Abrir menu principal

Sérgio de Deus Borges

Sérgio de Deus Borges
Bispo da Igreja Católica
Bispo de Foz do Iguaçu
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Foz do Iguaçu
Nomeação 17 de julho de 2019
Entrada solene 7 de setembro de 2019
Predecessor Dom Dirceu Vegini
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 6 de fevereiro de 1993
Alfredo Wagner
Nomeação episcopal 27 de junho de 2012
Ordenação episcopal 18 de agosto de 2012
Cornélio Procópio
por Dom Getúlio Teixeira Guimarães, S.V.D.
Lema episcopal IN HOC SIGNO VINCES
por este sinal vencerás
Brasão episcopal
BishopCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Alfredo Wagner,  Santa Catarina
4 de setembro de 1966 (53 anos)
Nacionalidade brasileiro
Funções exercidas - Bispo-auxiliar de São Paulo (2012-2019)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Sérgio de Deus Borges (Alfredo Wagner, 4 de setembro de 1966) é um bispo católico brasileiro, bispo-auxiliar da Arquidiocese de São Paulo.

BiografiaEditar

Nascido na cidade de Alfredo Wagner, morou na cidade de Londrina até 1975. De 1985 a 1987 cursou Filosofia com os Freis Capuchinhos em Ponta Grossa e os estudos Teologia no Instituto Teológico Paulo VI, em Londrina, de 1989 a 1993. Fez a faculdade de Pedagogia na Universidade Luterana do Brasil e tem especialização em gestão do ambiente escolar pela mesma Universidade. De 1997 a 2000 fez o mestrado em Direito Canônico na Pontifícia Universidade Lateranense, de Roma, e tem especialização em Direito do Matrimônio e da Família, pela Pontifícia Universidade da Santa Cruz de Roma. Está cursando o doutorado em Direito Canônico pela Pontifícia Universidade Católica de Buenos Aires.

Foi ordenado presbítero no dia 6 de fevereiro de 1993, sendo incardinado na Diocese de Cornélio Procópio onde exerceu as seguintes funções: Pároco da Paróquia São Miguel e São Francisco, de 1993 a 1997; Membro do Conselho de Presbíteros e do Colégio de Consultores, por dois períodos, de 1994 a 1997 e de 2000 a 2012; Assessor da Pastoral da Juventude de 1992 a 1995; Assessor da Pastoral do Dízimo, de 1995 a 1997; Administrador Paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, de 2001 a 2003; Assessor da Pastoral Familiar na Diocese de 2000 a 2006; Reitor do Seminário Menor Menino Deus, de 2000 a 2011; Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Jataizinho, de 2011 até a nomeação ao episcopado.

Foi professor de Direito Canônico do Instituto Teológico Paulo VI, de Londrina, de 2001 a 2004 e Diretor do mesmo Instituto, em 2003 e 2004; foi diretor do Curso de Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Campus de Londrina, de 2005 a 2007, e professor da mesma universidade, desde 2005. Foi professor e coordenador do Pontifício Instituto Superior de Direito Canônico do Rio de Janeiro, em Londrina, desde 2005.

Até a nomeação episcopal exerceu o cargo de Juiz do Tribunal Eclesiástico Interdiocesano de Londrina, desde 2001; no mesmo Tribunal, foi Vigário Judicial Adjunto, de 2003 a 2006; e Vigário Judicial, desde 2007. Desde 2011 é presidente da Sociedade Brasileira de Canonistas.

Aos 27 de junho de 2012 foi nomeado pelo Papa Bento XVI como bispo titular de Gergi e auxiliar da Arquidiocese de São Paulo.[1]

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.