Abrir menu principal
STS-41-G
STS-41G Patch.svg
Informações da missão
Operadora NASA
Ônibus espacial Challenger
Astronautas Robert Crippen
Jon McBride
Kathryn Sullivan
Sally Ride
David Leestma
Paul Scully-Power
Marc Garneau
Base de lançamento Plataforma 39A, Centro
Espacial John F. Kennedy
Lançamento 5 de outubro de 1984
11h03min00s UTC
Cabo Canaveral, Flórida,
Estados Unidos
Aterrissagem 13 de outubro de 1984
16h26min33s UTC
Centro Espacial John F.
Kennedy
, Cabo Canaveral,
Flórida, Estados Unidos
Órbitas 133
Duração 8 dias, 5 horas, 23 minutos,
33 segundos
Altitude orbital 391 quilômetros
Inclinação orbital 57 graus
Distância percorrida 5 293 847 quilômetros
Imagem da tripulação
Atrás: Scully-Power, Crippen e Garneau Frente: McBride, Ride, Sullivan e Leestma
Atrás: Scully-Power, Crippen e Garneau
Frente: McBride, Ride, Sullivan e Leestma
Navegação
STS-41-D
STS-51-A

STS 41-G foi a décima-terceira missão de um ônibus espacial e o sexto voo da Challenger. Foi a primeira vez em que a tripulação de um ônibus espacial foi composta de sete integrantes e marcou a primeira ida ao espaço de um astronauta do Canadá.[1][2][3]

Índice

TripulaçãoEditar

Parâmetros da missãoEditar

[1][2][3]

Caminhada no espaçoEditar

[1][2][3]

  • Leestma e Sullivan - EVA 1
  • Início do EVA 1: 11 de Outubro de 1984
  • Fim de EVA 1: 11 de Outubro de 1984
  • Duração: 3 horas, 29 minutos

Hora de acordarEditar

[1][2][3]

Principais fatosEditar

[1][2][3]

Em 5 de Outubro de 1984, a Challenger voltou a voar com seu lançamento às 7:03 a.m. EDT, marcando início da missão STS 41-G. Esta foi a sexta missão da Challenger e a décima terceira decolagem no programa de ônibus espaciais.

A bordo estavam os sete integrantes do grupo, o maior grupo de vôo a voar em uma única nave espacial até naquela época. Ele incluia o comandante Robert Crippen, em seu terceiro vôo em um ônibus espacial; o piloto Jon McBride; três especialistas de missão, David Leestma, Sally Ride e Kathryn Sullivan (esta foi a primeira vez em que duas astronautas voaram juntas); e dois especialistas de carga, Paul Scully-Power e Marc Garneau, o primeiro canadense a voar em um ônibus espacial a ir ao espaço,

A astronauta Sullivan se tornou a primeira mulher e realizar uma caminhada no espaço quando ela e David Leestma realizaram um EVA com 3 horas de duração em 11 de Outubro demontrando o Sistema de Reabastecimento Orbital (ORS) e provando a viabilidade de reabastecer satélites em órbita.

Nove horas após a decolagem, o Earth Radiation Budget Satellite (ERBS) de 5,087 lb foi lançado do compartimento de carga pelo braço Remote Manipulator System, e seus propulsores a bordo o posicionaram em suas órbitas de 350 milhas (563 km) acima da Terra. O ERBS foi o primeiro de três satélites planejado para medir a quantidade de energia recebida pelo Sol e re-irradiada para o espaço. Ele também estudou os movimentos em temporadas da energia das regiões dos trópicos para as regiões polares da Terra.

Outro objetivo importante da missão era a operação do Shuttle Imaging Radar-B (SIR-B). o SIR-B era parte do pacote de experimentos OSTA-3 no compartimento da carga, que também continha a Large Format Camera (LFC) para fotografar a Terra, outra câmera chamada MAPS que media a poluição do ar, e um experimento de identificação e localizaçao chamado FILE que consistia de duas câmeras de TV e duas câmeras de 70 mm.

A SIR-B era uma versão melhorada de um dispositivo semelhante que voou no pacote OSTA-l durante a STS-2. Ele tinha um painel com oito antenas medindo 35 por 7 pés (11 por 2 m). Ele operou durante todo o vôo porém foram encontrados problemas com a antena Ku-band da Challenger e grande parte da informação teve que ser armazenada na nave ao invés de ser transmitida para a Terra em tempo real como foi originalmente planejado.

O especialista da carga Scully-Powers, em empregado do Laboratório de Pesquisas da Marinha dos Estados Unidos, realizou uma série de observações oceanográficas durante a missão. Garneau realizou experimentos financiados pelo governo canadense, chamados de CANEX, que foram relacionados às ciências médicas, atmosféricas, climática, de materiais e robóticas. Uma séria de pacotes Getaway Special (GAS) com uma grande variadede de materiais para testes também estava no veículo.

A STS 41-G foi uma missão com duração de 8 dias, 5 horas, 23 minutos e 33 segundos que percorreu uma distância de 4.3 milhões de milhas 6 900 000 km) e completou 132 órbitas. Ela aterrissou na Shuttle Landing Facility no Centro Espacial Kennedy, a segunda aterrisagem de um ônibus espacial neste local, em 13 de Outubro, às 12:26 p.m. EDT.

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. a b c d e f Mark Wade. «STS-41-G». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 25 de julho de 2019 
  2. a b c d e f Joachim Becker e Heinz Janssen (1 de janeiro de 2019). «STS-41G». SPACEFACTS. Consultado em 25 de julho de 2019 
  3. a b c d e f «STS-41G». NASA. Consultado em 25 de julho de 2019 

Ligações externasEditar