Abrir menu principal
Sam Winchester
Personagem fictícia de [[Supernatural (série)|sobrenatural//
Sam-winchester-picture.jpg
Sam Winchester na série Supernatural.
Nome original Samuel Campbell Winchester
Língua original Inglês
Outro(s) nome(s) Sam, Sammy
Morada Não tem moradia pois anda pelo mundo atrás de resolver problemas sobrenaturais
Nascimento 2 de maio de 1983
Idade 36 anos
Origem Lawrence, Kansas
Sexo Masculino
Espécie Humano
Cabelo Castanhos Avermelhados
Olhos Castanhos-Esverdeados
Características Tem medo de palhaço, e tem ciúmes de seu pai com dean
Especialidade(s) Armas
Poder(es)
Família
  • John Winchester(pai)
  • Mary Winchester (mãe)
  • Dean Winchester (Irmão mais velho)
  • Adam Milligan (meio irmão)
  • Henry Winchester (avô paterno)
  • Millie Winchester (avó paterna)
  • Deanna Campbell (avó materna)
  • Samuel Campbell (avô materno)
  • Gwen Campbell (prima)
  • Mark Campbell (primo)
  • Christian Campbell (primo)
  • Jack Kline (filho adotivo)
Membro(s) Não é membro
Criado por Eric Kripke
Voz Philippe Maia
Romance(s) Com ruby
Série(s) Supernatural
Primeira aparição Piloto
Interpretado por
Internet Movie Database IMDb

Samuel "Sam" Campbell Winchester é um personagem fictício na série drámatica/paranormal Supernatural, exibida pela rede televisiva The CW e criado por Eric Kripke. Ele é interpretado pelo ator estadunidense Jared Padalecki.

BiografiaEditar

Samuel Winchester, mais conhecido como Sam , (nascido em Lawrence, em 2 de maio de 1983), é filho de John Winchester e Mary Winchester. Ele é o filho mais novo do casal, tendo um irmão quatro anos mais velho, Dean Winchester.

Sam é diferente de seu irmão mais velho. É sensível, racional, mais inocente, e aparentemente mais preocupado em ter uma "vida normal" do que seu irmão; apesar disso, fica claro que ele faria qualquer coisa por Dean. Ele também revolta-se contra a tentativa de seu pai de transformá-lo num caçador e matricula-se na Universidade Stanford e passa a estudar direito.[1]

Quando Dean vai até Sam e pede ajuda no primeiro episódio, a namorada de Sam, Jessica, é apresentada aos espectadores. É evidente que Sam era de alguma forma popular, apesar de ninguém saber o que sua família realmente faz. O apelido "Sammy" foi dado a ele por seu pai, embora ninguém além de Dean é permitido chamá-lo assim. Sam indica isso no episódio da 1ª temporada "The Benders", quando um homem o chama de Sammy, ele furiosamente responde que o seu nome é Sam. O caçador Gordon Walker também o chama de Sammy no episódio "Bloodlust", o que faz com que Sam, irritado, explique que Dean é o único que pode chamá-lo assim.[2]

Devido ao seu caráter gentil e sua vontade de ter uma vida normal, Sam é mais cuidadoso com as mulheres e por isso tem mais interesse em romances do que Dean, como, por exemplo, os que teve com Jessica, Sarah Blake, Madison e Amélia.

RelacionamentosEditar

Relação com DeanEditar

Se no começo da série a unica coisa que os unia era a busca pelo pai, "Salvar pessoas, Caçar coisas. O negócio da Família", a relação de ambos vai se aprofundando cada vez mais a medida que as temporadas vão avançando. Completamente diferentes, em relação as personalidades, eles vão afinando sua convivência e mostrando que apesar de tudo, o amor fraternal que sentem um pelo outro é mais forte, e sempre quando brigam, acabam fazendo as pazes.

Sam é mais sensível em relação a tudo que faz, mais suscetível também. Superprotegido por Dean sua vida toda, cometeu muitos erros, mas com o irmão sempre foi ajustando tudo. Poucas vezes lutaram separados.

Relação com JohnEditar

Apesar de amar muito o pai, Sam era completamente diferente e isso os colocava em conflito sempre. John era um ex-militar, que acreditava que proteger sua família, mesmo que a distância, fosse o mais importante de tudo, ainda que isso significasse dar ordens que deveriam ser obedecidas. Cansado disso e querendo uma vida normal, Sam se afastou da vida de caçador e teve uma briga com o pai que os fez cortar relações por alguns anos.

Mesmo brigados, John sempre se mostrou orgulhoso, chegando a falar para seus clientes sobre Sam e suas conquistas. Quando finalmente encontrou o pai, na primeira temporada, eles continuaram brigando, mas também tiveram seus momentos fraternais. Quando o pai morreu, assim como o irmão, não conseguiu lidar com a perda.

Relação com BobbyEditar

Desde o momento que apareceu, Bobby foi uma grande referência para o caçula Winchester. Dedicado, o caçador foi um grande professor para Sam, mais calmo que o pai, John. A relação de ambos era muito fraternal, com o mais velho várias vezes aconselhando o mais jovem. Sente profundamente sua perda. Os irmãos tinham Bobby como pai,assim como Bobby os via como filhos.

Relações amorosasEditar

O primeiro e mais proeminente romance de Sam, foi com Jessica, sua namorada da faculdade, que foi morta no início da série, queimada , assim como Mary , sua mãe; Jessie foi morta por Azazel (Príncipe do inferno) , o "primeiro" (no momento do ocorrido não revelado) vilão da série. Em sequência, Sam teve breves encontros com garotas de cidades pelas quais ele e Dean passaram. Lori Sorenson, Sarah Blake e a lobisomem Madison são alguns dos exemplos.

Chegou a ter uma paixão platônica por Bela Talbot, percebida no episódio Dream a Little Dream of me .

Na quarta temporada, acabou se envolvendo com a demônia Ruby, com quem chegou a ter sexo casual inúmeras vezes, além da Dra. Cara Roberts.

Na sétima temporada, Sam se casou com Becky, que na verdade o tinha enfeitiçado com uma poção do amor.

Na oitava temporada, após o desaparecimento de Dean e Castiel, envolve-se com a veterinária Amélia, que não sabe de sua vida como caçador.[3]

PersonalidadeEditar

Mais sério que o irmão mais velho, Sam começa a série tímido e retraído. É observador, atento e capaz de guardar muitas informações, sendo até meio Nerd. No começo, detestava ser chamado de Sammy, apelido que Dean usa quando esta preocupado com ele. Algumas vezes prega algumas pegadinhas no irmão, mas só.

Com problemas passados de insegurança, se meteu em problemas várias vezes. Fica sem graça quando é o centro das atenções e não sabe lidar bem com coisas desconcertantes. Deixa de ser o caçula quando descobre ter um irmão chamado Adam.

Poderes e HabilidadesEditar

Por Sam ter sangue de demônio dentro de si, possui diversas habilidades incomuns, a primeira delas é revelada na primeira temporada, através de sonhos precognitivos que lhe anunciavam momentos cruciais por vir e posteriormente quando ele move um armário utilizando telecinese. Na segunda temporada, Sam se mostrou imune ao vírus Croatoan. Ao fim da terceira temporada, Sam se descobre imune a poderes demoníacos, que o impede de ser morto por Lilith.

Além disso, com o treinamento dado a ele por seu pai, Sam é um lutador experiente, habituado a armas de fogo, pistolas e armas brancas. Assim como seu irmão Dean, Sam possui muitas habilidades que são desaprovadas pela lei, incluindo destrancar portas, pirataria informática, disfarces e roubos de carros. Nas duas primeiras temporadas, ele é frequentemente hesitante em usar estas habilidades por causa de seu desejo de ser um "cidadão normal". No entanto, isso diminui conforme a série progride. Sam comanda vasto conhecimento do sobrenatural e é considerado uma "enciclopédia de esquisitices". Ele é eficiente em ler e recordar feitiços escritos em latim, que podem ser usados para exorcizar, ou convocar demônios. Mais frequentemente do que Dean, Sam é preso com o trabalho de pesquisar o sobrenatural para suas caças.[4]

Morte e RessurreiçãoEditar

No penúltimo capítulo da segunda temporada, Sam, juntamente com as outras pessoas de sua geração, são raptados por Azazel e se reúnem em um lugar isolado, onde apenas um deverá sair vivo. Enquanto as horas passam, os escolhidos começam a matar uns aos outros, e no final, quando Dean finalmente descobre onde está Sam, o último sobrevivente Jake, o soldado que está de volta do Afeganistão, apunhala Sam, matando-o instantaneamente.

Dentro de uma semana, Dean se recusa a enterrar o irmão, e assim faz um acordo com o Demônio da Encruzilhada para ressuscitar Sam em troca de sua alma. O demônio aceita e dá-lhe um ano de vida, apesar da oposição e das críticas de Bobby. Sam revive e ao lado de Dean e Bobby procura por Azazel. Sam mata o assassino, mas descobre que ele o havia matado, e assim por Dean fez um acordo para salvá-lo. Azazel usa o Colt para abrir o portal para o inferno e liberta todos os demônios, no momento em que este ia matar Dean, o espírito de John, seu pai, ajuda Dean finalmente, usando a última bala do Colt, matando Azazel.

Na quinta temporada,no episódio Dark Side On The Moon, Sam e Dean são assassinados por um caçador ressentido após uma emboscada. Ao ser enviado ao céu junto com o irmão, é informado por Castiel que Zacarias deseja encontrá-los.

No final da 5ª Temporada,após ser possuído por Lúcifer, Sam acaba se recordando da sua infância com Dean, graças ao Chevy Impala. Junto com Adam Milligan/Miguel, eles caem na Jaula, onde supostamente Lúcifer e Miguel são aprisionados. Nos minutos finais da 5ª Temporada,Sam aparece,e uma luz do poste pisca (isso acontece quando aparece algum ser sobrenatural), e resta uma pergunta. Ele é Sam ou ainda é Lúcifer?

Na sexta temporada, Dean começa a pesquisar, desconfiado com as diferentes atitudes de Sam que ele não tinha antes de ir ao inferno, .Após o anjo Castiel vasculhar o corpo de Sam, ele descobre que Sam está sem alma. No episódio Family Matters, Sam descobre que foi ressuscitado pelo demônio Crowley.

Depois de descoberto o mistério sobre Sam, Dean procura saber uma maneira de trazer a alma de Sam novamente. Crowley diz que se os irmãos trabalharem para ele trazendo mais um alfa, ele libertaria a alma de Sam da jaula. Dean não gosta da ideia e no decorrer da série, quando questionado se poderia realmente trazer a alma de Sam do inferno, Crowley desmente e Castiel queima seus ossos, o matando. Nesse meio tempo, Sam escuta que sua alma deve estar bastante "danificada" pois tem servido de saco de pancadas no inferno e resolve que está melhor sem ela, e procura Balthazar, para que lhe ajude com algo que mantenha sua alma fora de seu corpo. Então Dean recorre a Morte, o último cavaleiro para que este o ajudasse, este aceita, mas com uma condição: Dean teria de trabalhar como a Morte por um dia. Dean falha, e salva Bobby de Sam, que o mataria para cumprir o ritual. Apesar de Dean ter falhado, Morte resolve ajudá-lo contanto que Dean continue sua pesquisa sobre almas.

No final da mid-season, Morte devolve a alma de Sam, mas este o alerta: Não tente ultrapassar o bloqueio da mente posto, pois Sam não aguentaria as lembranças que sua alma carrega do inferno.

Referências

  1. Writer: Eric Kripke, Director: David Nutter (13 de setembro de 2005). «Pilot». Supernatural. Temporada 1. Episódio 1. WB 
  2. Writer: Laurence Andries, Director: Sera Gamble (15 de novembro de 2007). «Fresh Blood». Supernatural. Temporada 3. Episódio 7. CW 
  3. Writer: Daniel Loflin Director: Nick Copus (5 de dezembro de 2012). «Citizen Fang». Supernatural. Temporada 8. Episódio 9. CW 
  4. Writer: Sera Gamble, Director: Robert Singer (12 de outubro de 2006). «Bloodlust». Supernatural. Temporada 2. Episódio 3. CW 

Ligações externasEditar