Abrir menu principal

José Manuel Sérvulo Correia

político português
(Redirecionado de Sérvulo Correia)
José Manuel Sérvulo Correia
Nascimento 30 de dezembro de 1937 (81 anos)
Angra do Heroísmo
Cidadania Portugal
Alma mater Universidade de Lisboa
Ocupação professor, político
Prêmios Grã-Cruz da Ordem do Infante Dom Henrique, Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública

José Manuel Ribeiro Sérvulo Correia GCIHGCIP (Angra do Heroísmo, 30 de dezembro de 1937) é um advogado, professor universitário e jurisconsulto português.

BiografiaEditar

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em 1959, iniciou-se na advocacia após a licenciatura. Foi admitido na Ordem dos Advogados Portugueses em 1962, após estagiar junto de Heliodoro Caldeira.

Nos anos 1980, foi cofundador da sociedade de advogados Sérvulo Correia & Associados, atualmente com a denominação Sérvulo.

Conciliou a advocacia com a carreira de docente universitário, na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa — diplomando-se no Curso Complementar de Ciências Político-Económicas, em 1968, com um estudo intitulado Teoria da relação jurídica de seguro social, foi contratado para assistente em 1969.

Viria a doutorar-se em Ciências Jurídico-Políticas em 1987, com a tese Legalidade e autonomia contratual nos contratos administrativos.

Em 2006, prestou provas de agregação com o estudo O direito de manifestação: âmbito de protecção e restrições[1] e chegou a professor catedrático.

Jubilado desde 2007, lecionou a última aula em 9 de maio de 2008, na qual evocou os seus mestres, a família e a memória da guerra colonial.

Foi ainda professor convidado nas Faculdades de Direito da Universidade de Panthéon-Assas, em 1994, e da Universidade de Panthéon-Sorbonne, em 1996.

É, no campo do direito público, um dos principais doutrinários portugueses de direito administrativo da Escola de Lisboa da segunda metade do século XX, formado na escola de Marcello Caetano e que tem como condiscípulos os também administrativistas André Gonçalves Pereira ou Diogo Freitas do Amaral.

Enquanto árbitro, é membro do Tribunal Permanente de Arbitragem, em Haia, e do Conselho do Centro de Arbitragem da Associação Comercial de Lisboa, desde 2005. Também integrou o Conselho Superior da Ordem dos Advogados, de 2005 a 2007.

Atividade políticaEditar

Um dos primeiros militantes do Partido Social Democrata, ao qual aderiu logo após a Revolução de 25 de Abril de 1974, integrou o VI Governo Provisório, de José Pinheiro de Azevedo, como Secretário de Estado da Emigração, em 1976.

Entre 1976 e 1979, foi deputado à Assembleia da República, onde exerceu funções como vice-presidente do Grupo Parlamentar do PSD e presidente da Comissão Parlamentar de Saúde e Segurança Social.

Depois de exercer o cargo de secretário-geral do PSD, em 1978, abandonou o partido na cisão que deu origem à Acção Social Democrata Independente, em 1979, acompanhando, entre outros, Joaquim Magalhães Mota e António de Sousa Franco.

CondecoraçõesEditar

Recebeu a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique a 6 de junho de 2008 e a Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública a 7 de fevereiro de 2018.[2]

FamíliaEditar

Filho do antigo reitor do Liceu Camões Joaquim Sérvulo Correia (Comendador da Ordem da Instrução Pública a 10 de dezembro de 1959[3]) e de sua mulher Alda Maria de Quadros Ribeiro e irmão de Joaquim Eduardo Ribeiro Sérvulo Correia.

Principais obras publicadasEditar

  • O direito de manifestação: âmbito de protecção e restrições, Lisboa, 2006 (Tese de habilitação ao título de professor agregado).
  • O incumprimento do dever de decidir, in Estudos jurídicos e económicos em homenagem ao Prof. Doutor António de Sousa Franco, Lisboa, 2006.
  • Inexistência e insuficiência de notificação do acto administrativo, in Estudos em homenagem ao Professor Doutor Marcello Caetano no centenário do seu nascimento, Lisboa, Vol. 1, 2006.
  • A execução das sentenças proferidas em recurso contencioso pelo Tribunal Administrativo de Moçambique, in Homenagem ao Prof. Doutor André Gonçalves Pereira, Coimbra, 2006.
  • Direito do contencioso administrativo, Lisboa, LEX, 2005.
  • Estudos de direito processual administrativo (co-autor com Rui Medeiros e Bernardo Diniz de Ayala), Lisboa, 2002.
  • Oração de sapiência in Revista da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, vol. 38, n.º 2, 1997.
  • Legalidade e autonomia contratual nos contratos administrativos, Lisboa, 1987 (Tese de doutoramento em Ciências Jurídico-Políticas)
  • Noções de direito administrativo, Lisboa, Danúbio, 1982.
  • Contrato administrativo, Coimbra, Of. Atlântida Ed., 1972.
  • Teoria da relação jurídica de seguro social, Lisboa, 1968 (Dissertação do curso complementar de ciências político-económicas).

Referências

  1. «Sensagest». dicionario.sensagent.com 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "José Manuel Sérvulo Correia". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 6 de abril de 2018 
  3. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Joaquim Sérvulo Correia". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 16 de fevereiro de 2016