Abrir menu principal

Santuário de Nênia (em latim: Aedes Naenia Dea) era um templo romano localizado no monte Viminal, em Roma, do qual não se conhece a localização exata e nem foram encontrados nenhum vestígio. Era dedicado a deusa Nênia, uma deusa menor que protegia os moribundos e era titular dos cantos fúnebres.

LocalizaçãoEditar

Não se sabe exatamente onde ficava este santuário. As fontes relatam que ele ficava fora da Porta Viminal da Muralha Serviana[1]. Sabe-se com certeza que o culto a Nênia era muito antigo, mas, segundo Georg Wissowa[2], a localização do sacelo de Nênia fora da antiga muralha era sinal de que ela não era uma das primeiras divindades romanas. Uma opinião divergente era que a localização do templo fora da muralha era comum à todas as divindades ligadas à morte[3].

Recentemente foi proposta a identificação do santuário com um sacelo que era parte de uma necrópole localizada fora da Porta Viminal, na área da moderna Via Magenta[4]. Do local é oriundo uma estatueta de uma cabra conservada na Centrale Montemartini que se supõe ter sido uma oferta votiva a Nênia[5].

Referências

  1. Sexto Pompeu Festo, De verborum significatu, 161–163
  2. Georg Wissowa, Religion und Kultus der Römer, Monaco, 1912/1971, p. 197.
  3. Smith, William (1870). «Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology». Naenia (em inglês). Boston. p. 1135. Consultado em 11 de março de 2018. Arquivado do original em 14 de maio de 2011 
  4. G. Colonna, Roma arcaica, i suoi sepolcreti e le vie per i Colli Albani, in: Alba Longa. Mito, storia, archeologia. Atti dell’incontro di studio, Roma - Albano Laziale 27-29 gennaio 1994, Roma, p. 341.
  5. «Bronze Goat (Inv. 1624)» (em italiano). Roma, Musei Capitolini - Centrale Montemartini, Antiquarium Comunale