Abrir menu principal
Série 1550
BSicon exTRAIN3.svg
Locomotiva da Série 1550 na Estação Ferroviária de Tunes, no Algarve.
Descrição
Propulsão Diesel-eléctrica
Fabricante Montreal Locomotive Works
Ano de fabricação 1973
Locomotivas fabricadas 20
Características
Bitola 1668 mm
Operação
Ano da saída do serviço 2012
Situação Fora de serviço

A Série 1550 (9 0 94 1 211551-3 à 9 0 94 1 211570-3) (também conhecida pela sigla do fabricante canadiano MLW), é um tipo de locomotiva que já esteve ao serviço da companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses, e da sua sucessora, Comboios de Portugal, tendo, posteriormente, todas as unidades passado para a gestão da transportadora ferroviária portuguesa CP Carga. Entraram ao serviço em 1973, e foram abatidas em 2012.[1]

Índice

HistóriaEditar

Esta série de locomotivas entrou ao serviço em 1973,[2] tendo sido retiradas de circulação e parqueadas em 2012.[1]

CaracterizaçãoEditar

Descrição técnicaEditar

Esta Série é composta por 20 locomotivas diesel-eléctricas de linha do tipo MX-620 da Montreal Locomotive Works, com uma velocidade máxima de 120 quilómetros por hora; podiam exercer até 1251 kW de potência e 238 kN de esforço de tracção no arranque, e apresentavam os rodados na disposição Co'Co'.[2][1] A transmissão era eléctrica, operavam na bitola de 1668 mm, e tinham um peso em ordem de marcha de 89,7 t; as rodas, quando novas, apresentavam um diâmetro de 1016 mm.[2] Cada locomotiva possuía um motor a gasóleo do tipo 251 C 3 da American Locomotive Company, e 6 motores de tracção, de corrente contínua, do tipo 761 da General Electric.[2]

ServiçosEditar

Asseguraram, durante vários anos, o transporte de passageiros e mercadorias; na Linha da Beira Alta, por exemplo, rebocaram os serviços Intercidades em 1990,[3] Regionais entre Vilar Formoso e Guarda, em finais de 1991, ou o InterRegional entre Lisboa e Guarda, em 1992.[4] Também foram destacadas para a Linha da Beira Baixa, devido ao facto de serem mais propícias às difíceis condições deste caminho de ferro, tendo assegurado serviços como as composições de mercadorias colector-repartidor, em 1991, ou os Regionais e Intercidades de passageiros entre Covilhã e Lisboa.[5]

As locomotivas desta série estavam, em 1994, afectas ao Grupo Oficinal de Figueira da Foz,[4] e às oficinas na Estação Ferroviária do Entroncamento.[5]

Ficha técnicaEditar

 
Locomotiva 1562, a rebocar um comboio de mercadorias junto a Alcácer do Sal, em 2008.
  • Informações diversas:
  • Características gerais
    • Tipo da locomotiva (construtor): MX-620[2]
    • Peso em ordem de marcha: 89,7 t[2]
    • Potência nominal (rodas): 1251 kW[2]
    • Esforço de tracção no arranque: 238 kN[2]
    • Disposição dos rodados: Co'Co'[1][2]
  • Características de funcionamento
    • Velocidade máxima: 120 km/h[1][2]
  • Motor principal
  • Motor de tracção

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d e f g h i j «CP withdrawn locomotives» (em inglês). Railfaneurope. 8 de Junho de 2012. Consultado em 12 de Julho de 2012 
  2. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v «Série: 1550 (1551-1570)». Comboios de Portugal. Consultado em 12 de Julho de 2012 
  3. «Concurso Fotografico». Madrid: Resistor, S. A. Maquetren (em espanhol). 2 (14). 37 páginas 1993 
  4. a b «Beira alta, Beira baja y los Ramales de Cáceres y Badajoz (I)». Madrid: A. G. B., s. l. Maquetren (em espanhol). 3 (26): 45, 50 1994 
  5. a b «Beira alta, Beira baja y los Ramales de Cáceres y Badajoz (II)». Maquetren (em espanhol). 3 (30): 6, 8. 1994 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre as locomotivas da Série 1550

Ligações externasEditar