Abrir menu principal

Rodovia dos Bandeirantes

rodovia do estado de São Paulo, Brasil
(Redirecionado de SP-348)
Disambig grey.svg Nota: Para outras acepções de Bandeirantes, veja Bandeirantes (desambiguação).
Rodovia dos Bandeirantes
Identificador  SP-348 
Nomes anteriores Via Norte
Inauguração 1978 (São Paulo-Campinas)
2001 (Campinas-Cordeirópolis)
Legislação decreto estadual nº 11.555
Extensão 173 km (107 mi)
Extremos
 • sul:
 • norte:

Ponte Ulysses Guimarães em Pirituba, São Paulo, SP
Rodovia Anhanguera em Cordeirópolis, SP
Trecho da SP-348.png SP-348
Interseções SP-015.svg Marginal Tietê
SP-021.png Rodoanel
SP-330.png Anhanguera
SP-300.png Dom Gabriel
SP-.png Joaquim B. Neto
SP-083.svg Anel Viário Magalhães Teixeira
SP-075.svg Santos Dumont
SP-.png Adalberto Panzan (apenas no sentido norte)
SP-101.svg Francisco Aguirra Proença
SP-.png Sumaré-Monte Mor
SP-304.pngLuiz de Queiroz
SP-147.svg Laércio Corte
SP-310.svg Washington Luís
SP-330.png Anhanguera
Concessionária CCR AutoBan
sul
< Marginal Tietê
SP-348.png
SP-348
norte
Rodovia Anhanguera >
Rodovias Estaduais de São Paulo
Parte do Sistema Anhangüera-Bandeirantes

A Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) é uma rodovia do estado de São Paulo, Brasil. Ela é considerada uma das mais bem conservadas rodovias do país, classificando-se na primeira posição do ranking elaborado através de pesquisa rodoviária de 2013, realizada pela Confederação Nacional do Transporte.[1]

Possui grande importância comercial pois, em conjunto com o Rodoanel Mário Covas e a Rodovia Anchieta, atua como elo entre dois dos maiores pólos de importação e exportação do país: o Aeroporto Internacional de Viracopos e o Porto de Santos. É também junto com a Rodovia Anhanguera o maior corredor financeiro do país, pois liga as duas regiões metropolitanas mais ricas do estado, e do Brasil. Além disso, possui importância turística, pois às suas margens estão instalados dois dos maiores parques temáticos do Brasil: O Hopi-Hari e o Wet'n Wild.

A Rodovia dos Bandeirantes é considerada por muitos a melhor rodovia do Brasil, fazendo a ligação entre importantes municípios paulistas como São Paulo, Caieiras, Cajamar,Franco da Rocha Jundiaí, Itupeva, Valinhos, Campinas, Hortolândia, Sumaré, Santa Bárbara d'Oeste, Limeira e Cordeirópolis. Apresenta ainda, vários postos de Serviços, como o Lago Azul, Frango Assado e da Rede Graal.

Índice

HistóricoEditar

 
Trecho final da rodovia no município de São Paulo com o monumento símbolo da via.

A Rodovia dos Bandeirantes foi inaugurada em 28 de outubro de 1978, pelo então presidente Ernesto Geisel e pelo governador Paulo Egídio Martins. O seu nome é uma homenagem aos bandeirantes que desbravaram o interior do Brasil a partir do litoral no Estado de São Paulo, justamente na mesma rota em que hoje encontra-se a via.

Quando a capacidade máxima de tráfego da Via Anhanguera foi atingida, por volta de 1960, o governo do estado decidiu construir outra rodovia com capacidade muito maior. Construída a partir de um projeto moderno (sendo uma das primeiras rodovias do país com três faixas em cada sentido; atualmente são cinco de São Paulo até Jundiaí). A rodovia liga o município de São Paulo ao município de Cordeirópolis.

Em maio de 1998, o então governador do estado de São Paulo, Mário Covas, em uma série de privatizações, transferiu a administração da rodovia para a empresa AutoBAn, da CCR. Na administração dessa empresa, a rodovia foi modernizada e estendida até o município de Cordeirópolis, num trecho adicional de 78 km, com acesso no km 168 a Rodovia Washington Luís para São Carlos e São José do Rio Preto, e com acesso no km 173 a Via Anhanguera para Araras e Ribeirão Preto.

Ampliação da capacidade: implantação da quinta faixaEditar

 
Painel rodoviário instalado na pista norte, em Jundiaí.

A Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), uma autarquia do Governo do Estado de São Paulo, anunciara em março de 2013 um novo investimento na rodovia, a execução obras com início previsto para o mês de maio do mesmo ano. Segundo o informe, será implantada a quinta faixa de rolamento do km 16 ao km 47 — trecho entre a capital São Paulo e a cidade de Jundiaí, no interior paulista — em um total de 62 quilômetros (sendo 31 em cada sentido).

O investimento aumentará a capacidade de tráfego na Rodovia dos Bandeirantes em 25%, em um trecho onde circulam por dia até 126 mil veículos. A conclusão das obras é prevista para abril de 2014, com um custo orçado em 87 milhões de reais.[2]

Sistema Anhanguera-BandeirantesEditar

Em conjunto com a Rodovia Anhanguera, que possui traçado semelhante à Rod. dos Bandeirantes, forma-se o chamado Sistema Anhanguera-Bandeirantes, hoje administrado pela concessionária AutoBAn. Assim, por quaisquer das duas rodovias, o usuário paga as mesmas tarifas de pedágio, tem direito aos mesmos serviços de apoio e acessos intercalados à rodovia congruente. Assim, a pessoa que fará uma viagem de São Paulo à Limeira, pode optar seguir o trajeto integral na Rodovia dos Bandeirantes, na Rodovia Anhanguera ou parte em cada uma.

A concessionária AutoBan tem o hábito de restringir a circulação de caminhões entre os km 47 ao 11 (trecho de serra) da Rodovia dos Bandeirantes em domingos e feriados, das 14:00 às 22:00, obrigando tais veículos a seguir viagem pela Via Anhanguera.

O acesso à Rodovia Anhanguera pode ser feito nos seguintes trevos:

TrajetoEditar

O trajeto da Rodovia dos Bandeirantes cruza os seguintes municípios, todos no estado de São Paulo:

Km Município Região
13 São Paulo Região Metropolitana de São Paulo
23 Caieiras
- Cajamar
- Franco da Rocha
59 Jundiaí Aglomeração Urbana de Jundiaí
- Louveira
72 Itupeva
87 Campinas Região Metropolitana de Campinas
103 Hortolândia
114 Sumaré
134 Santa Bárbara D'Oeste
155 Limeira Aglomeração Urbana de Piracicaba
- Cordeirópolis

Os municípios em itálico, embora sejam pontos de passagem, não possuem acesso direto para a rodovia.

TraçadoEditar

 
Rodovia próxima à São Paulo.
 
Trecho da Rodovia dos Bandeirantes em Santa Bárbara d'Oeste.
 
Trecho da Rodovia dos Bandeirantes em Campinas/Itupeva.
 
Rodovia dos Bandeirantes, sentido Capital-Interior do Estado de São Paulo, na altura do trecho de Campinas.

Localização das praças de pedágiosEditar

 
Uma das praças de pedágio da rodovia.


Pedágio km Sentido Município Geocoordenadas
1A (Praça Caieiras) 36 Sul Caieiras 23°20'50.03"S 46°48'47.66"W
1B (Praça Campo Limpo) 39 Norte Franco da Rocha 23°19'22.49"S 46°49'23.62"W
2 (Praça Itupeva) 77 Norte/Sul Itupeva 23°03'28.53"S 47°02'40.73"W
3 (Praça Sumaré) 115 Norte/Sul Sumaré 22°51'27.13"S 47°18'02.17"W
4 (Praça Limeira) 159 Norte/Sul Limeira 22°33'20.71"S 47°27'37.89"W

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar