São Francisco de Assis (Rio Grande do Sul)

município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul

São Francisco de Assis um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. A cidade é conhecida como Querência do Bugio, por ter sido local de criação deste ritmo musical e de dança, e por abrigar bugios nas praças da cidade[6][7].

São Francisco de Assis
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de São Francisco de Assis
Bandeira
Brasão de armas de São Francisco de Assis
Brasão de armas
Hino
Gentílico assisense
Localização
Localização de São Francisco de Assis no Rio Grande do Sul
Localização de São Francisco de Assis no Rio Grande do Sul
Localização de São Francisco de Assis no Rio Grande do Sul
São Francisco de Assis está localizado em: Brasil
São Francisco de Assis
Localização de São Francisco de Assis no Brasil
Mapa
Mapa de São Francisco de Assis
Coordenadas 29° 33' S 55° 07' 51" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Sul
Municípios limítrofes Santiago, Manoel Viana, Alegrete, Jaguari, Maçambará, Nova Esperança do Sul, Unistalda, São Vicente do Sul
Distância até a capital 434 km
História
Fundação 4 de janeiro de 1884 (140 anos)
Administração
Prefeito(a) Paulo Renato Cortelini[1] (MDB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 2 506,975 km²
População total (2021) [3] 18 081 hab.
 • Posição RS: 113º BR: 1987º
Densidade 7,2 hab./km²
Clima subtropical
Altitude 151 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (2010) [4] 0,675 médio
 • Posição RS: 400º BR: 2545º
PIB (2020) [5] R$ 459 274,08 mil
 • Posição RS: 144º BR: 1653º
PIB per capita (2020) R$ 25 227,91
Sítio http://saofranciscodeassis.rs.gov.br (Prefeitura)

História editar

Cronologia editar

  • 1627 - Em fins de abril ou início de maio foi fundada pelo padre Roque Gonzáles a Redução Jesuítica de Nossa Senhora da Candelária do Ibicuí, a segunda do estado do Rio Grande do Sul, próximo da atual Praia do Jacaquá. Perdurou até 1832, quando foi destruída e sua população foge dos bandeirantes, deslocando-se para fundar Santo Tomé.[8]
  • 1632 - em 13 de Junho, foi fundada a da Redução Jesuítica São Thomé do Ibicuí, onde hoje é a conhecida "Gruta São Tomé". Os fundadores foram os padres Manuel Bertot, Luis Ernot, Romero, Cristóvão Mendoza e Paulo Benavides.[8][9][10]
  • 1801 - Após os portugueses conquistarem da Espanha a região das missões, guardas de milicianos portugueses são instaladas ao norte do Rio Ibicuí. Uma delas é a guarda de São Francisco de Assis, cujo Forte foi construído à margem esquerda do rio Inhacundá[11][12][13][14]
  • 1809 - Início da povoação permanente, ao redor do Forte[15].
  • 1834 - Chegada de famílias imigrantes alemãs, lideradas por Heinrich Jacob Reichert.[8]
  • 1923 - Revolução de 1923, palco de duros combates entre governistas (Ximangos, republicanos) e oposição (Maragatos, federalistas). O combate trouxe muitas consequências para a sociedade da época, não só para São Francisco Assis mas para todo o Rio Grande do Sul. Houve uma grande parada econômica devido a falta de mão-de-obra, na época composta quase exclusivamente por homens.[16]

Economia editar

A economia de São Francisco de Assis alicerçada no setor primário, destaca-se pela grande produção de grãos e geração de renda através da pecuária. Cerca de R$ 45 milhões são gerados através das diversas culturas, como soja cuja área plantada é de mais de 17 mil hectares, com produtividade de 2,4 ton/ha. Outras culturas são de milho (4.200 ha), arroz (4.700 ha), fumo (1.000 ha) e trigo (610 ha), conforme dados fornecidos pela Emater/RS. O comércio e a prestação de serviços, em pleno desenvolvimento, são outras fontes de renda, que geram receitas para o município de São Francisco de Assis, sendo que nos últimos anos têm mostrado um grande crescimento.[17]

Agroindústrias editar

 
Placa da Panificadora Lamberti

O Programa de Desenvolvimento Agroindustrial de São Francisco de Assis foi instituído em 2006 (pela lei municipal nº 183/06), com incentivos de programas sociais do Governo Federal como "Mais Alimentos" e Pronaf, com o objetivo principal de inserir o produtor familiar no processo produtivo, através do incentivo à produção in natura e ao processamento agroindustrial de produtos de origem vegetal e animal. Hoje o município conta com 18 agroindústrias, distribuídas, em sua grande maioria, no interior do município[18]

Referências

  1. Prefeito e vereadores de São Francisco de Assis tomam posse; veja lista de eleitos m g1.globo.com
  2. «Cidades e Estados». IBGE. 2021. Consultado em 12 de maio de 2023 
  3. «ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NO BRASIL E UNIDADES DA FEDERAÇÃO COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2021» (PDF). IBGE. 2021. Consultado em 12 de maio de 2023 
  4. «Ranking». IBGE. 2010. Consultado em 12 de maio de 2023 
  5. «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2010 a 2020». IBGE. 2020. Consultado em 12 de maio de 2023 
  6. «Bugios estão entre as atrações de São Francisco de Assis, na Fronteira Oeste». GZH. 5 de junho de 2018. Consultado em 10 de fevereiro de 2023 
  7. Mallmann, Letícia (14 de agosto de 2013). «São Francisco de Assis retoma Festival da Querência do Bugio». Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul. Consultado em 10 de fevereiro de 2023 
  8. a b c HAIGERT, Francisco Evaldo Vieira (1999). São Francisco de Assis - Pioneiros. São Francisco de Assis: Grupo Editorial Expressão. pp. 18–20 
  9. Welter, Samuel Cristiano (2012). Caracterização fitogeográfica da região de assentamento das reduções jesuítico-guaranis estabelecidas no atual território do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil (século XVII). São Leopoldo: Revista Brasileira de História & Ciências Sociais. p. 13 
  10. Becker, Ítala Irene Basile (1992). Lideranças indígenas: no começo das reduções jesuíticas da província do Paraguay in Pesquisas Antropologia, nº 47 (PDF). São Leopoldo: Instituto Anchietano de Pesquisas. pp. 141–142; 168–169 
  11. «História | A cidade - Prefeitura de São Francisco de Assis - RS». www.saofranciscodeassis.rs.gov.br. Consultado em 10 de fevereiro de 2023 
  12. PANIAGUA, E.R.M (2012). A construção da ordem fronteiriça: grupos de poder e estratégias eleitorais na Campanha Sul-rio-grandense (1852-1867). São Leopoldo: Universidade do Vale do Rio dos Sinos. p. 50  line feed character character in |título= at position 65 (ajuda)
  13. Paniagua, Edson Romário Monteiro (7 de dezembro de 2003). «Fronteiras, violência e criminalidade na Região Platina: o caso do município de Alegrete (1852-1864)»: 64. Consultado em 10 de fevereiro de 2023 
  14. SANGOI, D.S. (2006). “Mapeamento geoambiental da bacia hidrográfica do Arroio Inhacundá, município de São Francisco de Assis/RS (PDF). Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria. p. 35-36 
  15. Rio Grande do Sul, Governo do Estado do (n.d.). «São Francisco de Assis». Turismo no Rio Grande do Sul. Consultado em 9 de fevereiro de 2023 
  16. Porto, Valdreani de Carvalho. São Francisco de Assis - Palco de um combate em 1923, pag.74
  17. http://www.saofranciscodeassis.rs.gov.br/index.php/economia.html
  18. http://www.saofranciscodeassis.rs.gov.br/index.php/agroindustrias.html
  Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.