Abrir menu principal

A SOMAFEL - Engenharia e Obras Ferrovárias, S.A., mais conhecida pela denominação SOMAFEL, é uma empresa portuguesa de engenharia e construção ferroviária.

CaracterizaçãoEditar

A SOMAFEL caracteriza-se como uma sociedade anónima, com sede em Porto Salvo[1], cuja principal actividade se prende com a construção, renovação e manutenção de infra-estruturas ferroviárias[2], e a edificação de diversas estruturas necessárias às actividades ferroviárias, mas que não se enquadram directamente neste ramo, como terraplanagens, drenagens, muros, entre outras[3].

Evolução históricaEditar

Constituída em 1956 por Diogo Pereira Coutinho, iniciou as suas actividades no ramo da construção ferroviária na Década de 1960, em Angola e no Metropolitano de Lisboa. Em 1992, o seu capital foi totalmente adquirido pelas empresas Teixeira Duarte - Engenharia e Construção, S.A., e Soares da Costa, SGPS S.A.[4]. Em 2002, iniciou o seu primeiro projecto em Marrocos[5].

Projectos concluídosEditar

Construção de infra-estruturas ferroviárias

Renovação, conservação e manutenção de vias ferroviárias

 
Estação Ferroviária de Campolide, início da Linha do Sul.
  • Renovação integral de via da rede Ferroviária Portuguesa, num total de 1600 quilómetros (1970 - 1975)
  • Renovação integral de 538 km da Linha Férrea Nacala - Cuamba (Moçambique, 1984- 1993)
  • Renovação de vários troços de via, na Linha da Beira Alta (1994)
  • Renovação da Linha de Leixões (1995)
  • Renovação e modernização de vários troços da Linha do Norte, em consórcio (1999 - 2005)
  • Renovação e modernização de vários troços da Linha do Sul (2002 - 2004)
  • Conservação mecânica pesada da Rede Ferroviária Nacional desde 1974 (abrange cerca de 500 quilómetros por ano)
  • Conservação plurianual da Linha da Beira Alta, em regime de disponibilidade permanente da infra-estrutura (1999 - 2004)
  • Rebalastragem de diversos troços da Linha do Oeste (2000 - 2002)
  • Rebalastragem de vários troços da Linha do Norte (1994 - 1996)
  • Reabilitação do Túnel do Rossio (Lisboa, 2005 - 2006)[6]

Construção e manutenção de metropolitanos ligeiros e pesados

  • Construção de vários troços do Metropolitano de Lisboa (desde 1966)
  • Balastragem e betonagem de vias no Metro do Porto
  • Construção do Parque de Material Circulante do Metro do Porto em Guifões
  • Construção de via do Metro Sul do Tejo, em consórcio (projecto em curso)

Projectos especiais

Referências

  1. «Dados da SOMAFEL». Infoempresas. Consultado em 10 de Outubro de 2009 
  2. «VIA FÉRREA». SOMAFEL. 2005. Consultado em 10 de Outubro de 2009. Arquivado do original em 3 de fevereiro de 2010 
  3. «CONSTRUÇÃO CIVIL». SOMAFEL. 2005. Consultado em 10 de Outubro de 2009. Arquivado do original em 3 de agosto de 2010 
  4. «HISTÓRIA». SOMAFEL. 2005. Consultado em 11 de Outubro de 2009. Arquivado do original em 3 de agosto de 2010 
  5. «INTERNACIONAL». SOMAFEL. 2005. Consultado em 11 de Outubro de 2009. Arquivado do original em 3 de agosto de 2010 
  6. «Obra do túnel do Rossio orçada em 31 milhões». Jornal de Notícias. 28 de Junho de 2005. Consultado em 11 de Outubro de 2009 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.