Abrir menu principal

Sérgio Luíz Kukina (Curitiba, 13 de julho de 1959)[1] é um magistrado brasileiro. Desde 2013 é ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ).[2]

Sérgio Kukina
Sérgio Kukina
Ministro do Superior Tribunal de Justiça
Mandato: 6 de fevereiro de 2013
até a atualidade
Nomeação por: Dilma Rousseff
Antecessor(a): Hamilton Carvalhido
Dados pessoais
Nascimento: 13 de julho de 1959 (60 anos)
Curitiba, Paraná
Alma mater: PUC-PR

CarreiraEditar

Sérgio Kukina é bacharel em Direito (1982) pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), com especialização em Ciências Penais (1992) e em Direito Contemporâneo (1993) pela mesma universidade, além de mestre em Direito (2004) pela Universidade Federal do Paraná, onde redigiu a dissertação Tutela recursal diferenciada no Estatuto da Criança e do Adolescente: uma abordagem à luz do Direito Internacional dos Direitos Humanos sob a orientação da professora Flávia Piovesan.

Tornou-se promotor de Justiça do Ministério Público do Estado do Paraná em 1984, sendo promovido a procurador de Justiça em 2002.

Em 2013, foi nomeado pela presidente da República Dilma Rousseff para o cargo de ministro do Superior Tribunal de Justiça, em vaga destinada a membro do Ministério Público, após indicação por seus pares no parquet e seleção em lista tríplice pelos ministros do STJ.

Referências

  1. «Ministro Sérgio Kukina». Superior Tribunal de Justiça. Consultado em 10 de janeiro de 2015 
  2. G1: Dilma indica procurador Sérgio Luiz Kukina para vaga de ministro no STJ
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.