Sítio do Quinto

município do Estado da Bahia, Brasil

Sítio do Quinto é um município brasileiro do estado da Bahia, localizado na região semiárida, próximo a Antas e Coronel João Sá.

Sítio do Quinto
  Município do Brasil  
Do topo, em sentido horário: Praça Eliane Pimentel na entrada da cidade; Romaria da Santa Cruz do Serrote; Festa do Padroeiro Santo Antônio; Paróquia Santo Antônio de Pádua; Vista da Romaria da Santa Cruz do Serrote e Avenida Antônio Marques do Nascimento.
Do topo, em sentido horário: Praça Eliane Pimentel na entrada da cidade; Romaria da Santa Cruz do Serrote; Festa do Padroeiro Santo Antônio; Paróquia Santo Antônio de Pádua; Vista da Romaria da Santa Cruz do Serrote e Avenida Antônio Marques do Nascimento.
Do topo, em sentido horário: Praça Eliane Pimentel na entrada da cidade; Romaria da Santa Cruz do Serrote; Festa do Padroeiro Santo Antônio; Paróquia Santo Antônio de Pádua; Vista da Romaria da Santa Cruz do Serrote e Avenida Antônio Marques do Nascimento.
Símbolos
Bandeira de Sítio do Quinto
Bandeira
Brasão de armas de Sítio do Quinto
Brasão de armas
Hino
Gentílico sitio-quintense
Localização
Localização de Sítio do Quinto na Bahia
Localização de Sítio do Quinto na Bahia
Localização de Sítio do Quinto na Bahia
Sítio do Quinto está localizado em: Brasil
Sítio do Quinto
Localização de Sítio do Quinto no Brasil
Mapa
Mapa de Sítio do Quinto
Coordenadas 10° 21' S 38° 13' 01" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Antas, Jeremoabo, Coronel João Sá, Adustina e Novo Triunfo
Distância até a capital 405 km
História
Fundação 13 de junho de 1989 (35 anos)
Administração
Prefeito(a) Jair Jesus dos Santos (PSD, 2021–2024)
Características geográficas
Área total [1] 651,958 km²
População total (Censo de 2022) [2] 14 773 hab.
 • Posição (BA: 237º· (NE: 826°· (BR: 2229º) (2022)[3]
Densidade 22,7 hab./km²
Clima Sub-úmido a seco e semiárido
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,533 baixo
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 45 086,362 mil
PIB per capita (IBGE/2010[5]) R$ 6 890,61
Sítio sitiodoquinto.ba.gov.br (Prefeitura)

De acordo com o Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua população é de 14 773 habitantes.[6]

História

editar

Com presença marcante dos povos indígenas no passado, a ocupação contemporânea do município teria começado no ano de 1905, quando um ex-escravo alforriado conhecido por todos como "Velho Quinto" construiu sua primeira casa. Diante desta grande conquista, o Velho Quinto teve a ideia de criar um pequeno sítio onde ele produziria o seu sustento. Através de seu trabalho, a região começou a ser conhecida por todos e doze anos depois, em 1917, outros moradores foram se aproximando e construindo novas casas. O sítio do Velho Quinto prosperou na produção de produtos agropecuários típicos da região. Com o aumento da demanda pelo consumo de seus produtos, o Velho Quinto abriu uma bar ("bodega") onde eram vendidos diversos produtos de primeira necessidade: sal, açúcar, café, fumo, gás, óleo, farinha, feijão e outros.[7]

De acordo com essa história oral, a pequena mercearia do Velho Quinto continuou a prosperar e era muito comum as donas de casa e moradores da região dizerem: "-Vou lá no Sítio do Velho Quinto comprar açúcar, farinha, gás...". Foi daí que o nosso nome surgiu: Sítio do Quinto. Devido ao grande sucesso de sua pequena "bodega" e do seu sítio, o ex-escravo devoto de Santo Antônio de Pádua, por volta do ano de 1918 convidou o Padre Eutímio, da Paróquia de Jeremoabo, para celebrar a primeira Santa Missa da região. Diversos moradores dos municípios circunvizinhos começaram a se deslocar para as terras onde se encontravam o sítio do Velho Quinto, sendo formado o povoado. Tradicionalmente, devido a sua fundação e seu fundador devoto do Santo Casamenteiro, a Trezena de Santo Antônio é comemorada até hoje e já virou tradição entre os moradores.[7]

Em 1954, Sítio do Quinto passou de povoado para 1º Distrito de Jeremoabo. No mesmo ano é criado o 1º Cartório de Registro Civil, tendo como tabelião o Srº Antônio Ramiro de Carvalho, conhecido entre os populares como "Tonhão". Seria neste mesmo período que foi criada a 1ª Sub-Delegacia de Polícia Civil, sendo o 1º Sub-Delegado o Srº João Francisco da Silva, conhecido na época como "João de Dona".[7]

Em 1958, o agora distrito elegeu os seus primeiros vereadores: João José do Nascimento, representando o Partido Político União Democrática Nacional (UDN) e José Januário, conhecido como "Zeca de Nel", representando o PSD. Em 1990, foi empossado o 1º Presidente da Câmara de Vereadores, o Srº José Virgílio de Carvalho.[7]

Emancipação

editar

Em 1978, um grupo de moradores da comunidade iniciou a mobilização política pelo desmembramento de Sítio do Quinto em relação ao município de Jeremoabo.[7]

Após No dia 14 de maio de 1989, foi realizado o plebiscito, no qual mais de 95% do eleitorado voltou a favor da emancipação política de Sítio Quinto. Em 13 de Junho de 1989, a criação do Município de Sítio do Quinto foi publicada no Diário Oficial, através da Lei Nº 5.001/1989[8] tendo a garantia promocional da localidade como município. A lei foi sancionada pelo então Governador da BA, Nilo Coelho do MDB. A emancipação coincidiu com a data do Padroeiro Santo Antônio de Pádua.[7]

Imagem

editar

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Cidades e Estados». IBGE. 28 de junho de 2023. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  3. «População de Sítio do Quinto (BA) é de 14.773 pessoas, aponta o Censo do IBGE». g1. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «POPULAÇÃO». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 23 de abril de 2018 
  7. a b c d e f «Visão Geral». https://www.sitiodoquinto.ba.gov.br/Handler.ashx?f=diario&query=96&c=757&m=0. [1]. Sitiodoquinto. 5 de janeiro de 2017. Consultado em 2 de maio de 2023 
  8. «Lei 5001/89 | Lei nº 5.001 de 13 de junho de 1989, Governo do Estado da Bahia». Jusbrasil. Consultado em 18 de abril de 2018 
  Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.