Igreja de São Pantaleão (Roma)

Edifício religioso em Roma, sepultura de San José de Calasanz, fundador dos escolapios
(Redirecionado de San Pantaleo (Roma))
 Nota: Para outras igrejas de São Pantaleão, veja Igreja de São Pantaleão.

San Pantaleo ou Igreja de São Pantaleão é uma antiga igreja localizada na praça de mesmo nome no Corso Vittorio Emanuele II, no rione Parione, de Roma, Itália, e dedicada a São Pantaleão. Na mesma praça está o Palazzo Braschi, onde está o Museo di Roma. Já existia uma igreja no local no século XII, mas a atual fachada (1807) é em estilo neoclássico, com interiores em estilo barroco.

Igreja de São Pantaleão
San Pantaleo
Igreja de São Pantaleão (Roma)
Fachada
Estilo dominante Neoclássico (fachada)
Barroco (interior)
Arquiteto Giuseppe Valadier
Fim da construção 1418 (reconstrução)
1808 (fachada)
Religião Igreja Católica
Diocese Diocese de Roma
Ano de consagração século XII
Website
Geografia
País Itália
Região Roma
Coordenadas 41° 53' 50" N 12° 28' 23" E

As diferentes fontes chamam a igreja de formas diferentes. Entre elas: San Pantaleo de Preta Caroli[1] ou San Pantaleonis de Pretecarolis[2]; San Pantaleo a Pasquino ou San Pantaleo de Muti[3]; San Pantaleonis de Parione or San Pantaleonis in Navona[4]; e San Pantaleone alle Scuole Pie[5].

Para aumentar a confusão, existia antigamente uma igreja no rione Monti, no Janículo, que era chamada de San Pantaleone alli Pantani ou San Pantaleone in Sebucca (provavelmente com a intenção de escrever "in Suburra")[6], com variantes como San Pantaleonis Trium Clibanorum ou San Pantaleonis Trium Fornorum.

História

editar

Segundo os registros, a primeira igreja no local foi fundada no início do século XII. Outros indicam que o fundador teria sido o papa Honório III em 1216[7]. Em 1418, a igreja foi reconstruída por Alessandro Savelli, proprietário de um palácio vizinho. Há indicações de que a igreja estava ligada a um grupo de padres ingleses. Em 1621, foi restaurada pelos padres piaristas (em italiano: Scuole Pie ou "escolápios") de São José Calasanz, que viviam no convento adjacente, cujas relíquias estão abrigadas numa urna de pórfiro na igreja. Em 1808, com o patrocínio de Giovanni Torlonia, uma nova fachada foi encomendada ao arquiteto Giuseppe Valadier[8].

Entre as obras de arte no interior, composto por uma nave e duas capelas laterais, estão:

Galeria

editar

Referências

  1. Le chiese di Roma dal secolo IV al XIX, Mariano Armellini, Editrice Romana, Rome (1887), pp. 498-499. (em italiano)
  2. Le Cose maravigliose dell'alma città di Roma, de Girolamo Franzini, (1601) p. 66.(em italiano)
  3. Armellini, p. 498
  4. Franzini, p. 66.
  5. a b Roma sacra e moderna: abellita di nuove figure di rame, e di nuovo ampliata, de Francesco Posterla, (1707) p. 702. (em italiano)
  6. Italy, in Its Original Glory, Ruine and Revival trad. de Edmund Warcupp (1660), p. 170. (em inglês)
  7. Posterla, p. 266.
  8. Roma sacra e moderna: abellita di nuove figure di rame, e di nuovo ampliata, de Francesco Posterla, (1707) p. 702. (em italiano)

Ligações externas

editar
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Igreja de São Pantaleão (Roma)