Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança

Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança
Cena do filme
Portugal Portugal
1896 •  pb •  1 min 
Realização Aurélio da Paz dos Reis
Género documentário
curta-metragem
Lançamento 12 de novembro de 1896
Idioma mudo
Página no IMDb (em inglês)

Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança é considerado o primeiro filme português, foi realizado por Aurélio da Paz dos Reis em 1896.[1][2][3] É um filme de curta-metragem, mudo e a preto e branco, com uma duração total de aproximadamente um minuto.[4]

SinopseEditar

Um grande número de trabalhadores, na sua maioria mulheres jovens, sai pela porta da frente do seu local de trabalho à hora do almoço. O edifício tem uma fachada impressionante com colunas e está localizado no nº 181 da Rua de Santa Catarina, no Porto — uma das principais ruas daquela cidade portuguesa. Uma charrete de passageiros puxada por dois cavalos cruza da direita para a esquerda do ecrã e, alguns segundos depois, um carro de boi a carregar mercadoria cruza na direção oposta. Ao mesmo tempo, os trabalhadores continuam ainda a sair da fábrica, dando a sensação de uma grande força de trabalho.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Paz dos Reis e os primórdios do cinema». Instituto Camões. Consultado em 18 de março de 2012 
  2. «Aurélio da Paz dos Reis». Infopédia. Consultado em 18 de março de 2012 
  3. Cristiana Faria Moreira (29 de julho de 2016). «Douro Filme Festival celebra cinema analógico». Público. Consultado em 1 de agosto de 2016 
  4. «Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança (1896)». Universidade da Beira Interior. Consultado em 1 de agosto de 2016 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um filme português é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.