Abrir menu principal
Série 2240
.
Automotora 2260, a realizar um comboio Regional no Pinhal Novo, em 2008.
Descrição
Propulsão Electrica
Fabricante Sorefame / Alstom (Após renovação)
Ano de fabricação 1970 a 1984 (como 2100/2150/2200)
Características
Bitola 1668 mm
Método de eletrificação Catenária
Tensão 25 kV a 50 Hz
Tipo de captação de energia Pantógrafo
Tração múltipla 3
Performance
Velocidade máxima 120 Km/h
Itens de segurança CONVEL
Operação
Classe designada na ferrovia UTE
Número de locomotivas na classe 57
Número de matrícula 90 94 5 002241 a 90 94 5 002297 (reboque-piloto 1)

90 94 9 172241 a 90 94 9 172297 (motora) 90 94 5 882241 a 90 94 5 882297 (reboque-piloto 2)

Apelidos Lilis ou Silícios
Ano da entrada em serviço 2004
Ano de restauração 2003 a 2005
Proprietário atual CP Comboios de Portugal
Situação Operacional

A Série 2240 (2241-2297) é uma família de automotoras, que é utilizada pela operadora Comboios de Portugal nos serviços Regionais e Urbanos.[1] Entre 2011[2] e 2018,[3] estas automotoras também asseguraram os Intercidades da Beira Baixa (LisboaCovilhã); nesse serviço específico, estas automotoras sempre tiveram uma muito má receção por parte dos passageiros, pois eram menos confortáveis e mais lentas que as composições formadas por locomotiva e carruagens normalmente usadas nos serviços Intercidades.[4][5][6][7]

Esta Série entrou ao serviço entre 2004 e 2005 e foi criada a partir da modernização das automotoras das séries 2100 e 2200 da CP, que por sua vez entraram ao serviço nas décadas de 1970 e 1980.[8]

Automotora 2279, com esquema de cores amarelo, na Estação de Granja, em 2008.

HistóriaEditar

Estas automotoras foram criadas a partir da modernização das séries 2100 e 2200.[1] O processo de modernização decorreu entre 2003[9] e 2005[10], tendo a nova série entrado ao serviço entre 2004 e 2005.[8]

Em Setembro de 2009, foi reaberto o serviço Regional de passageiros entre Setil e Coruche, na Linha de Vendas Novas, utilizando estas automotoras.[11] Estes serviços foram encerrados em 1 de Outubro de 2011, devido à reduzida procura.[12]

Em 24 de Julho de 2011, aquando da reabertura da Linha do Alentejo após obras de modernização, estava prevista a introdução das automotoras desta série, após serem remodeladas, nos comboios Intercidades, mas a operadora Comboios de Portugal decidiu colocar composições rebocadas por locomotivas da Série 5600 a fazer estes serviços.[13]

Em Outubro do mesmo ano, estava prevista a sua instalação na Linha da Beira Baixa, para substituir as locomotivas da Série 5600 com carruagens nos serviços Intercidades entre Lisboa e Covilhã; para este efeito, o interior de algumas das automotoras foi remodelado, de forma a oferecer um nível de conforto semelhante ao que era prestado nas carruagens.[2] As automotoras entraram ao serviço no dia 1 de Novembro[14], mas esta alteração gerou várias reclamações por parte dos passageiros, que consideraram que a qualidade do serviço tinha diminuído.[15][6][16][17] Uma das queixas mais comuns foi a falta de cortinas nas janelas.[14] Apesar destas reclamações, o Ministério da Economia declarou, em Maio de 2012, que as automotoras eram adequadas para os serviços Intercidades, e que tinham condições de comodidade para os passageiros, devido principalmente às modificações operadas em 2011, que vieram trazer mais conforto e melhores acessos para pessoas com mobilidade reduzida.[9][18] Nesse mês, uma das automotoras foi temporariamente retirada do serviço activo para manutenção, tendo sido substituída por uma composição de locomotiva e carruagens, medida que foi aplaudida pelos passageiros.[19]

Em julho de 2013 passaram a realizar os serviços suburbanos na Linha do Sado, cinco anos depois da eletrificação da linha e da entrada em funcionamento das automotoras da série 2300 e da série 2400 da CP. No mesmo ano encontravam-se a efetuar alguns comboios na Linha da Azambuja, no percurso Lisboa-Santa Apolónia - Castanheira do Ribatejo, sem contudo se registarem alterações nos horários.

CaracterizaçãoEditar

 
Interior da automotora 2280, em 2009.

Esta série é composta por 57 automotoras[8], em composição de Unidade Tripla Eléctrica, que realizam serviços regionais[1] e Intercidades da operadora Comboios de Portugal.[6] Podem atingir uma velocidade máxima de 120 quilómetros por hora[8], dispõem de uma potência de 1281 kW, e apresentam um esforço de tracção de 117 kN.[1]

Funcionam a tracção eléctrica, e o tipo de transmissão utilizado é eléctrico assíncrono.[8] O tipo de tensão é de 25 kV 50 Hz.[1]

Ficha técnicaEditar

  • Características de exploração
    • Natureza do serviço: Regional[1] e Urbanos
    • Entrada ao serviço: 2004-2005[1]
    • Número de unidades: 57 (2241-2297)[8]
    • Velocidade máxima: 120 km/h[1][8]
    • Tipo de composição: Unidade Tripla Eléctrica[1]
    • Potência: 1281 kW[1]
    • Esforço de tracção: 117 kN[1]
    • Tipo de tracção: Eléctrica[1][8]
    • Tipo de tensão: 25 kV 50 Hz[1]
    • Transmissão
      • Tipo: Eléctrica assíncrona[8]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m «CP UVIR long-distance passenger locomotives and trainsets» (em inglês). Railfaneurope. 31 de Março de 2012. Consultado em 6 de Junho de 2012 
  2. a b FERREIRA, Leandro (12 de Outubro de 2011). «CP introduz UTE 2240 nos Intercidades da Beira Baixa». Transportes XXI. Consultado em 6 de Junho de 2012 
  3. «Novos intercidades na Linha da Beira Baixa reduzem tempo de viagem Lisboa-Covilhã». Diário de Notícias. 19 de novembro de 2018. Consultado em 11 de fevereiro de 2018 
  4. «Viajar na Linha da Beira Baixa: diz que é uma espécie de Intercidades». i. 16 de novembro de 2011. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  5. «Utentes da Beira Baixa descontentes com "novos" comboios». Urbi et Orbi. 7 de dezembro de 2011. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  6. a b c «CP baixa alguns bilhetes do serviço Intercidades na Beira Baixa». Público. 30 de Maio de 2012. Consultado em 6 de Junho de 2012 
  7. Canotilho, Catarina (12 de dezembro de 2018). «Sorrisos voltam à Beira Baixa com o "velho" Intercidades». Jornal do Fundão. Consultado em 11 de fevereiro de 2019 
  8. a b c d e f g h i «Série: 2241-2297». Comboios de Portugal. Consultado em 4 de Dezembro de 2014 
  9. a b CARREGA, João (9 de Maio de 2012). «Ministério dá aval a automotoras, os utentes estão contra». Jornal Reconquista. Consultado em 6 de Junho de 2012. Arquivado do original em 6 de outubro de 2014  |urlmorta= e |datali= redundantes (ajuda)
  10. REIS et al, 2006:162
  11. FERREIRA, Leandro (6 de Setembro de 2009). «Coruche recebe serviço de passageiros». Transportes XXI. Consultado em 6 de Junho de 2012 
  12. «A partir de 01 de Outubro - Supressão do serviço ferroviário entre Setil e Coruche». Comboios de Portugal. 1 de Setembro de 2011. Consultado em 6 de Junho de 2012 [ligação inativa] 
  13. NUNES, Rui (27 de Julho de 2011). «Ligação a Évora e Beja retomada». Transportes XXI. Consultado em 6 de Junho de 2012 
  14. a b «Intercidades: CP corta preços na Beira Baixa». Agência Financeira. 11 de Maio de 2012. Consultado em 6 de Junho de 2012 [ligação inativa]
  15. «Comboios: JS acusa CP de má qualidade no Intercidades». Jornal Reconquista. 22 de Maio de 2012. Consultado em 6 de Junho de 2012 [ligação inativa] [ligação inativa]
  16. «Comboios: CP baixa alguns bilhetes das automotoras Intercidades na Beira Baixa». Visão. 30 de Maio de 2012. Consultado em 6 de Junho de 2012 
  17. «CP baixa preços do Intercidades na Beira Baixa». Boas Notícias. 14 de Maio de 2012. Consultado em 6 de Junho de 2012 [ligação inativa] 
  18. «Deputada vai endereçar queixas de passageiros ao Governo». Gazeta do Interior. 9 de Maio de 2012. Consultado em 6 de Junho de 2012. Arquivado do original em 4 de junho de 2012 
  19. «Carruagens e locomotiva voltam a fazer ligação Intercidades em Castelo Branco». Diário As Beiras. 15 de Maio de 2012. Consultado em 6 de Junho de 2012 

BibliografiaEditar

  • REIS, Francisco ; GOMES, Rosa; Gomes, Gilberto; et al. (2006). Os Caminhos de Ferro Portugueses 1856-2006. [S.l.]: CP-Comboios de Portugal e Público-Comunicação Social S. A. 238 páginas. ISBN 989-619-078-X 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre as automotoras da Série 2240

Ligações externasEditar