionário dos Santos, Donald Attwater. Círculo do Livro, São Paulo, 1983), "em Sebaste, na Armênia, parece ter existido um bispo chamado Brás que foi martirizado, provavelmente no tempo de Licínio. O relato tradicional de sua vida, no entanto, é muito posterior e dá ênfase excessiva a acontecimentos maravilhosos e a torturas, sem se referir a fatos históricos."[1]

Seu culto se expandiu, tanto no Oriente quanto no Ocidente, a partir do século VIII, invocando-se suas bênçãos para doentes e animais por associação aos milagres que lhe foram atribuídos. Seus emblemas são um rastelo (ancinho) ou duas velas cruzadas.[1]

É o santo patrono dos trabalhadores da . Na igreja latina, sua festa ocorre em 3 de fevereiro, nas igrejas orientais, seu dia é comemorado em 11 de fevereiro.[2]

AntropônimoEditar

  • Língua armênia: Բարսեղ (Barsegh)
  • Língua castelhana: Blas
  • Língua francesa: Blaise
  • Língua grega: Βλάσιος (Vlásios)
  • Língua inglesa: Blaise
  • Língua italiana: Biagio
  • Língua latina: Blasius

Referências

  1. a b c d e Guiley, Rosemary (2001). The Encyclopedia of Saints. Fourteen Holy Helpers (em inglês). [S.l.]: Infobase Publishing. p. 109. 419 páginas 
  2. Kirsch, Johann Peter. "St. Blaise." The Catholic Encyclopedia. Vol. 2. New York: Robert Appleton Company, 1907. 3 Feb. 2013

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Brás de Sebaste
  Este artigo sobre a biografia de um santo, um beato ou um religioso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.