Salvador Pinzetta

Salvador Pinzetta
Atividade eclesiástica
Ordem Ordem dos Frades Menores Capuchinhos
Diocese Arquidiocese de Porto Alegre
Ordenação e nomeação
Santificação
Veneração por Igreja Católica Romana
Dados pessoais
Nascimento Casca
27 de julho de 1911
Morte Flores da Cunha
31 de maio de 1972 (60 anos)
Nome religioso Frei Salvador Pinzetta
Nome nascimento Hermínio Pinzetta
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Isabela Romani
Pai: Fiorentino Pinzetta
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo


Frei Salvador Pinzetta, OFMCap (Casca, 27 de julho de 1911Flores da Cunha, 31 de maio de 1972) foi um frei capuchinho que viveu no Rio Grande do Sul em fama de santidade.

BiografiaEditar

No seu batismo recebeu o nome de Hermínio Pinzetta, filho de Fiorentino Pinzetta e Isabela Romani. Foi o segundo de treze irmãos. Sua irmã mais velha, tornou-se religiosa (Irmã Flora) da Congregação das Irmãs Scalabrianas.

Iniciou sua vida com os capuchinhos no dia 2 de fevereiro de 1944 em Marau. Ingressou no Seminário Sagrado Coração de Jesus, em Flores da Cunha, no dia 22 de março de 1944 e recebeu o nome religioso de Frei Salvador de Casca. Sua Profissão Solene aconteceu no dia 6 de janeiro de 1949, em Flores da Cunha. Desempenhou suas funções, em Flores da Cunha, de 1944 a 1946; em Garibaldi, de 1946 a 1948 e, novamente em Flores da Cunha, de 1948 a 1972. Sempre em trabalhos domésticos e serviços gerais: como cozinheiro, no jardim, na horta, na coleta de uvas, na fábrica de vinhos e na apicultura.

Participou, do Primeiro Capítulo Provincial Extraordinário, que realizou-se no ano de 1945, como Perito, no Convento em Flores da Cunha. Viveu como pensava: Ser santo não é fazer milagres; é amar a Jesus de todo coração e entregar-se a Ele sem reservas; é crer firmemente em seu amor e fazer, só, unicamente e em tudo, a vontade de Deus.

Suas virtudes, são lembradas e citadas, por superiores e estudantes. Destacam a sua caridade, humildade, pobreza (um viver desapropriado), obediência (a virtude da escuta), castidade (transparência de vida).

Celebrou no dia 6 de janeiro de 1971 seu Jubileu de Prata de vida Religiosa. Faleceu no dia 31 de maio de 1972, às 18 horas, no Hospital Nossa Senhora de Fátima em Flores da Cunha, vítima de um Acidente Vascular Cerebral. Contava com 61 anos e, pouco mais de 28 de vida religiosa. Morreu em fama de santidade.

Processo de beatificaçãoEditar

Aos 10 de janeiro de 1980, tendo em vista a fama de santidade do Frei Salvador Pinzetta, o Bispo diocesano de Caxias do Sul, Dom Benedito Zorzi autorizou e ordenou o encaminhamento da Causa de Beatificação e Canonização do Frei. No Capítulo Provincial, de 26 a 30 de agosto de 2002, a Província dos Capuchinhos propôs assumir e dinamizar o Processo.

Em 13 de abril de 2011 foi feita a Abertura oficial do Processo, por Dom Nei Paulo Moretto, com a presença de frades, parentes e amigos. Dom Paulo, por Decreto, escolheu e empossou o Tribunal Eclesiástico Diocesano, encarregado de ouvir testemunhas sobre a vida, virtudes e fama de santidade do Servo de Deus. O Tribunal colheu Provas Testemunhais entrevistando 51 pessoas, parentes, frades e cristãos leigos que o conheceram.

Dom Paulo, por Decreto, nomeou também uma Comissão Histórica. A Comissão colheu Provas Documentais referentes ao Frei Salvador, baseadas nos documentos, escritos e imprensa. A documentação, cerca de 1.500 folhas, foi examinada, autenticada, assinada, carimbada e lacrada.

Concluído o Processo foi realizada a Sessão de Clausura (encerramento) do Inquérito Diocesano referente à vida, virtudes e fama da santidade do Servo de Deus Frei Salvador Pinzetta. Cerca de 250 pessoas: Dom Nei Paulo Moretto, Dom Alessandro Ruffinoni, autoridades, frades, familiares e povo, participaram do ato público, no dia 1 de outubro de 2012, em Flores da Cunha.

O Bispo da Diocese de Caxias do Sul, Dom Alessandro Ruffinoni, por decreto, nomeou um portador, Dom Ângelo Domingos Salvador. Ele, acompanhado do Padre Álvaro Pinzetta, Padre Avelino Pinzetta, 15 familiares e mais 11 da família Pinzetta da Itália, entregará toda a documentação à Congregação para as Causas dos Santos, em Roma, no dia 29 de outubro de 2012[1].

O Papa Francisco o declarou Venerável no dia 13 de maio de 2019.

Ligações externasEditar

Referências

  1. [1] Arquivado em 13 de março de 2013, no Wayback Machine., Frei Salvador Pinzetta em Roma, 06.11.2012