Abrir menu principal

Sérvio Cornélio Dolabela Petroniano

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o cônsul em 86. Para o cônsul em 113 e seu filho, veja Sérvio Cornélio Dolabela Metiliano Pompeu Marcelo.
Sérvio Cornélio Dolabela Petroniano
Cônsul do Império Romano
Consulado 86 d.C.

Sérvio Cornélio Dolabela Petroniano (em latim: Servius Cornelius Dolabella Petronianus) foi um senador romano da gente Cornélia eleito cônsul em 86 com o imperador Domiciano[1][2][3][4][nota 1]. Era filho de Públio Cornélio Dolabela, cônsul em 55[7].

CarreiraEditar

Era filho de Petrônia, ex-esposa de Aulo Vitélio, o futuro imperador, e Cneu Cornélio Dolabela, irmão de Públio Cornélio Dolabela, cônsul em 55[5][8][9], filho adotivo e sucessor de Galba e que foi executado por ordem Vitélio assim que chegou ao trono em 69[6][10]. Alguns estudiosos afirmam que ele era o pai de Sérvio Cornélio Dolabela Metiliano Pompeu Marcelo, cônsul sufecto em 113, uma vez que o pai dele era "Sérvio". Esta mesma filiação também indica que seu avô e bisavô se chamavam Públio[4][8]. Em 86, o mesmo ano de seu consulado, foi admitido entre os irmãos arvais[2].

Ver tambémEditar

NotasEditar

  1. Este Petroniano não deve ser confundido com o filho de Vitélio e Petrônia, condenado à morte pelo pai acusado de tentativa de parricídio[5][6].

Referências

  1. CIL VI, 815, Roma (Itália); CIL XVI, 32, Tebas (Egito)
  2. a b CIL VI, 2064, Roma (Itália)
  3. Paul Gallivan, "The Fasti for A. D. 70-96", Classical Quarterly, 31 (1981), pp. 190, 216
  4. a b PIR2
  5. a b Suetônio, Vidas dos Doze Césares, Vida de Vitélio VI
  6. a b Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology, vol. I, p. 1060 (Cornelius Dolabella, No. 11); vol. III, p. 215 (Petronia).
  7. Tansey, "The Perils of Prosopography: The Case of the Cornelii Dolabellae", Zeitschrift für Papyrologie und Epigraphik, 130 (2000), pp. 265-271
  8. a b PIR, vol. I, nos. 1090, 1095, 1096.
  9. Grainger, p. 68.
  10. Tácito, Histórias I. 88, II. 63, 64.

BibliografiaEditar